Pesadelo

Conheça Pesadelo, um game de terror feito por brasileiros

Pesadelo

Games de terror são um pouco raros hoje em dia, porém quando aparecem a gente não perde a oportunidade de divulgá-los a fim de causar espanto nas pessoas. O game de hoje tem um nome bastante sugestivo e é fruto dos esforços da, que o produziu como Trabalho de Conclusão de Curso.

Pesadelo é um game, que já tem uma página no Facebook que conta a história de Alex, um fiscal de obras que cai no sono entre um dia e outro de trabalho e sonha com um ambiente assustador e muito pouco convidativo.

A primeira fase do game é em uma estação que é muito conhecida por suas histórias tenebrosas. Ao passo em que Alex resolve enigmas dentro do jogo, coisas estranhas começam a ocorrer, como luzes que se apagam, aparições medonhas e por fim uma criatura terrível que persegue o jogador ao som de gritos capazes de gelar a espinha.

Acredite, o game é tão assustador quanto qualquer outro game indie de terror que você conheça, tanto que tem gente que o compara com o clássico Slender – The Eight Pages. Os cenários escuros e os sons ambientes dão o tom do que é um game para ser jogado naquelas  madrugadas solitárias.

O jogo tem versão em inglês, mas o pessoal que produziu preocupou-se em também lançar uma versão em português. Não por acaso, Pesadelo já está fazendo bastante barulho pela rede social, e já conta com mais de mil downloads só no Brasil.

De acordo com a produtora, há planos de expandir o game, lançando mais fases e desafios em uma futura versão que deve sair na Steam. O game pode ser baixado diretamente no site da Skyjaz Games.

Confira o trailer oficial do Pesadelo O início

12 opiniões sobre “Conheça Pesadelo, um game de terror feito por brasileiros”

  1. Ola pessoal!! Gostaria de divulgar um gameplay desse jogo extraordinário… Se vocês puderem dar uma olhada, garanto que vão gostar. Cheio de sustos, gritos, e um pouco de risadas. Espero que gostem, e se puderem ajudar na divulgação agradeceria muito. Dá uma forçinha pra gente?!

Deixe seu comentário