ludologia.jpg

Games políticos e teoria da simulação

ludologia.jpg

O produtor de jogos eletrônicos, teórico e pesquisador de games Gonzalo Frasca, editor do site Ludology.org e autor de inúmeros jogos estará em São Paulo para a palestra “Games políticos e teoria da Simulação”.

A palestra focará na relação entre jogos e política, com ênfase num campo ainda inexplorado: o dos games para sites políticos. Em 2003 Frasca foi o responsável pelo primeiro jogo político da história publicado on-line no site do candidato democrata Howard Dean, o Dean for Iowa Game.

Frasca também é autor de jogos que lidam com os limites da política da ação, tendo provocado inúmeras polêmicas com jogos que versam sobre comportamentos e aprendizado, com tópicos marcados por paradoxos entre o bem e o mal, guerras e violência.

Gonzalo Frasca é doutor em estudos do videogame pela Universidade de Copenhagen e mestre em Design da Informação pelo renomado Georgia Institute of Technology. Frasca publicou inúmeros artigos em importantes antologias sobre games em livros como First Person (MIT Press) e The Video Game Theory Reader (Routledge).

Na área comercial Frasca dirige a empresa Powerful Robot Games que tem em seu portfólio sucessos de público como o jogo desenvolvido para o Cartoon Networks que foi descrito pelo site da empresa como o maior sucesso da história do Cartoon, com mais de 22 milhões de usuários cadastrados. Outro projeto que merece menção é o jogo Newsgaming, que faz uma mistura entre jogos e jornalismo de uma forma inovadora, radicalizando a experiência jornalística e a levando para um novo patamar de interatividade.

A palestra analisará diferentes exemplos de jogos eletrônicos ativistas sob a ótica da teoria da simulação. A questão não é se os games podem mudar o mundo, mas sim se nós podemos nos divertir ao tentar mudá-lo.

Onde: Faculdade Impacta de Tecnologia (FIT) Paulista
Avenida Paulista nº 1009, 21º andar
Data: 28/8/2008
Horário: às 19h30 às 21h30 horas
Apoio: FILE Labo e Grupo de Software Studies Brasil
Organização: Cicero Silva e Urbano Nojosa

2 opiniões sobre “Games políticos e teoria da simulação”

Deixe seu comentário