Arquivo da categoria: Indie

Prof. Jesús Fabre realiza curso de marketing e comunicação para desenvolvedores indie

Um dos grandes desafios encontrados pelos estúdios independentes é como vender seu produto. Não é uma tarefa fácil, tanto no Brasil como no resto do mundo, afinal esses desenvolvedores acabam disputando a atenção dos jogadores com as grandes desenvolvedoras que possuem alcance mundial. De acordo com pesquisa da Conceptart.org, 95% dos jogos independentes não são rentáveis e 80% deles apresentam perdas. Vários desenvolvedores, inclusive, tinham bons produtos no mercado, mas por falta de vendas acabaram fechando as portas.

Para facilitar essa parte do trabalho, o Professor Jesús Fabre, que também atua como Community Manager e Relações Públicas de estúdios independentes, desenvolveu um minicurso de marketing e comunicação para desenvolvedores indies. O objetivo é esclarecer alguns pontos sobre como  é importante ter uma equipe unida no projeto, uma interação saudável com a imprensa e a comunidade e como esses e outros aspectos acabam beneficiando um projeto.

O curso é pontuado com vários exemplos reais de projetos brasileiros, alguns criados e  lançados meses atrás por alunos egressos do curso. Também há exemplos de projetos com os quais o Fabre já trabalhou. Entre os tópicos abordados estarão: fatores de sucesso e fracasso na indústria de videogames; História e cena atual do desenvolvimento independente; Importância da comunicação na equipe de desenvolvimento; Gestão e bom uso das redes sociais; Modelos possíveis para financiar seu jogo; Ferramentas e estratégias de promoção; Gestão do feedback da comunidade; e Desafios e obstáculos pra conseguir terminar seu jogo.

Os cursos se realizarão na região Sul, mais exatamente em Porto Alegre e Curitiba. Abaixo tem um vídeo de apresentação do projeto. Interessados podem conferir o cronograma mais abaixo:

Datas e locais:

Avançado
: dos dias 15 e 16 de Novembro no Instituto Eckart (Porto Alegre). Mais informações no página do programa.

Curso iniciantes na PUC-PR dos dias 26/11 até 3/12/2014 (entre semana terá horário de noite).

Marketing e comunicação para desenvolvedores indie:

ADjogosRS terá estande coletivo de empresas gaúchas na SBGames

A Associação de Desenvolvedores de Jogos Digitais do Rio Grande do Sul (ADjogosRS) é uma das promotoras do Simpósio Brasileiro de Jogos e Entretenimento Digital, a SBGames, que ocorre entre os dias 12 a 14 de novembro no Centro de eventos da PUCRS, em Porto Alegre.

A organização do evento espera receber cerca de 25 mil pessoas nos três dias de evento. Para ajudar a alcançar tal número, a ADjogosRS terá um estande coletivo de empresas. No espaço estarão reunidas 18 empresas gaúchas de jogos como a Grin; Epopeia; Izyplay; Monsterbed; Swordtales; Napalm Studio; Imagnation; Cupcake; Otus; Kayumo; Rockhead; Kuupu; Souking; Hermit Crab; Luderia; Drecon; Kuupu e Black Bugio. Essas empresas exibirão seus produtos e projetos ao público e possíveis investidores.

“Esta será a oportunidade de apresentar os games das empresas gaúchas para o consumidor final, viabilizar um próspero crescimento em vendas dos games tornando as empresas mais independentes e fomentando todo o ecossistema da indústria de games”, disse Carlos Idiart, Presidente da ADjogosRS.

A ADjogosRS ainda garante a participação de importantes empresas para encontros com os desenvolvedores locais, como a Epic Games; a ThinPlay, loja virtual nacional que deseja conhecer o máximo de desenvolvedores para avaliar seus jogos e dispor em sua loja para venda ao consumidor final e MiniClip, o maior site de jogos casuais do mundo.

Outra das atrações mais esperadas da SBGames é a palestra de Kelle Santiago, considerada a mulher mais importante do mercado de jogos indie mundial. Kelle é desenvolvedora dos famosos jogos Journey, Flower e Flow e cofundadora do estúdio Thatgamecompany. Durante a palestra ela irá falar de suas experiências para outros jovens desenvolvedores

Além disso, o SBGames terá um festival de games, outras palestras, desafios e submissão de trabalhos, com atividades gratuitas e pagas.A intenção da ADjogosRS é promover e fomentar a indústria gaúcha de games. A organização também já realizou mais de 50 palestras, participação em sete eventos do setor, com estandes, organização de rodadas de negócios, desafios e encontros com investidores e publishers nacionais e internacionais.

Para participar da SBGames basta fazer inscrição no site do evento.

Desenvolvedoras brasileiras participam da Game Connection Europa, em Paris

Um grupo de desenvolvedores brasileiros participaram de um evento para atrair mais investidores da indústria ao Brasil. Trata-se do evento Game Connection Europa, que ocorreu em Paris entre os dias 29 e 31 de outubro. Houve um estande chamado Projeto Brazilian Game Developers dedicado aos projetos brasileiros.

Representou o Brasil durante o evento nove estúdios, sendo eles: a Flux (SP), Kokku (PE), Movile (SP), Smyowl (SP), Gamebiz (SP), Gameplan (SP), Manifesto (PE), CatNigiri (SC) e Lumentech (SE). A Brazilian Game Developers é fruto da parceria entre a Abragames e a Apex-Brasil. Somados, os 20 estúdios participaram cerca de 20 profissionais. Além de exibir suas criações, os estúdios trabalharam na captação de novos negócios, uma vez que foram pré-agendadas uma série de reuniões.

Durante o evento foi lançado o 1º Catálogo Internacional da Indústria Brasileira de Games. Este catálogo, no formato de website,  reune cerca de 200 empresas nacionais dedicadas aos jogos eletrônicos. Nele, as empresas cadastram seu portfólio em inglês, informando o perfil da empresa, jogos desenvolvidos, serviços etc. Empresas correlatas, como de música (trilha sonora), legais (escritórios especializados em direito autoral) entre outras, também poderão cadastrar seu portfólio.

A ideia do catalogo é aumentar a credibilidade internacional do Brasil no setor e mostrar que temos uma indústria unida, oferecendo um número de empresas expressivo e com soluções sofisticadas. Espera-se que se abram novos negócios para produtores brasileiros no mercado europeu em diversos segmentos como jogos de entretenimento, jogos sérios, advergames, soluções corporativas como gamificação, distribuição, meios de pagamento, serviços de facilitação para entrada de investimento internacional, coprodução e outsourcing.

Vale destacar que o Projeto Brazilian Game Developers é um programa sem fins lucrativos, deste modo, todos os produtores nacionais que estiverem interessados em divulgar seu produto/marca são convidados a participar do programa.

Jogadores disputam R$ 80 mil na final do campeonato de SMITE nos palcos da Comic Con Experience

Durante a Comic Con Experience, que ocorrerá entre os dias 4 a 7 de dezembro, a Level Up Games! organizará as etapas semifinal e final do Campeonato Brasileiro do jogo de ação online Smite – A Arena dos Deuses. O torneio prevê uma premiação total R$80 mil a ser distribuídos aos participantes.

De acordo com a LuG, as partidas serão iniciadas a partir das 10 horas do dia 6 de dezembro, no sábado. Está é a primeira vez que é organizado um torneio de Smite no Brasil e espera-se que o evento reúna diversos fãs do jogo. As partidas ocorrerão no palco principal da Comic Con Experience.

As partidas serão transmitidas ao vivo pela internet e terão narração de Gordox. Além do prêmio em dinheiro (e do troféu), os vencedores terão vaga assegurada no Campeonato Mundial de Smite, que ocorre na cidade de Atlanta, EUA, cujo prêmio ultrapassa a quantia de US$ 1 milhão.

Vale destacar que a etapa brasileira de Smite está atualmente em sua segunda fase (iniciada em 4 de outubro), contando com a participação de 150 equipes. Até a final, terão sido disputadas 250 partidas no formato Conquista – o tradicional 5×5 em um mapa com três rotas e uma selva central. Todas as etapas são disputadas online, com exceção das fases semifinais e finais, que são presenciais.

O grande vencedor já garante um prêmio de R$ 40 mil e um prêmio especial surpresa, enquanto que um quarto vai para o vice-campeão e o restante será dividido entre o terceiro e quarto colocados. De acordo com a LUG, o prêmio total pode aumentar, pois a cada aquisição de itens especiais da Odisseia, evento especial in-game, os jogadores contribuem com um percentual para o pool da premiação. O primeiro colocado também receberá um prêmio surpresa especial.

Serviço Comic Con Experience

Quando: 4, 5, 6 e 7 de Dezembro (quinta a domingo)

Onde: Centro de Exposições Imigrantes, São Paulo / Rodovia dos Imigrantes, altura do km. 160.

Próximo à estação Jabaquara do Metrô Horários: – quinta-feira: do meio-dia às 22h – sexta e sábado: das 10h às 22h – domingo: das 10h às 20h

Estúdio de Curitiba lança Ore Collector para Android

Ore Collector é um game em que o jogador deve capturar todas as pedras que estão sendo coletadas por mineiros. Para isso, basta abrir as comportas da mina assim que o carrinho estiver se aproximando. O game é um produto do estúdio Animvs de Curitiba.

O sucesso na missão de coletar as pedras depende do domínio do jogador em controlar o tempo e o espaço de maneira rápida e precisa. Os mineradores se ocupam de coletar diferentes tipos de pedras, como rubis, esmeraldas e diamantes. A ideia é que quanto mais preciosa for a pedra, maior a pontuação do jogador.

A mecânica de jogo é simples e foi desenvolvida para viciar, bastando que o jogador seja rápido para abrir as comportas no momento certo. Contudo, nem tudo será fácil: é preciso de muita coordenação para que as pedras não caiam para fora. É permitido derrubar no máximo 100 minerais antes de perder a partida. Por isso, vale muito mais ser cuidadoso e derrubar poucas pedras do que derrubar uma avalanche e perder boa parte delas.

Baixe o Ore Collector

Ore Collector foi lançado para Android e já está disponível para download. O game é integrado ao Google Play Games, de modo que o jogador pode disputar a melhor pontuação no ranking global ou nos círculos sociais. O título é casual e bastante indicado para quem busca partidas rápidas e interagir com amigos.

Ventura’s Lab lança Feed the Monster para Android

O game de hoje é lançamento do estúdio indie Ventura’s Lab chamado Feed the Monster, um game para dispositivos Android cujo objetivo é alimentar um monstro insaciável, de modo que a criatura mantenha-se ocupada comendo e não chegue ao topo da tela.

O game foi desenvolvido por um único desenvolvedor e prova que com bastante esforça pode-se desenvolver um game sozinho. O game foi desenvolvido somente para Android, mas a Ventura’s Lab não descarta uma versão para iOS e Windows Phone.

O grande desafio é bater os recordes no ranking online e manter-se no topo dos melhores jogadores, mas essa não é uma tarefa fácil, visto que quanto mais o monstro come, mais fome ele fica, tornando a jogatina mais intensa e dinâmica.

O download pode ser feito no Google Play.

Estúdio Sapiens² lança Moonwalk: um shooter com jogabilidade clássica

Hoje vamos falar do jogo Moonwalk, o novo lançamento do estúdio indie Sapien². O game é um shooter clássico espacial que lembra bastante o emblemático Space Invaders. O game é para celulares e sua chance é agarrar o jogador com um jogabilidade frenética  e o desafio de fazer os jogadores subir no ranking global ao subir a pontuação a cada adversário abatido.

O jogador toma o controle de um robô espacial munido com uma arma laser. O desafio começa quando surgem naves inimigas aos montes. A partir daí o jogador deve utilizar-se de toda precisão necessária para eliminar os inimigos. Conforme derrota os inimigos, surgem níveis mais elevados e difíceis, além de bônus e novos itens e equipamentos para customizar o personagem.

Moonwalk foi desenvolvido por um único desenvolvedor, o Guilherme Macedo Candido, para Android suporta sistema de rankings e conquista. Durante o processo de criação foram utilizadas ferramentas gratuitas para o desenvolvimento. Os gráficos são bastante trabalhados e estão em alta definição. O game está disponível gratuitamente no Google Play.

Abaixo tem o trailer do game Moonwalk:

Garage 227 Studios apresenta o game Shiny durante BGS 2014

Outro game indie brasileiro a marcar forte presença durante a Brasil Game Show  2014 foi Shiny, da Garage 227 Studios. O game é um título de plataforma em 2D que apresenta a aventura do robô Kramer 227 que apresenta sérios problemas de energia.

A dinâmica do jogo é a resolução de puzzles e a progressão das fases em altas velocidades, pois o pobre robô não tem tempo suficiente para sobreviver em um planeta solitário e sem energia suficiente para mantê-lo funcionando. O jogador deve então utilizar a energia de maneira inteligente enquanto explora o lúgubre local. Para se manter funcionando, basta coletar energia espalhada pelo cenário.

A tarefa se complica ao passo que cada segundo consome energia e ela vai se esvaindo continuamente. Para encontrar energia é necessário gastar energia. Como se não bastasse, Kramer deve se consertar aos poucos enquanto vai descobrindo o segredo que cerca o planeta inóspito.

A versão apresentada na feira BGS 2014 era bastante conceitual, mas já podia ser testada e estava funcional. De acordo com a desenvolvedora paulista, a intenção é lançar o produto no primeiro semestre de 2015 na Steam. O estúdio é formado por três sócios que, inclusive, ministram cursos na famosa Axis School of Visual Effects em São Paulo.

O trailer do game Shiny pode ser visto abaixo:

Spirits of Spring: Minority Media lança game com mensagem anti-bullying

O estúdio indie Minority Media, criadores do cultuado Papo & Yo, acabaram de lançar seu mais novo game. O título chama-se Spirits of Spring e foi desenvolvido para plataformas mobile. O game carrega consigo uma mensagem de conscientização contra o bullying.

Assim como fez em seu primeiro título, Vander Caballero definiu o game como um “adventure empathy”, ou seja, um game que conta uma história pessoal através de metáforas que ajudam o jogador a vivenciar uma jornada de lição de vida do personagem. O jogo coloca os jogadores no papel do indío Chiwatin em uma viagem através de florestas congeladas, desfiladeiros e rios do Canadá. Há elementos de puzzle e aventura e, mais importante: há questões que tocam o jogador como: lealdade, compereensão de diferenças e responsabilidades por escolhas pessoais.

Durante a aventura, Chiwatin deve transformar as terras inóspitas em uma floresta cheia de vida com a ajuda de amigos animais: um urso e um coelho. O principal desafio é escapar das garras de corvos bullies que roubam os espíritos do menino. O game chegou ao mercado em 2 de outubro e foi catapultado entre os Melhores Jogos Novos na App Store de 136 países, incluindo o Brasil.

“O Bullying impacta a todos; não importa quem você seja, como é a sua aparência ou onde você nasceu. É uma experiência humana universal,” diz Ruben Farrus, o diretor criativo do jogo.  “Mas nem sempre é uma situação oito ou oitenta. Algumas vezes, a pessoa que sofre o bullying pode se tornar quem o pratica. E vice e versa. Eu gostaria que, ao terminarem o jogo, os jogadores se sentissem transformados. Que sentissem que eles têm o poder para fazer a diferença na vida de alguém.”

O roteiro do jogo foi desenvolvido a partir de depoimentos de pessoas que sofreram bullying na juventude e os ambiente foram utilizados a partir de histórias contadas por um nativo Cree do norte do Canadá. De acordo com Ruben, o norte do Canadá serve como uma metáfora poderosa para a história.

Spirits of Spring está disponível para compra na App Store por US$ 4,99 nos idiomas Inglês, Espanhol, Francês, Alemão, Italiano e Português. De acordo com a Minority, há planos de levar o título para Android e PC, mas ainda não há nada definido.

Abaixo está o trailer do game Spirits of Spring:

Além da Vida: CR Game Studio lança projeto no Catarse

Além da Vida é um projeto brasileiro que busca financiamento no site de crowdfunding Catarse. Seu grande trunfo para conquistar a simpatia dos jogadores é sua premissa baseada em espiritismo e uma história comovente. Na trama, o jogador assume o papel de um espírito recém-chegado aos portões do paraíso que estão fechados e não o permitem adentrar por causa de sua vida terrena desregrada.

A partir daí, o personagem sai em busca de redenção em uma jornada de autodescobrimento e enfrentando a si mesmo em um mundo abstrato. De acordo com a desenvolvedora, o game baseia-se em escolhas pessoais que irão definir o desfecho da aventura. Além disso, o título buscou inspiração no elogiado Journey do Playstation 3.

O game é em 3º pessoa está em desenvolvimento exclusivamente para PC e deve ser lançado pela Steam com suporte aos idiomas português e inglês. Um ponto interessante é que o game não possui inimigos espalhados pelo cenário e não há meios em que o personagem possa morrer. Além da Vida terá diversos puzzles a serem resolvidos e de forma geral o título será bastante linear, porém com decisões a serem tomadas ao final das fases.

O game é fruto dos esforços do C.R Game Studio, um estúdio independente que conta atualmente com 7 jogos publicados, todos para a plataforma Mobile/Android. A meta de arrecadação é de R$ 15 mil. Quando lançado o game será pago, porém os contribuintes durante a fase de crowdfunding terão direito ao game gratuitamente. Mais informações, descrição e imagens do game estão disponíveis no site da campanha.

Abaixo está o trailer do game Além da Vida: