Dynavision White

De volta ao passado dos 8 bits

A Dynacom (sim, aquela mesmo!) anunciou mais dois modelos de seu videogame Dynavision, que rodam o sistema de 8 bits da Nintendo.

O Dynavision Black é, obviamente, preto e traz 111 jogos embutidos na memória e um carregador de pilha. Já o Dynavision White, branco, traz além dos 111 games na memória um cartucho com mais 106 jogos.

Os videogames possuem controles sem fio Super Wi Control (!?), que roda em pilhas AAA (recarregáveis e inclusas no pacotão) e o acessório MiraLaser, que dispara seis tiros por segundo.

Ambos os Dynavisions possuem entrada para cartucho NES de 60 pinos e conexão RCA para serem ligados ao televisor.

Agora, o que interessa: a versão Black tem preço sugerido de R$ 239 e a versão White custará R$ 259.

O GR pergunta: você investiria em um videogame destes? Porque?

11 opiniões sobre “De volta ao passado dos 8 bits”

  1. Nossa…Tanto a Dynavision quanto a Tec Toy que estão na onda desses remakes de MasterSystem portátil, MegaDrive-não-sei-o-que até dão uma coceira na mão, mas esse preço fode.

    Uma pena, acho que pagaria uns 100 conto nesses saudosos consoles maloca. Ou produzir no Brasil é caro pra cacete, ou o preço à vista nem é considerado e, quem compra, compra tudo em suaves prestações de 34 vezes no boleto.

    Uma zorra.

  2. que merda… Dinavision é igual o uno mille… mesmo motor desde 1985… mas com “grandes mudanças” em sua carroceria…

  3. Pra mim, que não tenho meu NES há muito tempo, seria legal ter estes games de novo. Mas seria algo de coleção, para deixar ali pegando pó mesmo, só pra dizer que tem.

    Eu não dou conta de jogar nem o que esta saindo hoje em dia pro 360 (que é o único console que tenho de nova geração), quem dirá jogar os games antigos…

  4. na era dos videogames com DVD e blue ray, poder comprar um console com jogos divertidos e gráficos satisfatórios é uma ótima , principalmente com crianças pequenas. Dei um mega desses novos pra minhas sobrinha de 05, é só ela ligar e usar. E diverte igual na verdade.

  5. Eu gostaria de saber se existe algum entrave legal que não permita que a Dynavision faça mais consoles com entradas duplas (60 e 72 pinos) para Nes. Lembro quando ela lançou um console com entrada para Master e Mega que não foi pra frente.

  6. cara, 100 pila no maximo pra comprar um lance desses.

    E o que aconteceu com a famosa pistola que era tao legal nos videos games antigos, e que nos novos nem usam.

    soh dando uma ideia tambem, a tec toy vai lançar o zeebo, tinha era q lançar essa parada portatil, ia vender mais q fixo ..

  7. Tai, o Daniel falou bonito agora. Se lançassem esse games de forma portátil e com esses mesmos preços eu caia dentro. O Zeebo poderia ser um.

    Mas acho que manter o preço seria uma falsa ilusão. Se formos ver já começaria a encarecer só pela tela para exibição das imagens que o portátil teria que ter.

    A Tec Toy tem uma versão do MegaDrive portátil. Mas só vem com 20 jogos.
    Bem que poderiam criar um que viesse com uma entrada USB e permitisse baixar os jogos para a memória como no Zeebo, ou permitisse baixar as roms mesmo.

    Ai sim, ia vender como pão quentinho em padaria.

  8. Não é o sistema 8bits que é ultrapassado.
    São essas fábricas de M**** que cobram sem dar nada em troca.
    Já pensaram se esse simples video game tivesse entrada USB.
    Eu pagaria esse preço de olhos fechados.

    => Mais tecnologia, menos exploração <=

Deixe seu comentário