gr-psp

Pesquisa aponta que pirataria de games portáteis custou mais de US$ 41 bilhões em 5 anos

A Computer Entertainment Suppliers Association (CESA), organização responsável pela regulamentação dos jogos no Japão, divulgou dados de um relatório sobre a pirataria em portáteis.

De acordo com este relatório, conduzido em parceria com a universidade de Tóquio, a pirataria de games para os portáteis DS e PSP entre os anos de 2004 e meados de 2009 custou ao mercado mundial 3,816 trilhões de ienes.

Para nós do Ocidente, é melhor falar em dólares: prejuízo mundial de US$ 41,7 bilhões. O valor absurdo é resultado de uma conta matemática que leva em consideração 114 sites de pirataria e os dados de download dos 20 games mais baixados entre os anos 2004 e 2009. Foram somados os custos de fabricação dos jogos e a porcentagem de vendas do game. Do resultado, os cientistas multiplicaram por 4, conta que assume que o Japão representa 25% do mercado de games mundial.

A CESA, que também organiza o Tokyo Game Show, diz que alguns métodos P2P não foram inclusos na pesquisa, sendo assim os dados encontrados seriam ainda maiores. A empresa descobriu que os games pirateados são armazenados na maioria das vezes em servidores da América (não ficou claro se falam dos Estados Unidos, da América do Norte ou de todo o continente americano), seguido pela China. Juntos, estes dois locais somam 60% de toda pirataria gamer hospedada online.

Você imaginava um número tão alto?

[Via Andriasang]

2 opiniões sobre “Pesquisa aponta que pirataria de games portáteis custou mais de US$ 41 bilhões em 5 anos”

  1. Eu imagino que isso seja uma bela bobagem, pois quem pirateia o jogo não necessariamente iria comprar ele. Isso não significa que eu ache certo piratear o jogo, só acho um cálculo sem fundamento.

  2. Verdade. Não se pode fazer um cálculo desses supondo a proporção de 1:1 entre piratas e consumidores. Não acho que a pirataria seja certa, mas também não acho correto o preço abusivo de videogames e jogos tanto para pc quanto para consoles. Nem todo pirata é um consumidor de fato, mas a pirataria atrapalha o mercado justamente por causa da especulação em torno da viabilidade de tal mercado justamente pelo medo das empresas de ter suas propriedades roubadas (pirateadas).

Deixe seu comentário