Do leitor: conheça ArmA2 – Operation ArrowHead

Você já conhece a série tática ArmA? Não? Então vai conhecer agora! O pessoal da Comunidade de Combate Tático – COMBAT escreveu um review sobre o jogo Arma2: Operation Arrowhead e nos enviou para que publicássemos no GameReporter.

No final da resenha, você descobre um pouco mais sobre a COMBAT e como fazer parte dela. Com a palavra, o staff da comunidade:

O jogo

Sendo uma expansão Stand-Alone (não é necessário o ArmA 2 para joga-la) esse game busca incluir novos conteúdos, melhorias na engine e atrair um número maior de jogadores. Entretanto a idéia principal da série permanece: ser um simulador militar épico. E sendo o único no gênero, ele é o melhor.

Apesar das melhorias na engine, ela permanece com gráficos por vezes soberbos, mas em outros momentos fracos. Acontece parecido com a Inteligência Artificial, que pode ser confundida com um humano e outras com o de uma topeira. A física teve melhoras, mas nada de ragdolls ou coisa assim. Já a jogabilidade continua intacta. Apesar da fama de ser um jogo extremamente pesado, é altamente configurável. Isso faz toda a diferença: mal configurado fica realmente pesado!

Multiplayer

Arma2 conta com uma pequena variedade de missões (que não devem ser confundidas com mapas) prontas para serem jogadas, desde CooP e PvP (dessa vez com um “template” funcional e amigável) até o modo Warfare.

Mas o modo multiplayer não pode ser resumido a apenas isso. Ao contrário de vários outros jogos, o limite aqui é a imaginação (e técnica) do criador da missão. Existem desde pequenas COOP para 2 pessoas até missões desenhadas para até 130 pessoas batalharem simultaneamente! E não é só.

Melhorias na Engine

O game possui um sistema integrado de comunicação, que permite falar com todos os presentes no servidor, só com o seu time, apenas entre os lideres de esquadrão, com seu esquadrão, com quem está no mesmo veículo que você ou o “fale diretamente”, criando um efeito 3D onde outros sons e obstáculos interferem na sua voz, como se você estivesse lá. Tudo isso com lip synch, que faz a boca do personagem se mexer enquanto você fala.

Mesmo que algumas vezes falhe, a Inteligência Artificial está muito mais avançada que nos jogos anteriores. Os oponentes navegam em centímetros (não mais em metros), usam sinais de mão, aplicam e reagem a fogo de supressão, se movimentam de forma tática quando necessário, procuram cobertura, se dividem em grupos e muitas outras coisas.

O mapa principal do jogo possui 255km², baseado em fotos de satélite e dados de topografia de lugares reais, com quase 900.000 objetos de vegetação (árvores, arbustos…), o que é complementado por mais de 150 veículos e armas e a simulação de dia e noite em tempo real, com clima dinâmico, neblina, chuva, tempestades e até arco-íris.

A lista de recursos realistas vai além: o game possui cerca de 325km de estradas, aproximadamente 50 cidades habitadas por civis e animais, efeitos especiais como Bloom, Blur, HDR (e faz diferença tática), simulação realista de óculos de visão noturna e sistemas FLIR, este último provavelmente um dos maiores atrativos para quem acompanhava a série, além do VBS (versão militar do jogo).

O FLIR (Forward Looking Infra-Red) nada mais é do que uma câmera que capta o calor dos objetos e animais. Imune a condições climáticas, hora do dia e fumaça é quase um “Wallhack”. No jogo é possível ver partes quentes de veículos (como motor, escapamento e rodas/esteiras), indivíduos com o corpo exposto e partes de armas (cano, câmara) esquentado ou esfriando.

Novas tecnologias de shaders aplicadas possibilitaram a aparição de lanternas e laser. Apesar de não serem novidade nos games, em Arrowhead é um dos poucos jogos onde são realmente úteis. Lanternas podem iluminar sua visão, cegar o seu inimigo e obviamente entregar sua posição. Já o laser é uma solução para se usar a noite com óculos de visão noturna, como estes são incômodos para usar em armas com algum tipo de scope, o laser é uma ótima ferramenta para usar em batalhas de curto alcance e só é visível para que estiver usando óculos NV.

Os cones de luz característicos da série sumiram (já tava na hora) e a iluminação foi mais bem trabalhada, deixando o jogo ainda mais realista. No entanto as únicas luzes que formam sombras são o sol e a lua, com a desculpa de que calcular sombras para outras fontes consumiria muitos recursos.

Também nenhuma novidade, mas nunca foi feito em um jogo nessa escala. Em Arrowhead as casas podem ser visitadas, possuem múltiplos pisos, são relativamente bem detalhadas e podem ser totalmente destruídas.

Camera-Shake é outra coisa vinda do VBS: um detalhe simples que acrescenta uma penca de imersão. Ao disparar uma arma de grande calibre sua tele inteira treme, ao ter um veículo pesado passando por perto, treme, quando um avião da um rasante, treme, quando coisas explodem perto de você, treme. Parece idiota mas fica bem interessante quando você joga e não lembro de muitos jogos que fizeram isso.

A Comunidade de Combate Tático – COMBAT

A COMBAT, como a maior comunidade brasileira dedicada ao Arma2 difere de outras comunidades brasileiras pelo “rigor” (aliado a diversão) de como conduzimos o jogo. Este não é qualquer game, mas sim um simulador militar de realismo impressionante.

Contamos hoje com um Servidor privado, fórum customizado e próprio com informações, dicas, debates e muito mais para que os jogadores não fiquem sem saber as últimas novidades, atualizações ou mesmo sobre o andamento da comunidade. Temos também um servidor próprio de TS com capacidade para mais de 100 participantes simultâneos, um aplicativo launcher desenvolvido pela nossa equipe técnica que automaticamente padroniza a maquina do jogador com o servidor, e do plugin que simula um sistema de rádio realístico dentro do jogo, dando uma atmosfera mais realista para o jogador.

O Arma2 se destaca pela capacidade de trabalhar com “Addons”, que potencializam o jogo com unidades novas, armas, veículos, ilhas e muito mais, e sabendo disso a COMBAT conta com uma equipe de editores, que desenvolve missões inéditas a cada semana, fazendo de cada sessão de jogo ÚNICA.

Ficou curioso? Você pode conferir nosso estilo de jogo pelo nosso canal do YouTube e se alistar para fazer parte de nossa comunidade. Torne-se já um oficial e perpétuo defensor desse estilo de jogo, Arma2!

ArmA2: Operation ArrowHead
Plataforma: PC DVD/Online
Desenvolvedora: Bohemia Interactive
Single-Player: Sim.
Multiplayer: Sim, para 120+ jogadores.
Requisitos Mínimos:
Sistema Operacional: Windows XP ou mais recente
Processador: Dual Core CPU
Placa de Vídeo: 256 MB RAM & Pixel Shader 3.0 ou superior
Disco Rígido: 9 GB de espaço livre em disco

[Obrigado pela resenha, pessoal da COMBAT!]

17 opiniões sobre “Do leitor: conheça ArmA2 – Operation ArrowHead”

  1. Acompanho a série Armed Assault desde o princípio, e ainda a mais tempo com os seus anteriores Operation Flash Point, VBS2, etc. A evolução até aqui foi fantástica e o nível de realismo muito alto.

    recomendo a todos !

    A comunidade combate tem também o seu estilo único em termos de comunidades que trás ainda mais realimo e simulação nas partidas.

  2. ótima resenha sobre o Arma 2 e um ótimo simulador de infantaria aconselho a todos.

    Parabéns a equipe da COMBAT e parabéns ao GAME Reporter gostei muito do site e ja esta aqui no meus favoritos

  3. É um jogo aberto desde a produção de materiais para uso das missões até a criação das mesmas, uma comunidade global atua produzindo elementos que não existem no jogo vendido pela empresa (Bis Studios). Deste modo o jogo torna-se expansível pelo próprio usuário, o limite estará sempre na forma como uma comunidade ou clan resolve interagir com o jogo, pois é um game que necessita de conhecimento e vontade para se tornar jogável!

    Em um simulador o que garante um bom gameplay é a obediência de uma cadeia de comando e não se ele é um bom atirador ou não, desobedecer uma ordem direta ou indireta pode significar o fracasso de uma missão ou a morte de seu esquadrão, ter um jogo destes em seu HD é como ter um fuzil em mãos, torna-se necessário a manutenção constante, checks com o servidor e materiais de jogo e afins, um erro pode significar que você não poderá estar apto a jogar naquele dia!

    Grato aos amigos do Game Reporter pela oportunidade e por propagar este game fabuloso!

  4. Definitivamente o melhor simulador de guerra dos ultimos tempos.
    Principalmente por não ter limites, você cria a missão do jeito que bem entender, é voce pode criar a missão como bem entender mesmo, seja ela coop ou TvT ( Time x time ) pode ficar brincando horas a fio com um editor extremamente fácil de entender, além é claro de permitir batalhas com mais de 120 players. Diferente de outros games, o ARMA não limita o numero de participantes, os slots vão até onde o servidor aguenta. Sem falar que, qual outro simulador você pode adicionar as tropas latino-americanas, inclusive as do Brasil?.
    Esse SS é do ARMA1, mas como é da família, conta também.

    Infantaria aero-transportada do EB :http://img200.imageshack.us/f/arma1br14.png/

    Sem dúvida, para quem gosta de simulação,táticas militares e distância daquela bagunça da maioria dos jogos populares, é a melhor escolha.

  5. Faço parte da comunidade COMBAT e é sem explicação o que essa galera joga sério, dando ao jogo um nível diferenciado para este que ao meu ver é único em matéria de FPS. Gostaria de lembra também que um dos nossos membros o Smurf que vem fazendo o trabalho fantástico com a divulgação escrita da serie arma2 teve um papél fundamental para que muito conhecessem o jogo e o que de fantástico ele tem.

    Pra finalizar felicito o site pela ótima matéria e que mais pessoas conheçam esse super jogo.

    []'s
    Semper FI

  6. eu vim de jogos como BF2, CS, DoD, etc… e relutei até aceitar o estilo de jogo do ArmA2. Hoje é meu vício e pode afirmar: Só quem joga sabe a tensão que é! Fazer uma patrulha, ver a bala voando e ficar suprimido, fazer voo rasante com Heli pra não ser abatido, saber se comunicar pelo rádio, ficar sozinho no deserto incomunicável, ver o som do tiro e não saber de onde vem…

    aff…. é muito tenso! … e bom!

  7. Show de bola galera do COMBAT, um grande jogo realmente, pena q a engine nao condiz com a atualiadade falhando em varias caracteristicas.
    Obrigado tambem ai amigo "GHOST" do antiga Esquadrao ARARAS por me enviar a news.

    1. Over, o Araras ainda existe firme e forte, nunca enquanto eu puder vou deixar o primeiro esquadrão de Arma2 no Brasil morrer, estamos todos na combat, geraldus, vultur, bala marketing entre tantos, aparece por lá. []´s

      1. Definitivamente o melohr simulador de guerra dos ultimos tempos.Principalmente por não ter limites, você cria a missão do jeito que bem entender, é voce pode criar a missão como bem entender mesmo, seja ela coop ou TvT ( Time x time ) pode ficar brincando horas a fio com um editor extremamente fácil de entender, além é claro de permitir batalhas com mais de 120 players. Diferente de outros games, o ARMA não limita o numero de participantes, os slots vão até onde o servidor aguenta. Sem falar que, qual outro simulador você pode adicionar as tropas latino-americanas, inclusive as do Brasil?.Esse SS é do ARMA1, mas como é da família, conta também. Infantaria aero-transportada do EB

  8. Desculpe vocÊ disse pelo titulo unico game militar no mercado??
    mais que me lembre existe Americas Army 2.0.8 e a versão mais recente Americas Army 3
    desenvolvido pelo exercíto americano, e dizem que foi feito para treina seus soldado e simula um combate de guerra.
    o interresante que você precisa de treinamento para poder jogar, como rifle man, medico etc.
    e você também sobe de patente e de Honra, isso sim é um jogo, militar na minha opinão, e os graficos, são muito bons, e é gratuito. acesse http://www.americasarmy.com/aa3.php

    Abração!

  9. Desculpe Mick, mas as comparações são adsurdas, realmente o Americas tem seu glamur e estilo, contudo se baseia em CQB ou Closed Quarters Battle, já o arma é a aplicação da maioria das forças e unidades de um exército em mapas gigantescos que fogem a qualquer padrão de mercado, seu concorrente e até por se dizer pai é o Operation Flash Point, que era da mesma produtora e vendeu o título para outra empresa e nessa brincadeira nasceu o Arma2.

    A diferença básica entre o Arma2 e seu update está nas construções e estruturas das cidades, na primeira versão apenas algumas casas era possível o acesso, já na segunda versão todas as casas podem ser exploradas dentro do jogo costumo dizer que o Arma2 era uma expansão de seu antecessor algo como Arma1.5 e o Arrowhead o verdadeiro Arma 2.0.

    Traçando um paralelo agora entre Americas Army e Arma 2 sou crítico em dizer que o sistema médico do Américas e a visão em primeira pessoa são fantásticas, contudo o Arma por mais que pareça algumas vezes limitado ou com bugs exagerados oferece a você consumidor a vantagem de ser um jogo SANDBOX, onde a criatividade é o limite, já que como foi dito anteriormente o jogo é totalmente aberto, para você ter uma idéia da amplitude deste jogo acesse:
    http://www.armaholic.com

    E veja a quantidade de addons que são lançados, corrigidos e ofertados pela comunidade global de Arma2 no mundo.

Deixe seu comentário