Cangaço Wargame

Cangaço Wargame: jogo online baseado no Sertão brasileiro

Cangaço Wargame

“Se os americanos podem se dar ao luxo de lançar games baseados no velho oeste, porque então nós não fazemos um game sobre o cangaço e o Sertão brasileiro?” Talvez tenha sido com uma frase assim que os desenvolvedores da Sertão Games pensaram há cinco anos no jogo Cangaço Wargame, título lançado no último dia 9 de junho de 2012.

Inicialmente o game foi idealizado como um jogo de tabuleiro, porém durante a etapa de desenvolvimento os produtores aperceberam-se que o jogando estava ganhando muitos elementos que tem tudo a ver com a dinâmica de jogos sociais. E foi justamente por essa razão que o jogo foi desenvolvido para o Facebook.

No jogo, você deve liderar um grupo de cangaceiros em batalhas por turno, passando por fazendas, cidades e brejos da caatinga. O game tem o foco na jogatina multiplayer e já que as batalhas são por turno, um combate pode levar alguns minutos ou algumas semanas: você faz seu movimento e em seguida aguarda o seu adversário (que pode estar offline no momento).

A ideia é bem simples e funciona como num xadrez: como é um jogo de guerra, seus movimentos são baseados em ataque, defesa e manutenção de pontos estratégicos no campo de batalha. Há dois grupos distintos no jogo: os cangaceiros e a volante. Conforme vai desafiando e vencendo seus inimigos, você sobe no ranking, chegando mais perto do título de rei do cangaço.

Um dos desafios que devem ser enfrentados pelo jogador é a racionalização da água, deste modo o jogador vê um traço de realidade no jogo. Além disso, todo o cenário e elementos do jogo remetem no período histórico do cangaço, ou seja, há roupas, armas, sons e o Sertão retratados para deixar as coisas mais realistas.

O Cangaço Wargame já foi lançado e pode ser jogado gratuitamente direto no Facebook. O vídeo você pode conferir logo abaixo, e lembre-se de nos contar a sua experiência com o jogo!

10 opiniões sobre “Cangaço Wargame: jogo online baseado no Sertão brasileiro”

Deixe seu comentário