Traria o WiiFit uma onda de complexo?

Wii Fit

A Nintendo realizou algumas tacadas decisivas para a indústria dos videogames com lançamentos para seu portátil Nintendo DS e console Wii, sendo abraçada e aplaudida por toda a opinião pública, inclusive em áreas médicas.

O Wii Fit, por exemplo, poderia ser mais um desses lançamentos, certo? Errado! Apesar de ser um game que incentiva o exercício e a boa forma, com exercícios de equilíbrio e queima de calorias, o game de US$ 70 levantou uma nova polêmica.

O game que acompanha um periférico balança calcula o IMC (índice de massa corporal) de seus jogadores mediante a digitação da altura e divide os “Miis” participantes entre as categorias “gordo” e “abaixo do peso”.

Só que, por ser jogado por crianças, o game está sendo visto por maus olhos pelos pais ingleses. Aparentemente uma garotinha de 10 anos com vida ativa e muita felicidade teria indicado sua altura ao jogo e, ao ter seu peso calculado, sido chamada de “gordinha”.

“Ela tem estrutura sólida, mas não é gorda. Ficou devastada por ter sido chamada de gorda e tivemos que dar duro para convencê-la que não era”, declarou o pai da garota sem se identificar, temendo que a filhota pudesse virar piada.

O assunto levantou polêmica, visto que o padrão de beleza atual aponta modelos magras, o que leva muitas garotas a atos insanos de alimentação e extremamente nocivos para a saúde.

Agora, ignorando todos os benefícios de um jogo ativamente saudável, Tam Fry, do Forum Nacional de Obesidade da Inglaterra, pediu para que os pais considerassem o banimento do game por conta deste cálculo de IMC, dizendo que não é um método confiável, principalmente para crianças, que tem seu índice mudados mensalmente e podem ser bastante saudáveis mesmo que o cálculo indique o contrário.

Fry sugere, inclusive, que o game traga um alerta para os pais, algo que a Nintendo não pretende fazer, apesar de ter se desculpado publicamente por um porta-voz, que declarou que a intenção não foi ofender com a terminologia utilizada e que o game ainda é capaz de medir o IMC, mas os números podem não ser precisos para faixas etárias mais jovens.

[Via Joystiq e DailyMail]

3 opiniões sobre “Traria o WiiFit uma onda de complexo?”

  1. “Ela tem estrutura sólida, mas não é gorda. Ficou devastada por ter sido chamada de gorda e tivemos que dar duro para convencê-la que não era”

    Estrutura sólida??? imaginem um pai que diz isso. não vi foto da menina, mas magrela que ela não deve ser

    Supondo que ela seja magrinha, não teve uma pai sólido o bastante para perceber que se trata de um jogo. enfim, mais uma vez, pais cabeça duras apelam para os tramites da lei ao inves de dar o que os seus filhinhos sólidos e encorpados merecem:”educação sólida”

    A televisão chama todos nos de gordos ao exibir novelas que exaltam a beleza magra padronizada. O que eu faço? 1) Exercicios físicos, se eu nao ficar bonito fico saudável 2) Desligo a tv, não é ela que me diz o que fazer, sou eu quem digo o que quero receber de informação

    Resumindo: não gostou do jogo não joga

  2. A Nintendo sempre teve mania de vender um monte de trecos idiotas incorporados ao videogame, alegando que eles são “acessórios indispensáveis”. Power Glove, Robozinho que joga videogame com vc, e por aí vai. O que está acontecendo, apenas, é que as pessoas estão começando a questionar essa enxurrada de invenções “revolucionárias” que são lançadas pro Wii. Wii Fit? Fala sério. O treco em sí já é idiota, mas se um pai quer que a criança faça exercício, coloca na academia ou deixa brincar na rua. Se deu um videogame é pq assumiu o risco da filha ficar gorda mesmo.

Deixe seu comentário