pixel_shaper_space_invaders_645

Pixel Shaper: game 100% brazuca mistura quebra cabeças e ação à lá Space Invaders

Pixel Shaper / Space Invaders

O estúdio brasileiro Rockhead Games lançou um game bem interessante que mistura ação e quebra cabeças. Batizado de Pixel Shaper, o jogo lembra à primeira vista o aclamado Tetris, porém com uma jogabilidade desenvolvida especialmente para dispositivos touchscreen.  O resultado é um game que pode viciar muito. O jogo foi desenvolvido totalmente em terras tupiniquins e já está disponível para o Windows Phone 7 através do Marketplace.

A dinâmica de jogo é bem simples e fácil de aprender, lembrando uma fusão de Tetris com o clássico dos arcades Space Invaders. Funciona da seguinte forma: vai caindo alguns blocos e você deve mirar e disparar contra eles a fim de preenchê-los, ao fazer isso a pontuação vai subindo. Quanto mais fases você passa, mais personagens e conquistas são desbloqueados. O macete é fazer o jogador passar por mais de 50 fases montando peças para depois compartilhar o desempenho nas redes sociais como Facebook e Twitter.

O game surgiu após a Rockhead participar de um encontro entre desenvolvedores promovido pela Nokia e pela Microsoft, o Nokia Developer Day 2011 que contou com o apoio do Centro de Inovação PUCRS-Microsoft. Ainda de acordo com a história do desenvolvimento do jogo, a facilidade em desenvolver para plataformas mobile é que atraiu os empresários Lykawka e Fernando D’Andrea, que também são professores de pós-graduação em Desenvolvimento de Jogos Digitais da PUCRS.

“Você sempre quer tentar mais uma vez o nível para conseguir um desempenho melhor. Já finalizei o game inteiro uma vez e estou jogando tudo de novo desde o início, agora visando conseguir todos os achievements”, contou Izabel Zanforlin, gerente de negócios do time Ecosystem and Developer Experience da Nokia.

O objetivo do estúdio era criar um game em apenas 30 dias, prazo que foi cumprido pelos desenvolvedores. A sugestão de desenvolver para o Windows Phone 7 partiu da Microsoft. Sendo assim, Pixel Shaper acabou se tornando o primeiro jogo para smartphone da empresa.

Para quem não conhece, a Rockhead foi criada em 2010 e é incubada na Raiar da PUCRS. O objetivo da produtora brasileira é explorar o mercado de games internacionais, desenvolvendo games para PC, consoles e dispositivos mobile. Outro game desenvolvido pelo estúdio é o Big Bosses From Outer Space.

O jogo já está disponível para os usuários da plataforma Windows Phone 7 e, de acordo com os produtores, o plano é de disponibilizar o game para o iPhone, Android, Windows 8 e até para o Nintendo 3DS. Para acessar mais informações basta ir até o site oficial do game .

Confira abaixo o vídeo de gameplay de Pixel Shaper:

4 opiniões sobre “Pixel Shaper: game 100% brazuca mistura quebra cabeças e ação à lá Space Invaders”

  1. Gostei demais deste jogo. Seria legal ver os desenvolvedores comentando aqui como foi o processo de desenvolvimento do game.

  2. David,
    Primeiramente gostaria de agradecer em nome da Rockhead pela atenção especial que vocês têm dado aos jogos produzidos aqui no Brasil. Vemos esse tipo de receptividade também nos jogadores e isso nos deixa bastante orgulhosos.
    Quanto ao desenvolvimento do Pixel Shaper, posso afirmar que fazia algum tempo que não nos divertiamos tanto durante o processo de criação de um jogo! Primeiro porque tivemos liberdade criativa total e, ao mesmo tempo, um desafio de fazer um jogo em um mês. Na parte técnica, podemos dizer que as ferramentas de desenvolvimento do Windows Phone 7 são extremamente amigáveis e por isso o trabalho fluiu rapidamente, mesmo sendo a primeira vez utilizando essa tecnologia (XNA com C#).
    Um abraço!

Deixe seu comentário