Games & Sociedade: GameReporter.org na área

O Centro Universitário Senac de São Paulo – Campus Santo Amaro, está apoiando o Festival Beneficente Games & Sociedade, um evento que vai pôr para jogar toda a família, as comunidades, as tribos, enfim, a sociedade.

Este evento está sendo organizado pelo Grupo de Pesquisa em Games, Design e Cultura, da instituição, e segundo o coordenador do grupo, Prof. Dr. Edson Pfützenreuter “é a nossa maneira de retribuir para a sociedade 2 anos incríveis de pesquisa nessa nova mídia tão fascinante quanto mal compreendida”.

O evento inclui diversos campeonatos, shows, palestras, encontros, e é claro muita diversão. Estarão presentes no evento trabalhos de alunos, exposições, games pouco conhecidos, professores e especialistas nessa área.

O público vai poder fazer oficinas e cursos gratuitos durante o dia, e a entrada única de 2 quilos de alimento não perecível dá direito a todas essas atividades, desde que a pessoa se inscreva pelo site antecipadamente. Todo o alimento arrecadado será revertido para a comunidade carente próxima ao Centro Universitário, que estará participando dessa super festa.

No mesmo evento, o GameReporter.org e a comunidade GameCultura estarão promovendo um encontro entre seus autores, leitores e outros blogs de games. A do encontro é permitir que as pessoas se conheçam, e assim estreitem os seus laços, como pessoas, e como leitores críticos de uma mídia tão poderosa e tão embrionária.

O encontro GameReporter.org e GameCultura acontece na sala C241 da Área Pró do evento Games e Sociedade, dia 2 de junho, sábado, das 9h as 11h. Consulte a programação completa e não deixe de se inscrever com antecedência. O número de vagas é limitado.

E ai, que vai na parada? Todos os leitores deste humilde blog estão convidados e intimados aparecer por lá para gente colocar o papo em dia e ainda trocar muitas figurinhas e alguns socos virtuais.

:: Site oficial: Games & Sociedade, visite agora mesmo

Megaman Project X

Megaman é uma famosa série de jogos de videogame criada pela Capcom. A primeira versão do game foi lançada em dezembro de 1987, inicialmente para o console Famicom. A série é dividida em cinco sub-séries, cada uma seguindo uma linha de tempo e mantendo uma ligação com as outras.

E como acontece com todo jogo bom, Megaman possui uma legião de fãs espalhados pelo mundo. E é justamente pela série ter tantos fãs, que um grupo criou o Megaman Project X. O game foi desenvolvido em flash e ainda é um demo, mas dá para jogar e gastar bons momentos de diversão. Use as setas para pular e a barra de espaço do teclado para atirar. (Via GameOZ.org)

:: Megaman Project X: para jogar este game, clique aqui

Tributo pesado à música dos games

Jogador desde criança, guitarrista montou uma banda que mistura música de games clássicos com heavy metal

Ah, as lembranças da infância… quem cresceu jogando pérolas dos games, como Castlevania, Streets of Rage, Sonic. Street Fighter e Golden Axe, sabe: muito além do que rolava na telinha, a música que embalava as sessões de diversão ficou marcada na memória.

Foi essa a motivação de Nino Tornisiello, de 28 anos, que decidiu prestar homenagem aos games que fizeram sua cabeça. No começo, tudo era uma despretensiosa brincadeira, uns acordes aqui, uma programação de bateria eletrônica ali. Até que o simples passatempo deu origem a uma banda, MegaDriver.

:: Matéria completa: leia tudo no Link do Estadão
:: Site oficial: conheça a banda MegaDriver

Zelda e um lampião sem significado

The Legend of Zelda é o game de origem da famosa série criada por Shigeru Miyamoto em 1986 para a Nintendo. O tempo passou e a série evoluiu. Até 2007 já foram produzidos 14 jogos oficiais com as aventuras do jovem guerreiro Link. Mas este montante se refere apenas aos jogos oficiais produzidos pela Nintendo.

Contudo, os clones extra-oficiais se espalham pela Internet. Um dos mais recentes é o The Legend of Zelda and the Lampshade of no Real Significance. O game é um adventure de carregar coisinhas de um local para o outro que tem como objetivo final satirizar toda a série Zelda. O nome do jogo é uma piada com os tradicionais objetos centrais da série, que cada vez parecem mais estranhos. Uma das coisas legais nesta versão em Flash é que você, além de todas as ações surreias que existem, pode levar Link para tentar comer no McDonald’s. Para mover o personagem, utilize as setas do teclado. Para realizar alguma ação e pegar objetos, basta usar a barra de espaços. (Via GameOZ.org)

:: The Legend of Zelda and the Lampshade of no Real: clique aqui

Antbuster: game nacional online

O GameReporter.org é um blog que apoia, divulga e acredita em games desenvolvidos no Brasil. Esta posição não é nova e bons jogos já passaram por aqui. Agora chegou a vez o AntBuster, um jogo viciante (de verdade… eu fiquei mais de 3 horas tentando fazer 10 mil pontos) desenvolvido por Marcel Stein. Vale o clique.

O Antbuster é um game feito para a competição de criação de jogos do site www.armorgames.com. É um jogo de estratégia onde um grupo de formigas tentará alcançar um pedaço de bolo e levá-lo para o formigueiro, enquanto o jogador deverá impedí-las de realizarem seu trabalho, espalhando canhões pelo caminho no qual as formigas estão passando. Os canhões atirarão automaticamente na formiga mais próxima. Assim que o jogador adquire mais dinheiro, pode realizar diferentes atualizações para deixar os canhões mais poderosos.

Esse jogo foi desenvolvido em Flash, utilizando como base o algoritmo de Ant Colony Optimization. Foram feitas alterações nesse algoritmo para que as formigas aprendam, no decorrer da partida, um caminho mais seguro para chegar até o bolo. O jogador terá à sua disposição 31 tipos de canhões diferentes para montar diferentes estratégias e impedir as formigas de alcançarem o objetivo.

O jogo foi desenvolvido por Marcel nas horas vagas, que começou o trabalho 29 de janeiro de 2007. Um breve histórico de seu trabalho pode ser lido aqui.

:: Mate todas as formigas: jogue agora o Antbuster

Games Independentes, Jogos Nacionais, Produção de Games e muito mais.