Dispositivo de reconhecimento de movimentos de PS3 gera barulho na GDC 2010

No fim da semana passada, durante a Game Developers Conference, que aconteceu em São Francisco, a Sony apresentou seu controle com reconhecimento de movimentos, projeto batizado de Arc, mas que ganhou o nome final de “PlayStation Move”.

O Move acompanhará um acessório a parte semelhante ao controle Nunchuk, que acompanha o Wiimote, da Nintendo. O controle chamado de “Sub-controller” traz um direcional e se anexará, sem fio, ao Move, permitindo navegação em jogos de tiro. O primeiro FPS compatível com o Move será Socom 4, que foi demonstrado durante o evento.

Além de Socom 4, outros títulos estão previstos para compatibilidade com o Move: Sports Champions (que trará um duelo de gladiadores e um ping-pong), Move Party (com realidade aumentada), LittleBigPlanet, EyePet e Motion Fighters.

Outras 36 empresas estão com parceria com a Sony para criação de games compatíveis com o periférico, entre elas as gigantes Activision, Eletronic Arts, Sega, Konami, Capcom, Square Enix e Ubisoft, o que mostra que o projeto tem bastante para deslanchar. É esperado que, até o fim do ano Fiscal de 2010, sejam lançados 20 jogos (dedicados ou não) compatíveis com o Move.

E para quem tem dúvida da precisão do Move, Anton Mikhailov, David Coombes e Kirk Bender, profissionais envolvidos na pesquisa do dispositivo, informaram que a pontaria do aparelho é milimétrica, capaz de controlar inclusive interfaces minuciosas como a da versão para computadores de StarCraft.

Os pesquisadores exlicaram, ainda, que o consumo de memória do aparelho por conta do uso do Move é insignificante: entre 1 e 2 MB, sendo que o processamento é feito inteiramente pelo processador Cell.

O Move e seu “sub controller” virão na cor preta, ambos com bateria recarregável embutida de ions de lítio. Os acessórios serão leves, pesando 145 gramas (Move) e 95 gramas (sub controller).

A semelhança de design com os controles do Wii são evidentes, mas existem diversas diferenças. Fora a bateria embutida que já mencionamos, o controle da Sony possui menos botões, mas seu “Sub controller”, ao menos a princípio, não é capaz de detectar movimentos. Por utilizar um aparato externo, a câmera Eye, o dispositivo é capaz de evitar engasgos bobos por sair acidentalmente da zona de captura.

Reggie Fils-Aime, presidente da Nintendo America, em entrevista ao site IGN espetou a Sony por conta das semelhanças: “Se imitação é a forma mais sincera de elogio, então estou até vermelho de tão elogiado”. O executivo ainda comentou não ter visto o Project Natal, da Microsoft, mas que nenhuma concorrência o preocupa, uma vez que o comprometimento da Nintendo é com suas próprias metas, produtos e inovações.

O acessório será vendido em três pacotes diferenciados, um deles para quem já tem a câmera PS Eye; outro com a câmera e um PS3 e um com a câmera e um jogo. O preço exato do aparelho, que chega ao mercado até o fim do ano, ainda não foi anunciado. A empresa espera, porém, vendê-lo por menos de US$ 100.

Se vai ser um sucesso ou não, só o tempo dirá. A Sony diz que o aparelho é para qualquer consumidor que possua eletricidade. A aposta é que ele consiga ganhar tanto os jogadores casuais quanto os hardcores, sem deixar de fora aqueles que não tem o costume de jogar.

Para quem está curioso, a Sony disponibilizou um trailer da novidade, que você acompanha abaixo:

Com a entrada do Natal e do Move, as coisas começam a ficar mais interessantes. O que você acha que sai daí, leitor?

4 opiniões sobre “Dispositivo de reconhecimento de movimentos de PS3 gera barulho na GDC 2010”

  1. Cópia descarada do Wii hahah, mas tudo bem, eu particularmente não curti muito esse estilo de jogar do Wii, para alguns jogos é muito legal quando você está com mais gente para jogar, mas em alguns jogos eu prefiro o controle tradicional.

    Vamos ver o que a Sony tem na manga para essa novidade.

    Queria indicar um ótimo site para fãs de games.

    http://www.ingames.com.br/tag/ps3/

    Abração.

  2. Que ridículo…! Tanto tempo para a Sony "anunciar" sua "solução" para detecção de movimentos, e ela vem com essa cópia discarada do Wiimote, e ainda por cima inferior – tenta ser "cool" sendo preto e minimalista, mas tem aquela bolinha azul horrível – que ainda acende (!) para ser detectada pelo eyetoy…

    Só um comentário para a Sony: "too little, too late…"

Deixe seu comentário