Como ter um visual matador

O GTA IV mal saiu e está fazendo um barulho danado. Não é para menos, a série é uma das mais famosas voltada ao público adulto e certamente honra toda a polêmica que gira a sua volta.

Poucos dias após o lançamento, os sortudos que já colocaram as mãos no game se divertem, e quem não colocou, sonha com a diferença. Os camelôs, sem público para jogos de nova geração (ou tecnologia para pirateá-los), apostam em remakes da versão anterior, GTA: San Andreas, que já recebeu, inclusive, modificação para a favela Cidade de Deus, no Rio de Janeiro.

Mas, interessante mesmo é ver até onde vai a criatividade gamer com assuntos que rapidamente poderiam estar saturados. Exemplo disto é o site GameDaily, que criou uma galeria para ensinar o jogador a se vestir como Niko Bellic, o herói (!?) do novo título.

Steal that Style é uma galeria em 8 pontos que traz, inclusive, links para lojas internacionais que vendem peças semelhantes às utilizadas pelo bandidão. No total, para se vestir como Niko, seria preciso colocar a mão em nada menos que US$ 1.100.

É claro, no país do brechó, a gente conseguiria fazer uma fantasia um tanto mais barata, ideal para um cosplay. Ou não?

Mario Paint é usado em covers

Mario Paint Composer

Não é exatamente uma novidade, mas vale a pena. O velho Mario Paint, lançado em 1992 para o 16-bits Super Nintendo, continua em evidência mais de 15 anos após chegar às prateleiras internacionais.

O jornal Folha de São Paulo publicou uma matéria indicando que uma ROM online do jogo, que recria o sistema musical do título original, é sensação entre músicos amadores que utilizam seus parcos recursos musicais reinventando músicas de sucesso, desde as mais antigas até as mais novas.

Uma busca rápida no YouTube revela praticamente 2 mil produções, de qualidades variadas, criadas no Mario Paint Composer, que possui download para Windows e Mac OS X.

Alguns outros, apostam no Mario Sequencer, uma versão mais difícil de encontrar e também de operar. Entre os nossos preferidos está o I Love Rock and Roll, de Joan Jett, e a Bohemian Rhapsody, do saudoso Queen, com seus 5:45 que tomaram 20 horas da vida do músico de Mario Paint.

[Via Folha Online]

Games independentes ganham foco

TriLinea

Uma matéria no Link, do jornal Estadão do dia 21 de abril de 2008, mostrou mais uma vez que os jogos independentes estão conquistando cada vez mais seu espaço.

Com gancho no TriLinea, jogo brazuca desenvolvido por um trio paulista formado por Edison Prata (28), Davi Prata (27) e Renato Pelizzari (24), disponibilizado na Xbox Live em fevereiro, a matéria explica que criar um jogo independente não requer mais grande experiência em programação, apenas boa vontade.

TriLinea é um puzzle desenvolvido em XNA 2.0 que ganhou foco durante a conferência gringa de desenvolvedores de games, GDC, e é apenas uma pequena amostra de quão longe os gamers e desenvolvedores de jogos brasileiros podem chegar.

O site oficial do TriLinea traz mais informações e vídeo do game. Uma entrevista com os criadores está disponível, em inglês, no site Xbox.com.

[Via Link]

Mapa colaborativo de GTA IV

Você já deve ter acessado o Google Maps alguma vez em sua vida e, assumindo que gosta de jogos (já que de outra forma dificilmente estaria perdido aqui no GR) certamente já está de orelhas em pé quanto ao novo GTA IV.

Então, para os sortudos proprietários de um Xbox 360 ou do PS3, uma boa notícia: a IGN está mantendo um mapa no estilo Google Maps e com recursos colaborativos sobre o jogo. Com os novos games e cada vez mais amplos cenários, o papel das revistas em mostrar os mapas está cada vez mais complexo, sendo assim, sobrou para o mundo virtual.

O mapa mostra cada recanto de Liberty City e já começa a receber o envio de itens encontrados por usuários, o que pode facilitar a aventura de outros jogadores e se tornar um ótimo recurso para quem quer detonar o game por completo.

O Grand Theft Auto Big Map pode ser filtrado por pontos de interesse, restaurantes, lojas, serviços, vida noturna, serviços de emergência, missões, itens, veículos, segredos, multiplayer e NPCs.

[Via Joystiq]

Viva Caligula! Viva Matança!

Adiantando o webgame de sexta para quarta-feira, já que entraremos num feriadão, a recomendação do GR é o Viva Caligula, uma webhomenagem aos jogos de matança sem sentido que precederam os títulos adultos, como o recém-lançado Grand Theft Auto IV e sem os quais muita polêmica hoje não existiria.

Sua missão? Limpar Roma de seu povo. Viva Caligula tem como atrativo um amplo mapa ambientado no antigo Império Romano e, o mais interessante, dezenas de armas ativadas por cada uma das teclas do seu teclado.

O controle é um tanto confuso, porque embora se mover seja feito nas setas, gradativamente, coletando caixas durante o jogo, novas armas são ativadas e a confusão começa. A dica é memorizar suas preferidas e partir para cima dos “inimigos” ou seja, de qualquer ser vivo no cenário.

O jogo possui integração com o microfone, para que você grite até perder a voz, mas mesmo para quem não possui o periférico, é diversão garantida. Cuidado, cada inimigo reage de um jeito e, assim como você, pode desferir ataques mortais.

Demo de Homem de Ferro está pronta

Homem de Ferro

O jogo Homem de Ferro só chega no dia 2 de maio, sexta-feira, entretanto os jogadores do Xbox 360 já poderão sentir um gostinho do que vem aí no título do superherói.

A demo do jogo da Sega em parceria com a Marvel está disponível para download no Xbox Live Marketplace. Em inglês, a demo permite ao jogador aproveitar apenas um dos níveis, com a possibilidade de escolha de armadura e armas, mostrando um pouco da personalização que será possível no jogo.

O game, que será lançado para PS3, Xbox 360, Wii, PlayStation 2, Nintendo DS, PSP e PC, será trazido aos videogames brasileiros pela Synergex, no mesmo dia em que o jogo será lançado no exterior, se confirmando como uma boa opção de diversão no feriadão.

Stalin vira herói de novo RTS

O ditador russo Joseph Stalin será o herói de um novo game de estratégia em tempo real (em inglês, RTS) criado por um trio de desenvolvedoras russas de jogos eletrônicos, formado pela Wing Foundation, Dreamlore e N-game.

Stalin Vs. Martians dá ao mesmo “exército vermelho” da Segunda Guerra Mundial outra abordagem: o combate da raça alienígena mais retratada na ficção científica e a salvação da pátria russa. E Stalin aparecerá nos estágios mais avançados do jogo, como uma unidade gigantesca.

Além do inexistente realismo no enredo, o game de estratégia em tempo real terá um foco pouco usual: pessoas que odeiem o gênero de estratégia, se focando mais no aspecto da diversão e ação, e não no gerenciamento de recursos.

“Os únicos recursos que você encontrará no mapa são poderes”, explica o site do jogo, acrescentando que estes poderes estão indicados como pecinhas brilhantes que ficam rodando na tela em cores chamativas.

O jogo deve estar pronto ainda em 2008. (Via Joystiq)

Defenda sua base em Vector TD

Sexta-feira passada você conferiu aqui no GameReporter o jogo Last Stand, um webgame de zumbis que deve ter virado o terror de muito chefe por aí esta semana.

Hoje, a bola da vez é o Vector TD, um jogo baseado no bem sacado Desktop Tower Defense, que acrescenta um pouco mais de desafio ao jogador.

A idéia de Vector TD é meio batida: sua base está prestes a ser invadida, você precisa defender. A abordagem é que muda um pouco: os invasores (naves) chegam em frotas, vagando por um corredor.

Neste corredor, você estabelece suas armas de contra-ataque (torres), tentando impedir que as naves cheguem ao destino final, sua base. Cada nave abatida, rende dinheiro, para investir em novas torres ou ampliar o poder de fogo das já existentes.

Cada torre também tem um poder de fogo, e dada sua posição, pode atingir naves mais ou menos vezes. O desafio de Vector TD é grande, com mapas mais básicos ou mais complexos, ao contrário de seu inspirador, que possui apenas dois mapas e gráficos bem menos refinados.

Surpreenda na estratégia, não deixe passar nenhum inimigo e acumule pontos. Quão longe você chegou? [Muito fácil? Tente o Vector TD 2]

Recordistas brasileiros em games

Nos deparamos com uma interessante matéria que deixamos passar batido anteriormente e que vem a calhar com a proximidade do lançamento do Guinness Games no Brasil.

O G1 publicou em fim de fevereiro um artigo comentando a façanha de Rodrigo Lopes, recordista mundial do jogo Pitfall, de Atari, em 2006, obtendo 100% da pontuação máxima no game e com 1 minuto e 42 segundos de tempo sobrando no relógio. Incrível não?

A façanha garantiu não apenas o reconhecimento no livro dos recordes, como também a presença mais forte da comunidade brasileira no site Twin Galaxies, formado por malucos por jogos e sedentos pela quebra de recordes.

A especialização de Rodrigo Lopes não é única: em 1994, o jogador formou com um grupo de amigos de Penha, litoral norte de Santa Catarina, o grupo Metroid. A brincadeira virou competição quando começaram a enviar recordes para revistas especializadas e, quatro anos depois, para o Twin Galaxies, que mantém o maior placar online de games do mundo.

Hoje, a equipe Metroid carrega 716 recordes e seus quatro membros dividem especialidades como jogos de luta, adventures, corrida e RPG. O reconhecimento lá fora é tanto que o grupo é responsável, também, por validar recordes de jogadores estrangeiros. A matéria completa pode ser lida no site do G1. Vale a pena!

E você, acha que poderia bater algum recorde? Conta pra gente?

Okami para Wii no Brasil

O jogo Okami, lançado originalmente para PlayStation 2 pela Capcom e portado para o Wii, foi lançado mundialmente no dia 15 de abril e logo poderá ser encontrado nas prateleiras nacionais.

O game que tem como protagonista Amaterasu, deus do sol que desce à Terra como um lobo, será trazido pela Synergex e desafiará o jogador a salvar a humanidade, resgatando a natureza e as cores em um mundo que foi tomado pela escuridão e combatendo o monstro ressuscitado Orochi.

Recebedora de notas altas tanto entre os jogadores como a mídia especializada, a versão para PlayStation 2 ganhou também prêmios por seus belos gráficos e tão cedo o Wii foi lançado, o jogo parecia o casamento perfeito entre o Wiimote e os desafios a serem ultrapassados com armas como o pincel celestial.

A versão de Okami para Wii, que já foi avaliada por diversos sites internacionais e recebeu nota 9.0 do site GameSpot, poderá ser encontrada em lojas físicas e virtuais, entre elas a UZ Games, Fnac, Saraiva, Blockbuster, Americanas.com e Submarino.

Mais sobre o jogo você encontra no site oficial da Capcom.

Games Independentes, Jogos Nacionais, Produção de Games e muito mais.