CBLoL 2019 – Confira como foi o Circuito Desafiante

O Campeonato Brasileiro de League of Legends acabou o seu primeiro split com a vitória da INTZ em cima do Flamengo. Porém outro destaque deste split é o circuito desafiante, uma espécie de segunda divisão deste campeonato. Muitos times eram favoritos, como a Red Canids Kalunga, mas no fim das contas os participantes desta finalíssima foram outros. Hoje você confere como foi a grande final do Circuito Desafiante do CBLoL 2019.

Após uma longa jornada de vitórias e derrotas, a final desta grande decisão chegou e os times deste confronto foram a Pain Gaming, que já tem um histórico bem forte, e a Team One, time que iniciou a sua trajetória em 2017. A vitória foi para a Pain Gaming num total de 3 a 0 alguns detalhes podem ser conferidos abaixo:

Primeira partida:

A partida no formato melhor de cinco, a Pain Gaming começou obliterando a Team One. Sem muito esforço a Pain conseguiu 15 abates contra 2 da Team One. Um dos pontos fracos da One foi a sua composição sem grande apelo, onde os campeões Sona e Taric foram bem encaixados. A torcida da Pain sempre animada deu uma grande festa com o primeiro resultado, Minerva jogador da Pain escolheu JarvanIV e conseguiu ser o MVP (jogador destaque) da partida.

 

Segunda Partida:

Já na segunda partida a Team One rapidamente baniu JarvanIV e contra essa decisão Minerva jogou de Hecarim, enquanto a bot lane ficou com a Sona e Taric. A formação da Pain não mudou tanto quanto no primeiro jogo, já a Team One trocou completamente a composição.

O resultado da segunda partida foi vitória para a Pain Gaming que começou em desvantagem graças a uma iniciativa bastante agressiva por parte da Team One. Entretanto aos poucos da PG foi conseguindo se realocar na partida e garantiu o ponto. O MVP da segunda partida ficou com o Tinowns com o campeão Corki na posição mid-lane.

 

Terceira partida:

A terceira acabou sendo a última partida, onde a Pain Gaming entrou com plena convicção e garantiu a vitória e a vaga para o segundo split do campeonato Brasileiro de League of Legends. Neste terceiro round a Team One não demonstrou o mesmo esforço que teve na rodada anterior e a Pain soube aproveitar todas as brechas. Desta vez o MVP ficou com Matsukaze que ficou com a Kai’sa destacando a posição bot-lane da partida.

Com um total de 18 abates para Pain e 8 para a Team One, a Pain Gaming volta para a elite do CBLOL e a torcida que vibrou até o fim, saiu desta grande festa cantando “acabou o caô, a Pain Gaming voltou!”. Apesar da derrota, a Team One ainda pode ter chance de ir para a primeira divisão, caso vença a partida do dia 27 de Abril contra a Vivo Keyd.

Deixe seu comentário