gr-e3

E3 2010: repercussão e mais informações das maiores empresas

Falamos sobre os principais anúncios de algumas das maiores empresas, mas é claro que a E3 continuou e mais novidades pipocaram por lá.

O legal mesmo foi ver a repercussão a partir das três grandes coletivas (Microsoft, Nintendo e Sony), e as ramificações delas. A Microsoft, por exemplo, foi criticada por ter apresentado uma coletiva mais voltada para os jogadores casuais, deixando o público “hardcore” de fora.

A empresa se defendeu, dizendo que foi um show para todos os consumidores. “Com anúncios de Halo: Reach, Gears of War, Fable III – teria sido um bom ano mesmo se não tivessemos lançado o Kinect”, explicou. Realmente, ainda que parte da coletiva tenha sido voltada para o Kinect, a empresa abriu o evento produtos de peso, como MGS: Rising e Call of Duty, que agradam basicamente os gamers hardcore.

E o preço do Kinetic, afinal? Foi o que tentou saber o pessoal do GamesIndustry. A resposta da Microsoft foi que o valor será revelado em agosto, em Colônia, Alemanha, durante a feira Gamescom.

Quanto ao Xbox 360 Slim, o blog Joystiq conseguiu uma tabela com as diferenças entre os aparelhos. O novo Xbox 360 pesa 600 gramas menos que seu antecessor, é cerca de 17% menor e tem seu botão de liga/desliga sensível ao toque.

Falando em especificações, o mesmo blog publicou informações sobre o portátil 3DS. A tela inferior, sensível ao toque, será maior que a do portátil atual, com 3 polegadas e resolução de 320 x 240. Já a tela superior, responsável pelo efeito 3D, terá 3,5 polegadas e resolução de 400 x 240 polegadas.

A conexão sem fio trará suporte para WPA e WPA2, o que não é novidade, uma vez que o recurso está presente no DSi. Não há informações da data de lançamento, mas fontes afirmam que o aparelho será lançado mundialmente no começo de 2011, e que ao menos um mercado receberá o 3DS ainda em 2010.

Todo mundo fala de 3D, nicho bastante explorado pela Sony e Nintendo, embora de formas diferentes, mas a Microsoft não coloca tanta fé na tecnologia assim. Para a empresa, os custos e a previsão de quando isso atingirá em cheio o mercado afastam a popularização da tecnologia, e a MS prefere apostar no Kinetic para o futuro mais próximo, logicamente.

Alguns boatos correram de que a Sega lançaria um novo console. Mentirosos, segundo a empresa, que avisou que “são uma companhia de software” e que “certamente não voltarão ao mercado de hardware, essa é uma certeza”.

A Sony também desmentiu expectativas: não haverá redução do preço do PS3, ao menos em um futuro próximo. “Eu diria que teriamos anunciado hoje, se tivessemos planos de fazer isso [abaixar o preço] em um futuro imediato”, comentou Andrew House, CEO da SCEE.

Deixe seu comentário