99cents_645

Games de US$ 0,99 podem afetar mercado tradicional de games

O mercado de games está sendo invadido por games para smartphones e outros dispositivos portáteis, que tem como característica mais atraente o baixíssimo preço, em meros dólares. Por conta desse baixo valor ao cliente, alguns players da indústria temem que o mercado tradicional de games comerciais seja afetado.

Um deles é Mike Capps, chefão da Epic Games, que se declara preocupado com o efeito de jogos realmente bons – e que custam 99 centavos de dólar e rendem horas e horas de diversão – podem ter em títulos AAA como Gears of Wars 3.

“Eu não estou preocupado em como eles impactam em Infinity Blade – acho que sempre terá espaço para jogos premium em plataformas portáteis”, explicou Capps em entrevista, acrescentando que a preocupação é com a próxima geração de games para consoles, ainda que acredite que os títulos baratinhos de celulares tragam mais jogadores para o mercado.

Será que estamos prestes a ver uma mudança de foco para atender à demanda de jogos mais simples e baratos, mas que ainda sejam diferentes? O que você, leitor, acha?

[Via GamesIndustry]

9 opiniões sobre “Games de US$ 0,99 podem afetar mercado tradicional de games”

  1. Jogos a $0,99 já tem o seu espaço. Mas as pessoas que compram os jogos hardcore ( $60) ainda preferem a experiência "completa" que os bons jogos de console proporcionam. Há público para todos os gostos.

    1. Concordo. O que afasta um jogador de gastar 50$ no seu console favorito não eh um jogo bom de .99$, mas sim a descepção de vários jogos ruins…

  2. Pode=se supor que estamos passando por um momento de transformação. Com os games baratos, gratuitos, sociais, de download e no próprio browser. Os próprios jogos AAA de hoje foram uma mudança.

    Eu pessoalmente adoraria jogar jogos como Bioshock em um portátil.

  3. São produtos completamente diferentes, eu diria que é quase como comparar motos baratas com carros esportivos. Os jogos baratos para celular, pela própria natureza do suporte, são mais interessantes quando focam em diversão, praticidade, agilidade.

    Já um jogo hardcore proporciona uma experiência profunda, uma imersão, aquela coisa que você só vê num livro ou num jogo. Sentar à noite em casa, por um fone e "mergulhar" no jogo. O que eu acredito é que esses jogos oferecem risco somente aos jogos beeem casuais que já estão nos consoles, o que pode fazer com que esses mesmos jogos foquem em volume de vendas, não em valor agregado.

  4. Na verdade o meu temor não é da migração dos consumidores, mas sim das próprias empresas, que passam a deixar de fazer grandes projetos pra se dedicar ao mercado altamente simples e lucrativo dos jogos de 99 centavos.

  5. Concordo com o Felipe! O que pode ocasionar a mudança na indústria é as desenvolvedoras e publishers deixarem de investir em jogos AAA (com orçamentos em média dos 40 milhões), quando podem gastar bem menos em um jogo menor (casual/mobile) e faturar proporcionalmente bem mais!

  6. Melhor vender a 0.99 do que o pessoal piratear jogos de 50. O problema é a ganância dos grandes players (EA,etc) em querer ganhar milhoe de uma só vez.

Deixe seu comentário