gr-splosionman

Desenvolvedor independente critica Capcom e diz que foi plagiado

Vemos muitos jogos beber na fonte de games clássicos, mas não é sempre que vemos um estúdio de peso ser acusado de roubar o trabalho de um desenvolvedor independente. É exatamente isso que está acontecendo entre a independente Twisted Pixel e a distribuidora japonesa Capcom.

Em julho de 2009, o pessoal da Twisted Pixel enviou ao Xbox Live Arcade o game Splosion Man, que coloca o jogador na pele de um personagem feito de material explosivo com o objetivo de, é claro, explodir, a partir de uma série de níveis que exigem raciocínio lógico.

Meses depois, em janeiro de 2011, a Capcom colocou no ar MaXplosion, para iOS (o sistema que roda no iPhone). Nele, o jogador é Max, um personagem com habilidade de explodir para enfrentar os desafios em 20 níveis.

Para Mike Henry, programador da Twisted Pixel, o vídeo com o gameplay de MaXplosion o deixa triste. “Se você vai roubar um jogo, você deveria pelo menos entender o que o torna divertido”, disparou acrescentando que é ótimo se inspirar, mas o game em questão é roubo.

Para Michael Wilford, co-fundador da Twisted Pixel, a solução para a chateação vai ser criar um jogo melhor para o iPhone, o que segundo ele “não será difícil”. A parte mais curiosa é que Wilford afirma que a Twisted Pixel apresentou Splosion Man para a Capcom e ouviu um não na época.

E aí, o que você acha?

[Via GamesIndustry]

4 opiniões sobre “Desenvolvedor independente critica Capcom e diz que foi plagiado”

  1. Acabei de ver os videos dos dois jogos no youtube, e o que o Leonardo Zimbres disse não confere. O Jogo da capcom é sim uma cópia descarada. E pior ainda, a qualidade do jogo produzido pelo estúdio independente é muito maior. Inicialmente achei que os videos estavam trocados, mas não. O jogo da capcom além de ser plágio, é um plágio bem mal feito. Adoro varios jogos da capcom, sou retrogamer fanático pela série street fighter, mas dessa vez não dá pra defender. Tomara que a capcom seja condenada a pagar uma indenização bem gorda à Twisted Pixel.

  2. A partir do momento que as grandes produtoras condenam a pirataria eu acredito que deveriam dar o exemplo. Ao lançar algo, deveriam procurar para ver se ninguém mais lançou nada parecido antes para não acontecer o que ocorreu. Ainda mais numa situação onde o autor havia ofertado o jogo para eles. Mesmo que tenha sido sem querer, já seria um erro. Tem como perdoar aqueles jogos de Street Fighter de padaria dos anos 90? Se a Capcom condenava aquilo deveria ser mais cautelosa com suas obras. E dá a sensação que o jogo cópia da Capcom foi mesmo feito as pressas pois tem mesmo uma qualidade muito inferior.

Deixe seu comentário