BGS 2013: Razer apresenta o Razer Edge, o tablet dos sonhos para todos os gamers

Razer Edge
A tecnologia vem se aprimorando a cada segundo, isso não é de se duvidar. Hoje em dia temos celulares com efeitos 3D, processadores dual cores e quad cores, entre outras evoluções constantes que vem acontecendo e fazem parte do nosso cotidiano sem que percebamos. Sendo assim, não é inacreditável a existência de um tablet que seja superior a um desktop popular.

Quem esteve na BGS pôde conhecer uma dessas maravilhas tecnológicas, mas só conhecer, pois o teste era restritíssimo. Apesar das dificuldades, o GameReporter conseguiu testar esse aparelho tal peculiar. Batizado de Razer Edge Pro, o aparelho é um tablet multitarefas, assim como a maioria dos aparelhos encontrados no mercado, entretanto ele chama as atenções por ter sido desenvolvido pensado no público gamer. Desde o design, acessórios e configurações, tudo foi desenvolvido pensando na melhor solução para quem procura uma experiência mais hardcore para tablets.

O Razer Edge é o primeiro tablet dedicado para gamers. Não havia um produto similar no mercado e tudo que você faz no PC é possível fazer no Edge”, disse Vitor Martins, gerente da Razer para a América Latina.

Razer EdgeNosso teste iniciou com o game Grid 2, ocasião em que constatamos uma performance muito convincente. Em alguns momentos a sensação que se tem é que o jogo roda mais suavemente no Edge do que no Xbox 360. O aparelho acompanha um suporte, que na verdade é um joystick com tecnologia XInput, que permite que qualquer jogo otimizado para funcionar com o controle do Xbox rode da mesma forma com o gamepad do Edge.

Durante o gameplay de Grid 2 observamos que a jogabilidade com o gamepad do Edge equipara-se ao nível de jogabilidade dos consoles tradicionais. A ressalva é quando troca-se para o modo touch que é muito menos sensível que o iPad, ficando no patamar de qualquer tablet convencional.

Esse é o grande ponto negativo do Edge, afinal um device vendido como um tablet para gamers necessita de um desempenho acima do normal, principalmente nas questões mais simples como a sensibilidade ao toque.

Nosso segundo teste foi com Halo Spartan Assault, um game de qualidade mediana. Neste caso, a tela de toque não ajudou muito por causa de sua sensibilidade abaixo do esperado. Naturalmente existem tablets com sensibilidade muito abaixo do Edge, porém a impressão é que poderia ser mais bem desenvolvido.

Apesar da sensibilidade abaixo do esperado, o Edge conta com uma tela muito brilhante e com resolução de imagem invejável. A Razer deixou um modelo do Edge fechado em uma caixa rodando vídeos demonstrativos para o público que visitava o estande. A qualidade da imagem é incontestável, deixando claro que os games e filmes serão muito apreciados no aparelho. Além de tablet, o Edge permite funções de monitor, através de uma base com saídas de vídeo, podendo levar a jogatina para uma tela maior, caso necessite.

Razer EdgeO aparelho foi concebido para ter o mesmo poder de processamento de um desktop. Para isso, ele conta com um processador Intel Core i7 Dual Core, memória 8GB DDR3 e um chip gráfico Nvidia GT 640M LE. Com essas configurações ele é capaz de rodar praticamente todos os games lançados atualmente no mercado (alguns sem as configurações máximas, é claro). A Razer não arriscou dar uma data de lançamento ou preço para lançar a plataforma no país.

A conclusão que se chega é que os notebooks dedicados a jogos finalmente ganharam um rival à altura. O Razer Edge tem um grande apelo para o publico gamer, mas também serve para quem não é do nicho. Lá fora ele já tem um preço salgado (US$ 1450,00), então se algum dia ele chegar por essas bandas é melhor estar preparado, afinal o preço do aparelho somado aos impostos típicos do país tornarão o Edge um produto exclusivo para uma audiência muito seleta.

Outro fator preocupante é o tempo, pois se o Edge demorar muito para ser lançado por aqui ele pode acabar ficando ultrapassado muito rápido. Afinal, diferente dos PCs, não é possível realizar upgrades de hardware num tablet, a menos que a Razer decida lançar versões atualizadas do tablet. Ainda assim, o Edge é um sonho tecnológico que vale a pena adquirir.

Especificações:

Processador: Core i7 1.9GHz Dual Core

Memória: 8GB RAM

Gráficos: NVIDIA GT 640M LE (2GB DDR3, Optimus Technology)

Armazenamento: 256GB SSD

Dimensões: 278.5 mm x 178.85 mm x 19.5 mm

Peso com o gamepad: mais de 1,8kg

Preço no Brasil: Não definido.

Colaboração: Victor Cândido

Deixe seu comentário