Chefe de Angry Birds cria polêmica: “consoles estão morrendo”

Peter Vesterbacka, da Rovio, deu uma declaração polêmica durante a conferência South by Southwest Interactive.

De acordo com o chefão da criadora do casual Angry Birds, que acaba de comemorar 100 milhões de cópias vendidas, o console estaria morrendo.

Vesterbacka defende que a inovação na indústria está focada em games sociais e portáteis, que tem ao seu lado a agilidade de desenvolvimento e atualização.

Para o executivo, que critica o modelo de preços em games tradicionais, o mercado de celulares ainda não chegou a um padrão satisfatório de modelo de negócios, mas garantiu que a Rovio continuará a experimentar com modelos diferenciados em diferentes games.

O que você acha das declarações?

[Via GamesIndustry]

3 opiniões sobre “Chefe de Angry Birds cria polêmica: “consoles estão morrendo””

  1. Acho que ele exagerou um pouquinho.

    Eu sou suspeito por ser muito fã de consoles ainda, desde o Atari, jogo no PC também, só que ainda prefiro um equipamento com foco principal no jogo do que um "multicoisas".

    Creio que ele tentou dar uma de visionário e angry birds subiu a cabeça dele. =P

  2. Primeiro de tudo Angry Birds não era novidade nem quando foi lançado, assim como Tower Defense e outros que quando lançados por um motivo ou outro ganharam mercado mais que os clones (quem é clone de quem?).

    Ele só está querendo chamar a atenção para si e o jogo, jogada de marketing.

    Nem Nintendo, nem Sony e nem Apple são tão "insolentes" em fazer um comentário como esses, as duas primeiras faz sentido, mas se nem a Apple…

Deixe seu comentário