IndieReporter: Daniel Coquieri, da O2 Games

Seguindo a nossa série IndieReporter – uma tentativa de criar um mapeamento do cenário independente de desenvolvimento de games no país – escolhemos mais um personagem.

Daniel Coquieri, 30 anos, é técnico em processamento de dados e começou a programar com 15 anos, ofício que manteve até seus 21 anos. De nove anos atrás para cá, o desenvolvimento de games deu espaço à gestão de seu estúdio, a O2 Games.

A motivação de Daniel para começar a programar foi a mesma que para muitos outros: o prazer em ver outras pessoas interagindo e se beneficiando de seus softwares e jogos em uma tela.

O desenvolvedor, que sempre foi fã de Elifoot (um manager de futebol das antigas, com ambiente visual pobrinho, mas extremamente viciante), tem dois jogos publicados pela O2 Games – Golaço e GameGol -, ambos para navegadores e que falaremos nos próximos posts da série.

Daniel Coquieri

Idade: 30 anos
Plataforma preferida: Playstation 3
Jogo preferido: F1 2011 (PS3)
Jogo indie inspirador: Elifoot. “Ambos os jogos atuais da O2 Games são managers de futebol e com certeza quem me inspirou a fazer o primeiro jogo que foi o GameGol foi o Elifoot, o pai dos managers”
Faz parte de algum estúdio? Criou a O2 Games

7 opiniões sobre “IndieReporter: Daniel Coquieri, da O2 Games”

Deixe seu comentário