Arquivo da categoria: Games

Conheça o Swarmio, plataforma de eSports criada para disponibilizar jogatina online sem lags

Cansado de lags nos seus jogos online? Se a resposta for positiva, conheça o Swarmio, a plataforma criada pela Ubique Networks, que chega ao Brasil graças a uma parceria com a Glameplan. A plataforma é baseada em blockchain que entrega uma experiência mais fluída para títulos multiplayer online como Counter-Strike Global Offensive (CS:GO) e League of Legends, entre outros. Os criadores garantem que a plataforma é capaz de fornecer aos organizadores de torneios e casters as ferramentas necessárias para ter experiências profissionais de eSports em qualquer nível de conhecimento, em qualquer lugar do mundo.

Para garantir a melhor experiência de jogo, a Swarmio integra uma tecnologia de redes global proprietária que otimiza a latência. A parceria entre GamePlan e Ubique Networks foi possibilitada por conta do trabalho feito pelo Consulado Geral do Canadá, que identificou a GamePlan como uma empresa capacitada a atender às necessidades da Ubique Networks, além de outras empresas canadenses, em estabelecer negócios no Brasil.

“Jogadores no Brasil, assim como organizadores de torneios, serão os primeiros na América do Sul a aproveitar dos benefícios da plataforma Swarmio sem lag para eSports”, explica Vijai Karthigesu, fundador e CEO da Ubique Networks. “O Brasil é o principal mercado da região e que vem crescendo ano a ano em número de jogadores online, e estamos empolgados com o lançamento no país ainda neste trimestre”.

Para quem não conhece, a GamePlan é uma consultoria brasileira especializada em games fundada em 2014. Já a Ubique Networks é a fornecedora da única plataforma vertical integrada para eSports. Sua plataforma Swarmio, para esports é a única no mundo a usar a infraestrutura global ao integrar tecnologias sem lag a um sistema completo e automatizado de gerenciamento de torneios para dar aos gamers a experiência mais avançada. Se as promessas forem cumpridas, a jogatina online no Brasil será melhorada drasticamente.

MinC, Abragames e UFRGS lançam cursos a distância de capacitação para o mercado de jogos eletrônicos

O ano começou e você não vai querer deixar passar mais uma temporada da sua vida sem investir na carreira, certo? Pois bem, o Ministério da Cultura, a Associação Brasileira dos Desenvolvedores de Jogos Digitais (Abragames) e o Núcleo de Estudos em Economia Criativa e da Cultura da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (NECCULT-UFRGS), lançam, nesta quarta-feira (31), o curso “O setor de games no Brasil: panorama, carreiras e oportunidades na modalidade de educação a distância (EAD)”.

Este é o primeiro de uma série de três cursos em EAD voltados para a capacitação de futuros ou atuais profissionais do mercado de jogos eletrônicos. Os demais cursos, “Dicas e desafios para empreendedores” e “Internacionalização no setor de games”, serão lançados em fevereiro. 

Os conteúdos dos cursos foram gerados a partir do conteúdo dos debates da edição de 2017 do Brazil’s Independent Game Festival (BIG Festival) – o maior festival de jogos independentes da América Latina, cada curso tem 30 horas. Eles estarão disponíveis gratuitamente em uma plataforma educativa desenvolvida pela UFRGS, contarão com material de apoio e, ao final de cada um, os participantes receberão certificado da universidade gaúcha. Durante o BIG Festival 2018, entre os dias 27 e 29 de junho em São Paulo, haverá uma solenidade de entrega de certificado para as dez primeiras pessoas que completarem os três cursos.

O curso introdutório, Setor de games: panoramas, carreiras e oportunidades, pode ser feito tanto por iniciantes quanto por aqueles que já dispõem de informações sobre o mercado de jogos. As inscrições estarão abertas a partir de quarta-feira (31) e podem ser feitas pela internet. Este primeiro curso contará com cinco aulas, onde será feita uma análise inicial do setor, sua importância na economia criativa, nas estruturas das desenvolvedoras independentes e na articulação de comunidades que permitam um crescimento conjunto do setor. A ideia é mostrar quais são as possíveis áreas de atuação dentro do mercado de games entre as quais estão roteirista, programador e designer, entre outras.

O papel das instituições públicas no fomento do setor e no seu fortalecimento ao longo dos últimos anos também é abordado por este primeiro curso do programa. Os alunos poderão ver as orientações de especialistas do BNDES, do Sebrae, da Agência Nacional do Cinema (Ancine) e Spcine sobre como as pequenas desenvolvedoras de games podem obter sucesso.

 

SERVIÇO – Curso – Setor de games: panoramas, carreiras e oportunidades

Cadastro para instruções de acesso ao curso em: https://lumina.ufrgs.br/login/signup.php.

Site para inscrição:  https://lumina.ufrgs.br/course/view.php?id=42

Ubisoft apresenta Sam, primeiro assistente pessoal para usuários de seus games

A Ubisoft decidiu apostar alto na forma como interage com seus jogadores: a empresa acaba de lançar o Sam, o primeiro assistente pessoal gamer da companhia.  Basicamente trata-se de uma forma de inteligência artificial que vai utilizar as informações de perfil dos jogadores, biblioteca de jogos, amigos, comunidade e serviços da Ubisoft para dar dicas e informações personalizadas aos usuários. O serviço funciona como um chatbot e é parte do aplicativo Ubisoft Club.

De acordo com a Ubisoft, o Sam está disponível apenas no Canadá, porém será disponibilizado para outros países em breve. O Sam é capaz de direcionar os jogadores para diferentes áreas do site da Ubisoft sempre que eles procurarem informações sobre datas de lançamentos de jogos, assistir a um trailer, descobrir Easter Eggs em um jogo ou conversar sobre os personagens das diferentes franquias da empresa. A parte mais legal: os gamers podem conversar com Sam por meio de voz ou texto e perguntar qualquer coisa sobre os produtos da Ubisoft por meio do chatbot Q&A.

O Sam ainda pode ser conectado diretamente às contas dos usuários na Ubisoft e gerar uma análise sobre suas últimas partidas, fornecendo dicas por meio da função Daily Login, que já está disponível em Tom Clancy’s Rainbow Six Siege. Com este recurso, Sam identifica as dificuldades dos jogadores e envia, automaticamente, vídeos para a comunidade com novas orientações. Como está em fase beta, novas funções estão sendo planejadas para aprimorar o Sam nos próximos meses e enriquecer o serviço oferecido aos jogadores da Ubisoft.

O assistente foi criado com a edição Dialogflow Enterprise do Google Cloud, uma tecnologia de desenvolvimento completa que utiliza o processamento de linguagem natural para criar interfaces de conversação. Ele lembra bastante a Siri, da Apple.

“Com o Sam, oferecemos um serviço inovador e útil para os jogadores, capaz de identificar seus perfis e melhorar suas experiências de jogo. O assistente pessoal permite que os usuários encontrem as informações que precisam com mais rapidez e não percam tempo que poderiam investir no jogo”, disse Stephanie Perotti, vice-presidente de serviços online da Ubisoft. “A edição Dialogflow Enterprise do Google Cloud nos ajudou a trabalhar de forma dinâmica e constante para entregar um ótimo serviço aos nossos fãs”.

Para mais informações sobre o Sam e o Ubisoft Club, visite a página oficial.

Virtual Room – novo jogo de fuga chega ao Brasil prometendo inovar o gênero

Quem curte jogos de fuga não pode deixar de conhecer o novo endereço em São Paulo para testar suas habilidades de resolver puzzles. Na última terça-feira (23) aconteceu em São Paulo a inauguração oficial do Virtual Room, um conceito inédito de jogo, que utiliza a realidade virtual para levar jogadores a ambientes totalmente imersivos e colaborativos. O jovem DJ Ronald tocou por cerca de 2 horas durante a inauguração enquanto os convidados conheciam o espaço e se divertiam com uma degustação do jogo.

Durante o début os convidados podiam experimentar as salas por cerca de 15 minutos e conferir o alto nível dos equipamentos instalados. No Virtual Room, uma sala vazia torna-se um mundo paralelo onde equipes compostas de 2, 3 e 4 jogadores viajam pelo tempo e espaço com o objetivo de salvar a humanidade.

O Virtual Room foi criado na França e acabou sendo sucesso em 5 países. A unidade brasileira fica localizada em São Paulo no bairro do Jardins. A atração oferece diversão para todas as idades, ideal para 12 à 72 anos. O espaço fica aberto de segunda à sábado em diferentes horários e além do lazer e do entretenimento em grupo, é ideal para a realização de team building, treinamento, recrutamento e seleção, dinâmicas de grupo, eventos corporativos, laboratório de idiomas e celebrações de todos os tipos.

O grande diferencial do Virtual Room é disponibilizar uma experiência de jogo de fuga unido à tecnologia da realidade virtual HTC Vive. De acordo com os criadores do jogo, os visitantes terão até 45 minutos para uma interação multiplayer única. Cada jogador tem sua própria área, especialmente desenhada e equipada com o HTC Vive. Quem curte tecnologia vai se surpreender.

Serviços: Virtual Room Brasil

Site:www.virtualroombrasil.com.br
Telefone: (11) 4564-1416
Onde:
Rua Estados Unidos, 1581 Jardins, São Paulo – SP (Esquina com Rua Augusta)

Brasil Game Show lança segunda edição de seu livro com a história completa do evento

Após dez edições de puro sucesso, a Brasil Game Show lança  a segunda edição que visa contar  casos e histórias  dos dez anos do maior evento de games da América latina. O livro Brasil Game Show – o Livro narra momentos marcantes da história do evento e ainda conta detalhes e bastidores dessa incrível trajetória iniciada em 2009, no Rio de Janeiro.

“Brasil Game Show – o Livro” é uma publicação da Editora Europa. Um dos destaques é o capítulo que fala da histórica BGS10, além de contar sobre a mítica edição 2012 (quando o evento veio para São Paulo e se tornou o maior do Brasil). A obra conta com textos em português e inglês, capa dura, embalagem exclusiva e diagramação totalmente reformulada. A obra já está disponível para compra pelo site da BGS e custa R$ 99.

Mais do que um resumo das 10 edições da Brasil Game Show, o livro traz ainda a inspiradora história de empreendedorismo de Marcelo Tavares, criador da feira e um dos maiores colecionadores de games do Brasil, com um acervo de 350 consoles de todas as gerações e mais de 4 mil jogos.

“Nosso objetivo é compartilhar com os gamers não apenas os principais momentos do evento, mas também alguns episódios marcantes da história da indústria no país”, disse Marcelo, lembrando que o livro conta também um pouco de sua trajetória pessoal, que começou como a paixão por videogames na infância e se transformou no sonho de conduzir a BGS para mais de 300 mil visitantes a cada edição.  “Nesta obra, o leitor acompanhará a primeira parte de um caminho longo que está longe de terminar. A 11ª edição da BGS, em 2018, já tem grandes nomes confirmados, promete ser ainda melhor do que a última e o começo de um novo capítulo”, completa.

Mais detalhes sobre a edição especial de Brasil Game Show no site do evento.

 

Serviço – Brasil Game Show 2018

Quando: 10 a 14 de outubro (1º dia exclusivo para imprensa e negócios)

Onde: Expo Center Norte

EndereçoRua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme, São Paulo/SP

Horário: 13h às 21h

Mini Ini Mo, da produtora Gilp Studio, é um dos finalistas do Google Play Indie Games Festival

Já falamos aqui do genial game Indie Mini Ini Mo, da desenvolvedora brasileira Gilp Studio. Pois bem, o game não para de crescer! O título foi um dos indicados para a final da primeira edição do Google Play Indie Games Festival LATAM.

A premiação da gigante da tecnologia foi criada com o propósito de incentivar o surgimento de novos desenvolvedores de jogos indie na América Latina. Além da Gilp, outros 14 desenvolvedores de jogos receberam indicações, sendo três brasileiros e os demais da Argentina, Chile, Colômbia, Guatemala, México, Paraguai e Uruguai.

No próximo dia 24 de fevereiro uma equipe de jurados, composta por cinco pessoas escolhidas pelo Google, anunciará os três melhores games e o resultado será apresentado no evento Google Campus São Paulo. Os vencedores devem ganhar bastante credibilidade, além da visibilidade óbvia trazida pelo selo da Google.

“Todos os finalistas estão de parabéns, assim como o Google por trazer essa iniciativa para a América Latina e dar mais visibilidade aos desenvolvedores incríveis que existem por aqui”, disse Lucas Humberto Montes Ferreira, gerente de negócios e sócio fundador da Gilp Studio.“Estar entre os 15 finalistas já é uma grande honra. Vamos apresentar o jogo aos jurados e aproveitar o tempo livre para conhecer o restante dos desenvolvedores finalistas e seus jogos”, finalizou Lucas.

Para quem não conhece, Mini Ini Mo é um jogo de quebra-cabeça e aventura desenvolvido pela Gilp Studio com arte assinada pela Farândola e som pelo Chederrecords Studio, empresas de economia criativa de Uberlândia.

No game você controla 3 personagens: o Mini, o Ini e o Mo e cada um tem uma característica única. O objetivo é vencer os desafios com raciocínio lógico e criatividade para que essas criaturinhas possam encontrar seu caminho de volta para casa. O download do jogo já está disponível no Google Play.

Abaixo tem um trailer de Mini Ini Mo:

Sala de videogames é novidade na Biblioteca de São Paulo

Quem diria que videogames seriam colocados lado a lado de livros dentro de uma biblioteca? Pois é justamente isto o que vai ocorrer na Biblioteca de São Paulo: entidade receberá uma nova sala de videogames. A intenção é atrair o público gamer, tal como já ocorre na Biblioteca do Parque Villa-Lobos, também na Capital.

De acordo com a Biblioteca de São Paulo, o acervo disponível na sala conta com 13 títulos e, para jogar, os usuários da biblioteca precisam ter carteirinhas. Elas são gratuitas e podem ser feitas no balcão de atendimento da biblioteca e saem imediatamente para utilização, o que significa também acesso ao empréstimo de livros. 

As sessões para os videogames são de 30 minutos diários por gamer ou dupla. E, no espaço, há dois monitores de vídeo, além da orientação da equipe da BSP.  Localizada no segundo andar da biblioteca, bem em frente da saída das escadas, a sala especial comporta duas duplas de jogadores a cada sessão. Confira a programação completa de atividades da biblioteca no site oficial: http://bsp.org.br.

A sala lembra as antigas lan houses com videogames, ou seja, você curte um videogame com seus amigos. Espera-se que o número de visitantes na Biblioteca aumente nestas férias. Quem sabe, outras bibliotecas da cidade não aderem à novidade e passem a contar também com salas dedicadas ao público gamer?

Buscapé patrocina Academia Gamer na Campus Party

Já falamos aqui da Arena Gamer, espaço totalmente dedicado aos jogos digitais que vai estrear na Campus Party 2018. Pois bem, o Buscapé, líder global em comparação de preços, será a patrocinadora do espaço. A Campus Party 2018 acontece de 30 de janeiro a 3 de fevereiro, no Pavilhão de Exposição Anhembi, em São Paulo. Com o apoio do Buscapé, acredita-se que o espaço terá ainda mais força e atrações para atrair mais jogadores para o evento de tecnologia.

Esta é a segunda participação consecutiva do Buscapé como patrocinador do evento, considerado a maior experiência tecnológica do mundo que reúne jovens geeks em um festival de inovação, criatividade, ciência, empreendedorismo e universo digital. “A Campus Party tem total sinergia com o Buscapé, tanto no que tange à marca, por seu foco em tecnologia e inovação, quanto aos nossos valores como corporação. Os funcionários do Buscapé são campuseiros e apaixonados pelo universo geek, games e tudo que permeia esse universo”, afirma Fabio Sakae, vice-presidente de Marketing e Produto do Buscapé.

A Academia Gamer será um espaço na Campus Party destinado à realização de palestras e debates com jogadores profissionais, donos de times, narradores, empresários, comentaristas, personalidades e muito mais. O principal objetivo é esclarecer questões que vão desde como se tornar um gamer profissional até como viabilizar comercialmente um evento.

 Atrações confirmadas na Campus Party 2018<

 Entre as atrações já confirmadas, os destaques são um bate-papo com Leonardo e Guilherme da Team One sobre como é ser dono de um time de e-Sports; uma palestra com Yuri “Fly” da Gamers Club, sobre como é o processo e principais etapas para se tornar um jogador profissional; a participação de Bruno Clash, um dos mais influentes jogadores de Clash Royale que contará a sua experiência mundial com o game e Marcio Soares, Diretor Geral do Campeonato de Rainbow Six.

Além disso, haverá um debate com mães e mulheres do mundo do e-sports com a presença de Adriana Noronha, mãe do “Yoda”, o maior streamer do Brasil e ganhador de diversos prêmios do eSports e de Kenia Priscilla, mãe do jogador Gabriel Fallen, um dos maiores jogadores profissionais de Counter Strike do mundo.

Conheça o jogo Torto Turtle disponível para iOS

Hoje vamos falar sobre o jogo Torto Turtle, produzido por desenvolvedores independentes brasileiros. O game é basicamente um caça-palavras para dispositivos mobile. O grande diferencial é o vasto e caprichado dicionário de palavras em conjunto com um dos belo level design para o gênero.

As fases são cheias de palavras para encontrar e você sempre terá novos desafios à medida que progride. Você nunca ficará travado numa fase ou sentirá monotonia em uma fase mal projetada. A intenção é tornar o game mais divertido e que possa ser apreciado por jogadores de todas as idades.

A jornada em Torto Turtle começa fácil e simples, mas à medida que o jogador progride, as fases ficam mais difíceis e complexas, já que o maléfico Torto Turtle usa cada vez mais seus poderes para dificultar a sua aventura. Sim, tem uma breve história para acompanhar a jogatina: o maléfico bruxo Torto Turtle aprisionou muitas criaturas inocentes e agora você precisa superar seus desafios para libertá-las.

Se ficar muito difícil, você pode gastar moedas para usar sua própria magia para enganar o vilão e mudar uma letra na grade de letras da fase. Um desempenho excelente concede moedas extras para seu cofre, prontas para serem usadas na próxima fase e poupar algum suor.

Ilustrações, música e efeitos sonoros foram feitos com cuidado e a equipe se esforçou muito para criar uma experiência final fluida e gratificante.  Torto Turtle está disponível gratuitamente para dispositivos iOS.

Izyplay e Gênio Game Studios abrem as portas para o evento IzyOpen House 2018 amanhã

Se o seu sonho é trabalhar com games, mas ainda tem dúvidas de como é trabalhar nesta área, a dúvida é conhecer o Izy Open House, um evento organizado pelas empresas Izyplay Game Studio e Gênio Games de Pelotas, RS. Basicamente eles abrem as portas das empresas Izyplay e Gênio Games para receber estudantes e entusiastas por videogames a fim de conhecer o processo de criação de um game. O primeiro evento ocorrerá dia 19/01 às 18h30 na sede conjunta das empresas.

O Izy Open House é um evento mensal que tem por objetivo fomentar o desenvolvimento de games para entusiastas, alunos e profissionais da área. Quem participar do evento vai poder conferir os games em desenvolvimento e também assistir uma palestra sobre temas atuais do mercado de games.

O primeiro evento ocorrerá dia 19/01 às 18h30 na sede das empresas. O endereço é na Galeria Antunes Maciel, sala 411. Interessados pelos processos de Arte, Programação, Game Design, Business, Marketing eTesters são bem vindos. Para participar basta preencher o formulário online.

Nova parceria da Izyplay

Ainda falando sobre a Izyplay, o estúdio acabou de anunciar uma grande parceria para 2018. A nova parceira é a 7Sounds, uma das maiores empresas especializadas em efeitos sonoros, composição musical, dublagem, integração e localização do país. O objetivo da parceria é estreitar ainda mais os laços entre os 2 estúdios, gerando uma só equipe capaz de produzir games com uma maior integração entre gameplay, arte e som.

 

Serviço – Izyplay – Izy Open House

Onde: Galeria Antunes Maciel – sala 411 – Rua Felix da Cunha 614, Pelotas, RS

Quando: 19/01/2018 às 18h30

Inscrição: formulário online

Contato: contato@izyplay.com.br / +55 (53) 3025 – 6340