Indiana Jones

Os filmes não feitos de Indiana Jones

Indiana Jones

Por RoninBone, do Baldorium

O quarto filme do maior explorador arqueológico do mundo, Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal está previsto para chegar em 2008. Enquanto Spielberg ainda não revela mais detalhes do roteiro, os fãs aguardam ansiosamente por novidades. Uma maneira de acompanhar tudo é pelo site oficial (clique, só para ouvir a música tema).

Outra é buscar por pistas em produtos relacionados da série. Os games, para ser mais exato. Além das adaptações da trilogia, o explorador foi protagonista de cinco jogos oficiais com histórias novas: Greatest Adventures, Desktop Adventures, Fate of Atlantis, Infernal Machine e Emperor’s Tomb.

Tirando os dois primeiros (que praticamente não possuem enredo), Fate of Atlantis é o mais conhecido e considerado a continuação não filmada da trilogia clássica. Jones se depara com pistas de uma civilização antiga (a tão almejada Atlântida) e, depois de muitos percalços, consegue encontrá-la.

Lá, ele descobre uma fábrica de Orichalcum, uma fonte de energia tão poderosa que mudaria a história da 2ª Guerra. Só que os nazistas chegaram primeiro. Viagens pelo mundo, uma mocinha independente e os vilões perfeitos fecham os atributos para uma boa continuação da mitologia cinematográfica.

Em Infernal Machine, o arqueólogo está em 1947 e se envolve com os russos, a CIA, Sophia (a mocinha de Fate of Atlantis) e um novo mito: a máquina infernal, capaz de dominar o mundo. Partes de seu maquinário estão espalhadas pelo mundo e Jones vai resgatá-las.

Ao trazê-las de volta a escavações na Babilônia, ele enfrenta seu antagonista (jogue para saber quem é) e coloca a máquina para funcionar. Indy e Sophia são teletransportados para outro mundo, só para encontrar um inimigo ainda pior. Após derrotá-lo, Jones resgata Sophia e restaura a paz no mundo pós-guerra.

A temática em Emperor’s Tomb volta às origens, mais precisamente antes dos eventos do filme Indiana Jones e o Templo da Perdição. O ano é 1935 e Jones é contratado por chineses para resgatar o Coração do Dragão, um artefato (novamente) capaz de dominar o mundo.

Ao partir em busca dos pedaços do espelho que mostra a localização do tesouro, Indy deve enfrentar (e escapar) dos chineses, nazistas e outros perigos nas localidades exóticas visitadas. E, novamente, Jones vai a um mundo paralelo enfrentar um perigo inominável (o imperador do título).

Extraoficialmente, os fãs deram continuidade à mitologia. Alguns davam seqüência aos preferido dos gamers, Fate of Atlantis e Última Cruzada, enquanto outros criaram tramas paralelas. A própria LucasArts, produtora dos jogos da série, cancelou o projeto Iron Phoenix. A trama era Jones atrás da pedra filosofal, necessária para ressuscitar Hitler.

Seja qual for a história, muito pode ser reaproveitado do enredo dos games. Enquanto o novo filme não chega, podemos só esperar pelo melhor, acompanhar os bastidores e aguardar os dois novos jogos: Lego Indiana Jones e Indiana Jones. Boa sorte, Dr. Jones, no cinema e nos videogames!

Uma opinião sobre “Os filmes não feitos de Indiana Jones”

  1. NOOSSSAAA,, não só o Fate of Atlantis é sensacional, como o Indiana Jones e a Última Cruzada para PC é perfeito em relação ao filme, cada detalhe.

    Esperemos para ver esse novo filme e os jogos que sairão dele.

    Uma pena que os velhos adventures se tornaram coisas 3D que eu acho muito mal feitas e chatas.

    []s Guilherme
    http://www.ingameaddiction.com

Deixe seu comentário