Arquivo da categoria: PC

Análise- Flat Kingdom é o indie mexicano para amantes de plataforma 2D

Flat Kingdom é o tipo de game que chega para suprir os desejos de quem espera por bons jogos de plataforma, mas que não encontravam boas opções no mercado. Desenvolvido pelo estúdio mexicano Fat Panda (e lançado oficialmente em 2016), o título finalmente chegou ao Brasil com legendas em português graças a uma parceria com a Games Starter. Basicamente o jogo se passa em um mundo 2D bem ao estilo papercrafted, com inspirações óbvias na franquia Super Mario Bros, da Nintendo, tanto nos visuais quanto no início da história, mas as semelhanças param por aí.

A trama começa quando um estranho mascarado sequestra a princesa do reino. A partir dai o jogador assume o papel de Flat, um cavaleiro que é incumbido pelo Rei Quadrado a resgatar a Princesa Tri. Apesar de ser um conto sobre resgatar uma princesa em apuros, a trama é mais densa e no desenrolar o jogador descobre a verdadeira motivação do vilão mascarado chamado Hex, que almeja reunir joias mágicas a fim de tornar-se o ser mais poderoso do reino de Flat. A história é recheada de perseguições entre o herói e o vilão mascarado e acontecimentos fantásticos.

flat-kingdom

Há várias cutscenes belíssimas que explicam a jornada de Flat, porém é justamente nesses momentos que vemos as falhas mais evidentes do game: é normal que ocorram travamentos e quedas na qualidade de animação. O problema é que fatos relevantes da história são apresentados nas animações, deixando a impressão de que os desenvolvedores poderiam ter maior atenção neste aspecto.

A história também pode ser acompanhada através de uma coleção de pergaminhos e documentos que são encontrados nos diversos cenários. Esses documentos servem como um diário de bordo, incluindo detalhes da história, pensamentos de Flat e descrição de cada personagem, inimigos e vilões. Lembra um pouco o sistema de Kingdom Hearts, da Square-Enix.

Gráficos são o grande destaque

5_163

Talvez o que mais chame as atenções são os aspectos gráficos, pois o game tem um estilo cartunesco bastante agradável, com cores belíssimas e riqueza de detalhes. Podemos dizer que Flat Kingdom é na verdade um game 2,5D, pois ao passo que os personagens são totalmente em 2D, o mundo do game tem aspectos em três dimensões. Essa direção de arte está totalmente interligada com a história do jogo e torna o estilo artístico ainda mais interessante. Os gráficos são simples, lembrando até games mobile, porém eficazes (pense em algo como FEZ, porém sem a mesma profundidade).

O sistema de combate é inspirado no antigo jogo infantil jokenpô: o jovem Flat é capaz de trocar sua forma física para Circulo, Quadrado e Triangulo. O macete é que cada um dos inimigos que surgem no caminho deve ser derrotado por uma determinada forma. Cabe ao jogador trocar para a forma apropriada a fim de derrotar o inimigo que estiver no caminho, levando em consideração que muitos deles têm pontos fracos, à lá, Shadow of the Colossus.

Sistema de combate diferenciado

6449a19a8d35590662e1376a229fdd2b4671d132Funciona da seguinte forma: basicamente ao se aproximar de um inimigo, você deve assumir a forma geométrica oposta à dele, seja para atacar ou se defender. Círculo vence o quadrado, o quadrado vence o triângulo e o triângulo vence o círculo. Portanto você deve pensar e agir rápido para derrotar os inimigos. Este elemento torna o combate mais estratégico e diferente de qualquer outro platformer que você já viu.

Os controles são fáceis de aprender, o que torna a jogatina agradável. Dificilmente você vai se atrapalhar com os comandos, mesmo nos momentos em que precisará de reflexos rápidos. Esta simplicidade também pode ser vista nos puzzles que Flat deve resolver: eles não vão consumir muito tempo do jogador, mas conseguem manter o interesse nos momentos em que não há combates.

A trilha sonora é de respeito e merece atenção especial do jogador, pois foi composta por nada menos que Manami Matsumae, a mesma que assina as trilhas de Shovel Knight e Might No. 9. Não são muitas as canções, mas elas são bem feitas e embalam bem os momentos da aventura, alternando entre ação, alegria e mistério.

Os pontos negativos

Infelizmente nem tudo são flores em Flat Kingdom. Apesar de bastante divertido, a duração deixa a desejar: você levará cerca de seis horas para concluir a aventura e o fator replay é bastante baixo, visto que são pouquíssimos capítulos e o desafio não é lá muito alto. Parece que a Fat Panda quis tornar o game amistoso para jogadores mais jovens. O problema é que a maioria dos jogadores de plataforma são ávidos por desafios e combates ferrenhos. Apenas alguns chefões oferecem alguma dificuldade real, mas nada que tire o sono do jogador.

2jpg_0Cada um dos mundos conta com três níveis, mas o jogador só conseguirá passar por todos eles ao obter as variadas habilidades especiais como pulo duplo/triplo, destruir paredes etc. Deste modo, é normal que algumas fases fiquem para trás. O problema é que quando você está quase no final do game, você é obrigado a retroceder ao início a fim de passar todos os níveis que ficaram para trás, tornando o gameplay repetitivo.

Veredicto

Flat Kingdom é um game bastante divertido e que supre a necessidade dos fãs de bons jogos de plataforma. A direção de arte é fabulosa e o sistema de combate inspirada em jokenpô é bastante criativa e bem executada. Uma pena que o game seja curto e o fator replay seja baixo.

download

Ainda que tenha alguns pormenores, você vai se divertir bastante graças ao mundo fantástico e as batalhas contra os chefões. A história também é agradável, apesar de não ser original, de modo que o jogador vai ficar atento do inicio ao fim. O jogo cumpre seu papel e diverte fãs de plataforma que esperam produtos originais e com identidade própria. O título está disponível na plataforma Steam nas versões Standard e Deluxe, que acompanha o soundtrack e um digital Artbook.

Nota: 8

Abaixo você confere o vídeo de Flat Kingdom:

Point Blank – Black Dragons vence campeonato e irá representar o Brasil em mundial

O Brasil já tem seu representante para o torneio mundial de Point Blank: o time Black Dragons venceu o nacional e se credenciou para o mundial. Após fase eliminatória online com 32 times, a Seletiva Brasileira para o PBWC 2017 teve suas semifinais e a grande final em evento presencial no último sábado (15), no Teatro FECAP em São Paulo.

Na primeira partida de Point Blank do dia o time vencedor foi a Valhalla, que eliminou a favorita ao título Stompa Top Team, por 2 x 1, partida essa que foi definida com muita luta, exibindo lindamente a habilidade de ambos os times. Em seguida, a Black Dragons garantiu a vitória em cima da HooSIER e-Sports.

black-dragonComo já era de se esperar, a partida final foi de tirar o fôlego do público. Uma partida cheia de reviravoltas e muito apoio de todas as torcidas. Porém, mesmo com muita persistência, a Valhalla acabou sendo eliminada, ficando o título para a Black Dragons, que ganhou o prêmio de 13 mil reais e a vaga para o campeonato mundial na Rússia, que acontece dias 20 e21 de Maio. Além de toda a garra da equipe da Valhalla, seu jogador “Rood” foi destaque e ganhou o troféu de MVP (Jogador Mais Valioso).

Além das partidas, a Ongame junto com suas parceiras, conseguiu proporcionar para os presentes no local, brindes, camisetas; sorteio do curso START da SAGA; sorteio de Mouse e teclado da Arsenal X, além de uma loja fica no local; e ajuda da Zowie com monitores para melhor jogabilidade para os jogadores.

Black Dragons e-Sports é composta por:

Michel “foox” Felype
Fernando “fznnn” Cerqueira
Vinicius “Patoxy” Lima
Luiz Gustavo “Doodlez” Paiani
Pedro ”Koyote” Pulig

Agora resta torcer para nossos jogadores brasileiros se saírem bem no mundial!

Assista todo o evento final nacional de Point Blank abaixo:

Game mexicano Flat Kingdom chega ao Brasil através da Steam

Flat Kingdom é o tipo de game que tem tudo para agradar os jogadores ávidos por boas aventuras e combates estratégicos. Criado pelo estúdio mexicano Fat Panda, o game coloca o jogador no papel de Flat, um improvável herói que é convocado pelo Rei Quadrado para resgatar a Princesa Tri e derrotar um perigoso vilão mascarado. Este é o primeiro game da Fat Panda a ser lançado no Brasil e está disponível através da Steam.

A história do game é sobre salvar a princesa, porém o roteiro é contado de maneira divertida e bastante original. O sistema de combate segue essa mesma premissa, abusando da estratégia, porém com um toque que remete a infância. Basicamente a cada novo inimigo inicia-se uma partida de jokenpô e o jogador deve mostrar-se um grande sortudo ou dominar a arte deste jogo.

637x358O jogador terá que mudar as formas de Flat para círculo, triângulo e quadrado para derrotar os adversários, que também estão em diferentes formas geométricas. Toda forma geométrica é forte contra outra mas perde para as demais. Círculo é forte contra quadrado, triângulo vence círculo e quadrado derrota triângulo.

Flat Kingdom é divido em diversos mundos diferentes e cada um deles apresenta cenários 2D ricos de detalhes e com muitas referências a jogos clássicos. Cada fase possui um puzzle diferente e o jogador deve quebrar a cabeça para entender e resolver seus enigmas. Além disso, em todos os mundos do jogo existem pergaminhos escondidos que contam mais sobre a história do jogo.

109odmg

Outro destaque são os chefões de Flat Kingdom, que costumam ser desafiadores e divertidos. O jogador terá que dominar muito bem as mecânicas de movimentação e combate do jogo para conseguir seguir em frente. Basicamente os desenvolvedores quiseram criar um game com identidade própria que pudesse ser apreciado por jogadores de todas as idades.

flat-kingdom-review-squidA trilha sonora do game foi composta por Manami Matsumae, responsável pela ambientação musical de jogos como Mega Man, Shovel Knight e Mighty No. 9, os efeitos e trilhas sonoras são responsáveis por manter o jogador imerso no mundo papercrafted de Flat Kingdom.

Flat Kingdom chegou ao mercado brasileiro em parceria com a publisher Games Starter, já com legendas em português brasileiro e um desconto especial de 60% na edição Deluxe (que acompanha a trilha sonora oficial do jogo e também o artbook com todos os desenhos de Flat Kingdom), o jogo está disponível para compra na Steam.

Assista abaixo o trailer oficial de Flat Kingdom:

Diretor do game Batman é a 1ª atração Internacional confirmada para o BIG Festival

A organização do BIG Festival acaba de anunciar a sua primeira atração internacional. O diretor de cinemática Stefan Leblanc estará no evento para palestrar sobre o processo de criação de jogos AAA a partir do dia 29 de junho, às 10h. O produtor é um dos responsáveis pelo game Batman: Arkham Origins e Prince of Persia: The Forgotten Sands, além de estar envolvido em Deus Ex: Mankind Divided, da Square Enix, desenvolvido pela Eidos Montreal. Stefan LeBlanc é especialista em direção e em produção de filmes tradicionais e é apaixonado por animação. Ele também dirige seriados e desenhos de televisão. Segundo ele, trabalhar com captura de movimentos o permitiu juntar essas duas paixões. A expectativa é que o produtor fale sobre como é o trabalho em grandes estúdios e inspire os desenvolvedores indies que estarão no BIG Festival.

Inscrições de jogos para o BIG encerram nesta semana

Stefan Leblanc, diretor de cinemática de Batman é um dos destaques do BIG Festival
Stefan Leblanc, diretor de cinemática de Batman é um dos destaques do BIG Festival

Para os desenvolvedores de jogos que desejam participar da competição principal do BIG Festival, o prazo final das inscrições é 23 de Abril. Basta acessar o site e inscrever-se gratuitamente. De acordo com as normas do evento, somente os projetos inéditos ou publicados há, no máximo, dois anos serão aceitos. A expectativa é que o evento supere o sucesso do ano passado, quando o BIG Festival recebeu a inscrição de 515 jogos de 48 países diferentes, sendo quase metade deles (232) produzidos no Brasil. Foram 18 mil visitantes em 2016, sendo 2.400 profissionais do setor. O evento oferece palestras e apresentações de executivos e desenvolvedores da indústria global de jogos, rodadas de negócios para criadores independentes, pitching de negócios no BIG Starter e o BIG Booth, com jogos brasileiros convidados para participarem da exposição. A entrada é gratuita e a cada nova edição bate-se recorde de público e de mídia.  

Serviço – 5º BIG Festival (Brazil’s Independent Games Festival)

 

De 24 de junho a 2 de julho (Segunda, 26, não abre) De terça a sexta: 10h às 22h / Sábado e domingo: 14h às 22h Centro Cultural São Paulo – Rua Vergueiro 1000 – Paraíso, SP Entrada: Gratuita

Nuuvem prepara promoção de Páscoa com jogos mais barato que chocolate

Esqueça os Ovos de Páscoa! Neste feriado o melhor negócio é comprar games na plataforma virtual Nuuvem, que está com descontos de até 95%. O evento já está valendo e vai até o dia 20/04 às 23h59. “Páscoa Nuuvem – A Fantástica Fábrica de Promoções” é uma estratégia para agarrar os jogadores oferecendo preços que chegam a ser mais baratos que Ovos de Chocolate.

Essa é a terceira grande promoção desde que o parcelamento em até 3x sem juros começou a funcionar, e a expectativa é de que isso ajude os gamers a garantirem os jogos que mais querem jogar. De acordo com a organização, serão quase 500 jogos em promoção, incluindo grandes títulos, como The Witcher 3, DOOM, Fallout 4, GTA V, Steep, Watch Dogs 2, Dishonored 2, Civilization VI e os mais recentes For Honor e Ghost Recon: Wildlands.

A promoção vai de 14/04 a 21/04 e você pode conferir muitas novidades pelo evento do Facebook. Abaixo você confere alguns dos destaques da Páscoa Nuuvem:

Dark Souls III – De R$159,90 por R$79,90 – 50% off

The Witcher 3 GOTY –  De R$99,99 por R$59,99 – 40% off

GTA V – De R$99,99 por R$49,99 – 50% off

Assassin’s Creed Syndicate – De R$99,99 por R$39,99 – 60% off

Ghost Recon: Wildlands – De R$159,99 por R$135,99 – 15% off

Steep – De R$159,90 por R$79,99 – 65% off

Dishonored 2 – De R$229,99 por R$107,99 – 53% off

Dying Light: The Following – Enhanced Edition – R$129,99 por R$50,99 – 60% off

Dragon Ball Xenoverse 2 – R$159,99 por R$103,99 – 35% off

Doom – De R$229,99 por R$107,99 – 53% off

Fallout 4 – De R$229,99 por R$107,99 – 53% off

Mafia III – De R$129,99 por R$42,99 – 67% off

Watch Dogs 2 – De R$159,99 por R$94,99 – 40% off

Middle-earth: Shadow of Mordor GOTY – De R$72,99 por R$17,99 – 75% off

Batman Arkham Knight – De R$69,99 por R$17,49 – 75% off

Mad Max –  De R$69,99 por R$17,49 – 75% off

Mortal Kombat XL – De R$99,90 por R$24,99 – 75% off

 

VIDA – Lançamento 100% nacional também está na Nuuvem

 sc_combate00

Outra novidade é o lançamento do jogo “VIDA”, que lembra muito Diablo e foi inteiramente produzido por apenas uma pessoa. O primeiro capítulo já se encontra disponível exclusivamente na Nuuvem. O jogo é DRM-Free, então não possui chave de ativação. Tudo que você precisa é comprar e baixar o instalador, direto pela loja.

Abaixo tem um trailer de VIDA:

Finais da Epic Game Jam podem ser realizadas dentro do Rock in Rio

Já falamos aqui da Epic Game Jam, porém há uma informação nova que deve ser considerada: a final deste grande evento não será mais realizada dentro do Geek & Game Rio Festival. Mas fique tranquilo, se todos os planos ambiciosos da organização se concretizar, as coisas prometem ser ainda maiores e melhores. Afinal, qual seria melhor sede para um evento novo do que “o maior evento gamer do mundo”?

Recentemente foi anunciado a Game XP dentro do Rock in Rio graças a uma parceria inédita com a organização da Comic Con Experience, e, cujo objetivo, é tornar-se o maior evento gamer do mundo. Por coincidência, a EPIC Game Jam é um evento de desenvolvimento de games, que está tentando inovar. Este evento já pode ser chamado de maior game jam nacional e promete reunir desenvolvedores de todo o país em disputas regionais e depois em uma final dos sonhos.

Roberto Medina do RiR ao centro. Foto: Matheus Rodrigues/G1
Roberto Medina do RiR ao centro. Foto: Matheus Rodrigues/G1

No momento não existe patrocínio para a Epic Game Jam, apenas apoio de alguns órgãos governamentais (Sebrae/MG), faculdades e empresas, mas nenhum envolvendo aporte financeiro. Assim, a Epic Game Jam encontrasse no momento sem um lugar para realizar a final e chamar de lar. Quando os 121 voluntários ficaram sabendo da ousada proposta da Game XP, foi como unir o útil ao agradável.

Roberto Medina, um dos organizadores do Rock in Rio, comentou recentemente que o Rock In Rio é um espaço de experimentação, e que trazer os jogos para este universo aumenta o empoderamento do público. Os dois eventos (Epic Game Jam e Game XP) tem como pilar a ousadia e inovação, além de deixar um legado na indústria gamer. O Rock In Rio já teve vários momentos de música indie, por que não jogos indie?

17910674-1242572279123486-1932741863-n_7g34-1

Pensando nisso e no enriquecimento de ambos os eventos, foi criada a campanha #rirmeadota. A ideia é chamar as atenções da organização da Game XP e despertar interesse suficiente para que a final da EGJ ocorra dentro do evento. O público é peça chave nesta empreitada e espera-se que os participantes da EGJ e visitantes da Game XP entrem de cabeça na campanha.

“Sabíamos que a final das olímpiadas brasileira de desenvolvimento de jogos não poderia ter palco mais adequado. E foi desse momento digno de filme de hollywood, que criamos a campanha #rirmeadota”, disse Ian Rochlin, organizador do Epic Game Jam.

Thiago Rex, um dos youtubers engajados no Epic Game Jam.
Thiago Rex, um dos youtubers engajados no Epic Game Jam.

Resumo: nos dias 14,15 e 16 de abril ocorrerá a primeira etapa da Epic Game Jam, evento organizado pelas empresas Gamer Trials e Grupo Epic em parceria com as principais organizações brasileiras de desenvolvedores de jogos. Neste evento, 600 novos e promissores talentos se reúnem para, em 48h, criarem jogos do zero, sob a supervisão de mais de 60 mentores experientes.

O evento ocorre em 6 capitais simultaneamente (Curitiba, Porto Alegre, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro), com a transmissão de grandes youtubers e com uma grande final nacional no mês de junho com os vencedores, a Epic Game Jam promete mudar o jogo da industria nacional.

Durante a Epic Game Jam, várias barreiras serão rompidas:

  • 1a Game Jam que oferece apoio e direcionamento de business e marketing
  • 1o Evento de desenvolvedores nacionais com união de esforços de diferentes pólos regionais
  • 1o Evento do gênero com integração com o público final.
  • Expectativa de 72 jogos criados, recorde para um fim de semana.

 

Para mais informações, basta acessar a página do Grupo Epic.

Abragames apresenta Jogos Brasileiros e Bate Papo com Desenvolvedores no dia 18 em SP

O desenvolvimento de games nacional está numa crescente desde 2008, época em que Erinia ganhou os holofotes. Mas antes dele tivemos ainda super lançamentos como Otlive e Show do Milhão, ambos de 2001 e que alçaram sucesso mundial. Hoje em dia se discute se os jogadores brasileiros tem preconceito com produções nacionais. Se você é fãs de games brasileiros e gosta de ficar atento as novidades, vale dar uma conferida no bate papo que a Abragames irá promover no próximo dia 18 na Unibes Cultural.

O bate papo terá a participação de desenvolvedores brasileiros por trás dos jogos Lila’s Tale (SkullFish) e Deed The Game (Sinergia Studios). De acordo com a Abragames, o encontro será celebrado das 19h às 21h. A expectativa é que, além de os games serem apresentados, haverá uma discussão sobre o cenário nacional e sobre o processo criativo de um game.

Lila’s Tale foi um dos games finalistas do Pitch Arena, premiação do Global Mobile Game Congress, GMGC Beijing 2017. O jogo será lançado para Gear VR no terceiro trimestre de 2017. O Deed The Game, da Sinergia Studios, é um inteligente e divertido game de negócios e também foi o vencedor na categoria voto popular do BIG Festival 2016.

A cada edição a Abragames levará novos jogos e desenvolvedores ao palco. Os visitantes poderão jogar e conhecer os desenvolvedores. A melhor parte: o evento é gratuito, basta preencher sua inscrição.

Quem vai estar lá:

 

Rafael Ferrari

Pioneiro no desenvolvimento de jogos para VR durante seu trabalho na Samsung, Rafael trabalha na área de jogos a mais de 10 anos, sendo os últimos 3 totalmente focados em VR. Em seu currículo, constam mais de 30 jogos e passagem por grandes empresas como Black River Studios, Hive, Glu e Skyzone Mobile. É sócio fundador e CEO da Skullfish Studios, empresa focada em desenvolvimento de conteúdo para Realidade Virtual.

Gabriela Thobias

Com conhecimentos em design, experiência de usuário e marketing, Gabriela tem trabalhado com jogos a quase 5 anos. Passou por empresas tanto da indústria de jogos quanto fora dela como Arezzo, Hive e Black River Studios, onde, nesta última, passou os últimos 3 anos trabalhando focada com Realidade Virtual antes de co-fundar a Skullfish Studios, empresa especializada em desenvolver conteúdo para Realidade Virtual.
Sandro J. Morishita

Diretor de produção e Game Designer em desenvolvimento mobile para iOS, Android, Nintendo e Sony. Após trabalhar em empresas como Ubisoft, Glu Mobile, Aplay Studios e ter produzido mais de 10 jogos e aplicativos, atuando na coordenação e desenvolvimento de apps e jogos, Sandro co-fundou a Sinergia Studios focado no desenvolvimento de jogos mobile, aplicativos e Realidade Virtual

Serviço: Encontro de desenvolvedores Abragames

Dia: 18/04
Horário: 19h às 21h
Local: Biblioteca da Unibes, Rua Oscar Freire 2500, Ao lado da estação Sumaré do metrô, São Paulo, SP 05409012
Entrada: Gratuita

Primeiro episódio do RPG VIDA ganha data de lançamento

Após muitos anos em desenvolvimento intenso, o game VIDA finalmente tem seu lançamento oficial. De acordo com Flávio Creasso, criador do game, o primeiro episódio do RPG estará em acesso antecipado pela loja virtual Nuuvem a partir do dia 13 de abril. O título já chega totalmente em português e recheado de recursos divertidíssimos.

VIDA busca inspiração em vários games já conhecidos (a mais óbvia é Diablo), porém buscando sua própria identidade através de ideias novas. Basicamente temos aqui uma mistura de elementos das mais diversas culturas e tribos que compõe o povo brasileiro. Nada em VIDA pode ser dito convencional.

vida-gameToda a ação se passa no reino fictício de Airen, onde o jogador deve explorar e enfrentar centenas de criaturas e seres perigosíssimos. Mais importante do que as mecânicas de combate, é a jornada de VIDA: aqui o jogador vai encarar situações variadas e emocionantes. Tudo feito para cativar e manter o jogador entretido. É justamente os detalhes que tornam o game único.

VIDA não quer impressionar você pelo “tamanho” do mundo, mas por detalhes espalhados em “pontos específicos” dele com cenários criados à mão, um a um, como as delicadas maquetes de piso quadriculado onde antes caminhavam pequenos heróis de chumbo com suas vestes tingidas por esmalte acrílico.

flavio-creassoA interface, que se parece com uma moldura – não por acaso – reflete todos os aspectos do sistema de regras que é executado no background, o Log de GM (uma pequena janela no canto inferior esquerdo) lhe dá constantemente informações do que está ocorrendo no jogo como se realmente houvesse um mestre de RPG na cabeceira da mesa lhe dizendo como cada ação que seja relevante repercutiu na progressão do seu personagem.

O game introduz você gradativamente a um Universo sem bem e mal muito definidos, mesmo ao encontrar os deuses (que dão uma “palhinha” no primeiro capítulo) não há como dizer quem está certo ou errado e fica totalmente a critério dos jogadores tirar suas próprias conclusões a respeito de que lado na disputa tomar. Num mundo cada vez mais bilateral e de certezas VIDA conta uma história cheia de perguntas e leva você a constantemente explorar, encontrar novos fatos e questionar o que você acredita.

sc_combate00

VIDA tem um ar soturno e bastante misterioso. Assim que o jogador começa a aventura é impossível não se sentir envolvido pela trama instigante e pelos personagens misteriosos. A expectativa é que o lançamento do primeiro capítulo, agora no dia 13, traga ainda mais usuários para o universo criado por Flávio Creasso.

Abaixo você pode conferir o trailer de VIDA:

Anote na agenda: Os Dez games mais aguardados para o mês de Abril

Para os apaixonados por games, o mês de abril reserva ótimas novidades. A NZN, elaborou um guia com os games mais aguardados do mês em parceria com Bruno Micali. Os jogos são variados e atendem todos os perfis de jogadores, seja ele fã de corrida, RPG ou puzzle. O mês de abril costuma ser fraco em relação a lançamentos, já que o mercado está em stand by por causa da E3, mas isto não impede que bons títulos sejam lançados. E é isto que vamos ver!

“Além da nova jornada da Atlus, temos outros destaques em abril: Mario Kart 8 Deluxe, que traz no Switch um pacote completo de um dos melhores games da franquia; Yooka-Laylee, aventura dos mesmos criadores de Banjo-Kazooie que vai apostar na fórmula nostálgica dos anos 90 em mundos coloridos; Outlast 2, que quase foi banido na Austrália de tanta violência que terá; e muito mais!”, explica.

Confira os dez games mais aguardados do mês de abril:

 

  1. Syberia 3

Lançamento em 25 de abril para PS4, Xbox One e PC

syberia-3

O clássico Syberia traz de volta a advogada americana Kate Walker, que agora investiga a posse de uma fábrica de brinquedos em uma aventura que vai do centro até o leste europeu. A busca por respostas leva a personagem para uma série de acontecimentos em um gameplay que mistura exploração, combinação de pistas e elementos de survival, tudo com um toque de suspense do escritor Benoit Sokal, que também escreveu os dois primeiros jogos.

 

  1. Puyo Puyo Tetris

puyo-puyo-tetrisLançamento em 25 de abril para PS4 e Switch

Previsto para o PS4 e o Nintendo Switch, Puyo Puyo Tetris oferece muitas cores e diversos efeitos especiais dentro da fórmula Tetris, que aqui ganha uma nova roupagem. Para quem quiser jogar sozinho, a SEGA prometeu uma campanha duradoura, além de cinco modos multiplayer!

 

  1. Dragon Quest Heroes 2

Lançamento em 25 de abril para PS4 e PC

Dando continuidade ao sucesso do primeiro Dragon Quest Heroes, o segundo título inclui quatro novos personagens, alguns já conhecidos da série, e outras inclusões ao sistema de combate, que promete ser ainda mais dinâmico. Os jogadores poderão explorar o mundo de Dragon Quest cooperativamente, tanto no single-player quanto no multiplayer.

 

  1. Full Throttle Remastered

fullthrottleLançamento em 18 de abril para PS4, PS Vita e PC

Em Full Throttle Remastered, história gira em torno de Ben, líder de uma gangue de motoqueiros que vivem em um futuro apocalíptico. Assim como ocorreu em Grim Fandango e Day of the Tentacle, será possível alternar entre o visual antigo e os gráficos remasterizados.

 

  1. Mario Kart 8 Deluxe

mariokart8deluxe_16-970x647-cLançamento em 28 de abril para Switch

Mario Kart 8 chegará ao Switch com algumas promessas, como novos personagens, itens inéditos e um modo batalha redesenhado. Além disso, o jogo fará uso de todos os recursos do console, aproveitando as funcionalidades dos Joy-Cons e do modo portátil.

 

  1. Little Nightmares

Lançamento em 28 de abril para PS4, Xbox One e PC

99ad20d5d83fb616b0c255e396adbaaa

Criado por uma desenvolvedora sueca, a Tarsier Studios, Little Nightmares é claramente inspirado em LittleBigPlanet, Unravel e outros títulos de plataforma. O jogo começou a chamar atenção por apresentar ambientes criados com um toque de arte. A ideia é misturar plataforma, puzzles e stealth em cenários interativos e minimalistas.

 

  1. Sniper: Ghost Warrior 3

sniper-ghost-warrior-3Lançamento em 25 de abril para PS4, Xbox One e PC

Sniper: Ghost Warrior 3 coloca o jogador na pele de um atirador de elite que deve adotar diversas abordagens para invadir bases inimigas, incluindo o uso de um drone. A desenvolvedora polonesa CI Games garantiu também um parkour de qualidade e várias atividades secundárias.

 

  1. Outlast 2

outlast2_windmill-edLançamento em 25 de abril para PS4, Xbox One e PC

Outlast 2 quase foi banido da Austrália por apresentar violência sexual e outros conteúdos muito mais pesados que os do primeiro jogo. A história é sobre um personagem que deve encontrar sua esposa e, para isso, viaja até o deserto do Arizona, onde descobre mistérios sinistros que trazem o inferno para o atual plano. De acordo com a desenvolvedora, a ideia é inserir elementos assustadores com uma pegada mais survival.

 

  1. Yooka-Laylee

yooka_and_laylee_sittingLançamento em 11 de abril para PS4, Xbox One e PC

O projeto de Yooka-Laylee nasceu a partir de uma campanha bem-sucedida no Kickstarter e trará mundos coloridos, seções de plataforma e dois personagens carismáticos que têm diálogos ilustrados através de onomatopeias. Além do PS4, Xbox One e PC, uma versão pra Switch está nos planos, mas será lançada posteriormente.

 

  1. Persona 5

Lançamento em 4 de abril para PS3 e PS4

persona-5-review_hsds

O jogo compartilha temas e conceitos dos games anteriores, mas a Atlus fez uma promessa a quem nunca se aventurou por esse RPG bem-humorado: não é preciso conhecer a franquia pra se arriscar em Persona 5. De dia, o jogador é um estudante. De noite, deve enfrentar criaturas da escuridão que, na verdade, têm tudo a ver com sua vida pessoal. Essa é apenas uma das características de Persona 5, que trará um sistema de combate revigorado, muita exploração e um ritmo cadenciado que a série tipicamente coloca diante dos jogadores.

FonteNZN

 

Logitech ganha nove prêmios no Red Dot Product Design Awards 2017

A Logitech conquistou um feito invejável: a empresa especializada em acessórios para PC recebeu nada menos que nove prêmios no Red Dot Product Design Awards 2017. Este é o quinto ano consecutivo que o Red Dot reconhece a Logitech pela excelência no design de produtos. A premiação serve para coroar um ano incrível para a companhia, que lançou produtos de alta performance e bastante aclamados.

As vitórias deste ano empatam com o recorde estabelecido ano passado e incluem o prestigioso “Best of the Best” Red Dot Product Design Award em Computadores e Tecnologia da Informação para o teclado multi-device Logitech K780, o prêmio mais importante para design inovador, reservado para o melhor produto em cada categoria.

O teclado K780 Multi-Device Wireless

A Logitech recebeu prêmios para os seguintes produtos: K780 Multi-Device Wireless Keyboard (Best of the Best); Spotlight Wireless Presentation Remote; BRIO 4K Pro Webcam; G810 Orion Spectrum; G Prodigy Series; POP Home Switch; BASE; M720 Triathlon Mouse; Party Collection. Cada um deles foi desenvolvido para facilitar a vida dos usuários e inovar em seus respectivos seguimentos.

Importância de bons designs para a Logitech

“Nós temos uma abordagem integrada ao design, e esses prêmios da Red Dot validam ainda mais a nossa missão de promover design de primeira”, diz Alastair Curtis, diretor de design da Logitech. “Nossa obsessão com o consumidor chegou ao coração da empresa.”

A premiação Red Dot Award: Product Design foi criada em 1954 para avaliar os melhores produtos do ano em todo o mundo. Premiando um grupo seleto entre os milhares inscritos todos os anos, os vencedores do Red Dot são escolhidos por um júri internacional que busca design excepcional.