Todos os post de Luiz Silva

Luiz Silva, jornalista de games formado pela Universidade Paulista. Já escreveu para as revistas da Tambor Digital (EGW, Gameworld), para o site Player 2 entre outras coisas. "Sou um entusiasta por videogames, apesar de jovem já tive até um Atari, minha série favorita é Silent Hill".

Copa Camacho de CS:GO terá finais presenciais no Palácio da Caveira, sede do BOPE no Rio de Janeiro

O mês de novembro será importante para os fãs de Counter Strike: Global Offensive, pois é neste mês que inicia a Copa Camacho de CS: GO, um torneio que visa dar visibilidade a novos times do famoso shooter competitivo. O torneio inicia sua fase online no dia 5 de Novembro e terminará no dia 18 de Dezembro. O destaque é que a grande final será no Palácio da Caveira, a sede oficial do BOPE, a tropa de elite do Rio de Janeiro.

A Copa Camacho de CS: GO é fruto da parceria da equipe Colab e-Sports e a ICE Lan Games e oferece uma premiação de R$ 5 mil ao time vencedor. Esta é uma ótima oportunidade para equipes amadoras conquistar algum espaço em meio a tantas outras equipes em formação. Os jogos acontecerão todas às segundas e terças-feiras às 20h.

De acordo com os organizadores, a Copa Camacho tem esse nome em homenagem ao artista Rodrigo Camacho, conhecido por criar obras de arte utilizando materiais recicláveis e cápsulas de munição utilizadas nos estandes de treinamento dos agentes. Ao aproximar o esporte eletrônico da arte, a Colab e-Sports enxerga uma oportunidade de contar histórias de superação, determinação e treinamento.

Artista Rodrigo Camacho e arte produzida para o BOPE utilizando cápsulas de munições.

Os times interessados podem se inscrever pagando uma taxa única de R$ 150,00 por equipe e receberão um kit contendo cinco camisetas e cinco ingressos VIP para acompanhar a Grande Final no Palácio da Caveira. O evento será exclusivo para as equipes participantes e acontecerá dentro do Palácio da Caveira.

O período para inscrições acontecerá entre os dias 1º e 30 de Outubro e metade do valor obtido pelas inscrições das equipes será doado para a compra de materiais de informática para a unidade operacional do BOPE. A Grande Final está marcada para o dia 13 de Janeiro e definirá os vencedores da Copa Camacho de CS:GO que, além de receber R$ 5 mil em equipamentos, ganhará um exclusivo troféu feito pelo artista plástico Rodrigo Camacho.

O torneio será disputado por 22 equipe, sendo que duas vagas serão preenchidas com as equipes vencedoras dos campeonatos amadores da ICE Lan House. As inscrições serão feitas pela página do Facebook da Colab e-Sports a partir do dia 01 de Outubro.

Exa Dimension 12 – VR Gamer lança novo jogo de realidade virtual no Brasil

A VR Gamer não pára de trazer novidades para os fãs de jogos de realidade virtual: a casa de arcade acaba de trazer mais um jogo para o seu catálogo. Trata-se de Extra-Dimensional Exploration Alliance ou EXA Dimension 12, um game que coloca o jogador no meio de uma missão militar em uma outra dimensão. O título tem lançamento oficial no Brasil através da VR Gamer.

O jogador deve integrar a equipe do Comandante Rick, que deve explorar e proteger uma estranha dimensão, após seu sistema ter sido interrompido por forças desconhecidas: a DIMENSION 12. Tal missão coloca o jogador em confronto direto com estranhas criaturas. O grande diferencial é que o jogo contempla a participação de até quatro pessoas, permite uma livre movimentação e interação com os outros jogadores e tem duração de aproximadamente 10 minutos.

“A nossa missão é levar a melhor experiência da realidade virtual às pessoas. Por isso, estamos sempre muito atentos ao mercado global e comprometidos a trazer novidades aos nossos clientes”, afirma Leandro Sarubi, sócio-fundador da VR Gamer”.

A experiência já integra o portfólio da loja da VR Gamer no Shopping Granja Vianna e da Arena VR Gamer, no Shopping Internacional de Guarulhos. O lançamento é parte da estratégia da VR Gamer de trazer os melhores e mais ambiciosos jogos de realidade virtual para seu catálogo.

 

Unidades da VR Gamer:

A loja no Shopping Granja Vianna, que fica em Cotia, na Grande são Paulo, tem 130m², e conta com games em PlayStation VR e HTC Vive, divididos em onze estações de entretenimento, além de um ambiente com dois cockpits completos para jogos de corrida e uma arena de combate. Neste espaço, a tecnologia é toda sem fios e com equipamentos de última geração, que incluem PCs portáteis em formato de mochila e armas com rumble no lugar dos controles.

Por meio de um sistema de rastreamento em tempo real, a arena tem capacidade para que até quatro jogadores disputem partidas, locomovendo-se livremente em uma área de 25m², sem preocupações com cabos ou com colisões entre si, uma vez que todos se enxergam dentro do jogo.

A unidade possui um cardápio variado com jogos de diferentes gêneros. Dentre eles o Beat Saber, The Elder Scrolls V: Skyrim, DOOM VFR, Rick andMorty: Virtual Rick-ality, ResidentEvil VII, Batman Arkham VR, Job Simulator, Arizona Sunshine e BrookhavenExperiment, um jogo de terror onde os jogadores deverão enfrentar hordas de zumbis e monstros assustadores. A lista de jogos da VR Gamer é atualizada mensalmente. Para conhecer mais, acesse o site da VR Gamer.

Abaixo tem o trailer de Exa Dimension 12:

 

Serviço: Arena VR Gamer

Local: Internacional Shopping

Endereço: Rodovia Presidente Dutra, saída 225 – Itapegica – Guarulhos – Tel: (11) 2414-5000

Horário: de segunda a sábado, das 10h às 22h e domingo das 12h às 20h

Valores: a partir de R$ 30,00

 

Loja VR Gamer – Granja Vianna

Local: Shopping Granja Vianna

Endereço: Rodovia Raposo Tavares, km 23,5 – Cotia (SP) – Tel: (11) 4612-0506

Horário: de segunda a sábado, das 10h às 22h e domingo das 12h às 20h

Valores: a partir de R$ 30,00

 

Top 10: Os melhores jogos lançados pela Telltale Games

Neste final de semana a internet foi pega de surpresa com a notícia de que a Telltale está entrando em processo de falência. A empresa foi criada em 2004 e ao longo de sua existência lançou dezenas de jogos icônicos, tais como The Walking Dead e The Wolf Among Us. Um dos pontos mais interessantes da história da Telltale é que a produtora praticamente criou uma marca registrada, lançando jogos baseados em quick time events, histórias episódicas e decisões que afetam a aventura no futuro.

Tecnicamente a empresa não está fechada, porém o número de funcionários remanescentes é insuficiente para manter os lançamentos programados. Resolvemos nos despedir da Telltale relembrando alguns dos melhores jogos que a produtora já lançou. Se você não chegou a conhecer todos, vale a pena dar uma olhada nessas pérolas.

Abaixo você confere os principais jogos que a Telltale já desenvolveu:

 

The Walking Dead: A Telltale Games Series

 

Walking Dead

O jogo que tornou a Telltale mundialmente conhecida foi The Walking Dead, pegando carona no sucesso da série televisiva. Ao invés de se inspirar no seriado, o game buscou referências mesmo nas HQs e serviu para introduzir a muitas pessoas o modo de contar histórias da Telltale, baseado tão somente em tomada de decisões.

Outro aspecto importante do jogo é que a resolução de puzzles fica relegado ao ostracismo, dando ênfase no desenvolvimento de personagens. The Walking Dead da Telltale é dividido em cinco episódios, cada um com momentos emocionantes. A densidade das ações foi conquistada graças ao suporte que os produtores da série deram à Telltale a fim de conseguir a fidelidade narrativa.

 

Batman: The Telltale Series

Sempre que se fala em jogos do Batman as pessoas pensam na trilogia da Rockstead, entretanto a Telltale também já trabalhou com o morcegão em 2017. Nesta obra a Telltale teve toda a liberdade criativa para fazer o game que quisessem, ou seja, não há inspiração em outras adaptações, filmes ou mídia. Tudo que a Telltale teve de fazer era manter a mitologia do personagem intacta.

No game o jogador assume o papel de Batman e de seu alter ego, Bruce Wayne, em uma aventura poucos anos após assumir o trabalho de vigilante. Tanto a narrativa, quanto o gameplay carregam o DNA da produtora, ou seja, o jogador tem vários momentos de decisões difíceis que impactam diretamente os rumos da história. Ah, o jogo ainda tem momentos em que o jogador deve usar as habilidades detetivescas do Batman.

 

Tales from the Borderlands

Tales from the Borderlands

Aqui a Telltale se inspirou na franquia Borderlands da Gearbox para criar uma aventura mais voltada para o humor, se afastando do peso emocional que outros de seus jogos tinham. Tales from the Borderlands foi lançado em 2014 e mão se tornou muito conhecido, apesar de ser um com melhores notas no Metacritic dentro do catálogo de jogos da Telltale.

Basicamente o jogador toma controle das personagens Rhys e Fiona logo após serem raptadas por um indivíduo que elas contém o que sabem do projeto Gortys, da empresa Atlas. A partir daí os jogadores tem uma aventura de cinco episódios para recontar uma mesma história sob o ponto de vista dos dois personagens. O jogo é o mais engraçado da Telltale e merecia mais atenção da comunidade. Infelizmente as vendas foram decepcionantes.

 

Tales of Monkey Island

 

Em 2009 a Telltale conseguiu a licença para trabalhar neste spin off de Escape from Monkey Island sob o pretexto de comemorar os dez anos do último lançamento. Diferente de outros jogos da Telltale, este aqui chegou apenas para Wii e PCs. O jogador assume o papel do pirata Guybrush, que acidentalmente acaba liberando uma maldição voodoo pelo Golfo de Melange. Cabe ao bucaneiro e sua esposa procurar uma cura para a doença que está se espalhando rapidamente.

O game foi um dos pontos de virada para a Telltale, revelando ao mundo todo o seu talento e storytelling diferenciado. O título seria aclamado pelo seu humor e gráficos cartunescos. O sucesso comercial acompanhou as críticas, de modo que o jogo seria até o momento o de maior sucesso até o lançamento de Back to the Future: The Game. Ainda que pareça datado, Tales of Monkey Island ainda vale a jogatina.

 

The Wolf Among Us

The Wolf Among Us

The Wolf Among Us é até hoje um dos jogos mais estranhos já feitos. Basicamente ele é ambientado em um mundo de HQs, inspirado nos quadrinhos Fables, de Bill Willingham. A história do jogo se passa 20 anos antes dos eventos dos quadrinhos. O jogador assume o controle do detetive Bigby Wolf, que deve investigar o assassinato de uma mulher. A investigação leva o jogador a diversos ambientes e falar com diferentes personagens, até descobrir uma trama ainda maior.

A primeira coisa que chama as atenções é seu estilo gráfico em cell shading, que o torna um quadrinho jogável. A história é repleta de mistério e a ambientação fantástica são a cereja do bolo. Devido ao fato de que a Telltale está em processo de falência, é improvável que a sequência veja a luz do dia.

 

Sam & Max: Save the World

Sam & Max: Save the World

Ainda que a Telltale tenha lançado outros jogos da franquia Sam & Max, vale mencionar mesmo àquele que foi o primeiro pela mão da Telltale e o quinto de toda a sua história. Lançado em 2006, Save the World conta com seis episódios e segue os protagonistas em uma série de casos envolvendo hipnotismo. Cada episódio é um caso e ao final descobre-se que estão interligados.

O game tem bastante humor e uma jogabillidade baseada em quick time events e em puzzles simplistas. Tem muita gente que torce o nariz para este jogo, porém foi justamente Save the World um dos primeiros a ser bem sucedido no formato episódico. O sucesso foi tanto que a Telltale conseguiu o aporte para lançar mais dois capítulos (Beyond Time and Space e The Devil’s Playhouse)

 

Minecraft: Story Mode

Minecraft: Story Mode

Com o sucesso de Minecraft, da Mojang, a Telltale decidiu apostar em um jogo com narrativa mais linear. Basicamente o jogador coleta itens, soluciona quebra-cabeças, e fala com NPCs através de árvores de diálogo para aprender sobre a história e determinar o que fazer a seguir. Assim como ocorre em outros jogos da Telltale, as decisões que o jogador faz impactam eventos no episódio atual e nos seguintes. Porém, sem o peso emocional de outros jogos.

Ainda que a mecânica principal seja inspirada nos jogos prévios da Telltale, a empresa não deixou de incluir elementos de construção, centrais ao Minecraft. A intenção foi mostrar que o jogo não apenas quer aproveitar da marca Minecraft, mas também dar a seus fãs um produto que respeita suas raízes. Se você curte mesmo a franquia de construção, vale a pena a jogada.

 

Game of Thrones

Game of Thrones Telltale

Tanto os livros de George R.R. Martin, quanto a série da HBO tem algo em comum: a exploração de decisões de personagens e suas consequências é algo recorrente. Nada mais justo do que um game explorar esse mesmo conceito de liberdade de escolha recair sob os ombros do jogador em um game. O macete é que a Telltale teve liberdade criativa para trabalhar na marca GoT, de modo que o jogador acompanha a saga da Casa Forrester enquanto tentam sobreviver após os acontecimentos da Guerra dos Cinco Reis.

O jogo ainda conta com a contribuição dos atores da série, que emprestaram suas vozes para enriquecer o projeto. O resultado não agradou todo mundo, mas serviu para garantir uma segunda temporada (que acabou cancelada). As principais críticas positivas foram para a fidelidade e o respeito que os produtores do game tiveram com a fonte original.

 

Poker Night 2

Poker Night 2

Este jogo muda muito o que os jogadores conhecem da Telltale, pois diferente de uma aventura gráfica, este aqui é mais um jogo de poker em que o jogador deve encarar diferentes jogadores em partidas de poker para ganhar o máximo de grana possível. O destaque mesmo é para o humor que o jogo carrega, incluindo a adição de personagens como Sam (Sam & Max), Brock Samson (The Venture Bros), Ash (The Evil Dead), Claptrap (Borderlands) e GLaDOS (Portal).

Diferente de outros jogos de poker, aqui o macete não é apenas saber as regras, mas também tirar vantagem dos adversários. Você pode, inclusive, embebedar os demais personagens durante as partidas a fim de facilitar as partidas. O jogo é indicado para fãs de poker.

 

Back to the Future: The Game

Back to the Future: The Game

Em 2010 a Telltale conseguiu um acordo de licenciamento com a  Universal para o lançamento de Back to the Future: The Game, um jogo episódico inspirado na franquia de filmes. O jogo conta com dublagem de Michale J. Fox e Christopher Lloyd e reconta muitos acontecimentos vistos nas telonas.

A história do game traz uma aventura original dividida em cinco episódios que se passa sete meses após os eventos dos filmes. Acompanhamos Marty saindo em busca do desaparecido Dr. Brown.  O roteiro foi escrito pelo coescritor e produtor da trilogia, Bob Gale, e utiliza o sistema de escolhas de outros títulos da Telltale, ou seja, algumas decisões alteram o rumo da aventura.

PUBG Mobile Star Challenge – equipes de todo o mundo competem por US$ 600 mil

Esta é especial para os fãs de PlayerUnknown’s Battlegrounds Mobile (PUBG MOBILE): já começou as classificatórias do PUBG MOBILE STAR CHALLENGE (PMSC), um torneio global de PUBG MOBILE organizado pela Tencent Games e PUBG Corporation. O torneio coloca representantes da Europa, Ásia, Japão/Coreia, China, América do Norte e América do Sul em uma disputa global por prêmios que chegam ao total de US$ 600 mil. As finais acontecerão em Dubai ainda em 2018.

A expectativa é que o campeonato de PUBG Mobile bata recorde de audiência em streamings, já que os líderes de equipe milhares de seguidores e o torneio terá patrocínio da Samsung Galaxy Note9. O período de registro terminou em 10 de setembro, com mais de 15 mil equipes prontas para a qualificação do PMSC. Os detalhes podem ser encontrados aqui.

Na próxima etapa, as principais 20 equipes de cada uma das seis regiões passarão para a fase qualificatória do PMSC e, então, para as finais globais. O prêmio de US$ 600 mil será dividido entre os vencedores da final regional e global da seguinte forma:

Campeão da Final Global: US$ 200 mil

2º lugar: US$ 100 mil

3º lugar: US$ 50 mil

 

Campeão da Final Regional: US$ 20 mil

2º lugar: US$ 15 mil

3º lugar: US$ 10 mil

 

Além dos prêmios em dinheiro, os vencedores se tornarão criadores de conteúdo oficiais de PUBG Mobile, ganhando acesso a recursos promocionais ao fazer streams do jogo. Trata-se de uma oportunidade de se tornar um influenciador de sucesso.

A primeira parte dessa próxima etapa do torneio global será o PUBG MOBILE STAR CHALLENGE – EUROPE FINAL, que acontece na Ucrânia, em Kiev, entre 29 e 30 de setembro, às 10h30, horário de Brasília. Você pode acompanhar tudo através da página oficial do Facebook do PUBG MOBILE.

PUBG Mobile está disponível para download gratuitamente na App Store e Google Play.

 

PUBG estará na BGS com mega arena

Brasil Game Show

Ah, e já que o assunto é PUBGS, vale dizer que os grandes fãs de PlayerUnknown’s Battlegrounds (PUBG) terão um ótimo motivo para participar da 11º edição da Brasil Game Show (BGS): a organização do evento irá montar uma mega arena aberta ao público de 500 m² e com mais de 100 estações de jogos exclusivas de PUBG, entre PC e mobile. A atração será comandada pela PUBG Corp, estúdio responsável pelo título e que estreia na Brasil Game Show como patrocinadora ouro. A intenção é criar a maior arena virtual de um jogo.

“Será incrível ver uma arena com mais de 100 estações rodando o jogo, que traz justamente um cenário em que diversos competidores precisam batalhar até que reste apenas uma equipe, a grande vencedora. Certamente será um dos espaços mais concorridos da feira”, disse Marcelo Tavares, CEO e fundador da Brasil Game Show.

Mais informações no site da BGS.

16º Encontro Game Developers Brazil discute o uso de games na saúde e no desenvolvimento infantil

Na próxima quarta-feira (26 de setembro), a cidade de São Paulo irá recebe o 16º Encontro de Game Developers Brazil, um encontro de desenvolvedores de jogos nacionais que visa debater alguns aspectos de nossa indústria. Na edição deste ano, o evento recebe o Bruno Tachinardi, Co-fundador e Diretor de Produtos da Startup Fofuuu, para compartilhar um pouco da sua experiência e contar um pouco da trajetória da Fofuuu, que recentemente foi premiada durante o BIG Festival 2018 com seu jogo Fófuuu, na categoria de melhor jogo infantil.

O grande tema discutido por Tachinardi é a interação entre games e a sua usabilidade para a saúde. Basicamente o desenvolvedor irá discutir como os games podem ajudar no tratamento de crianças com Lábio Leporino, Síndrome de Down, Autismo, Apraxia e Atraso na fala. O executivo conta ainda como é possível unir fonoaudiologia, neurociência e o lúdico dos games para ajudar na saúde e desenvolvimento infantil de milhões de crianças com distúrbios da comunicação.

 

O encontro é uma ótima oportunidade para se conhecer os desafios que os desenvolvedores encontram para criar um produto que engaje e conecte pais, fonoaudiólogos e crianças no tratamento, que vai desde o design pensado para múltiplas personas, inovações tecnológicas envolvendo Inteligência Artificial e Realidade Aumentada, além de estudos acadêmicos e comprovações científicas da eficiência dos jogos na terapia. Você consegue mais detalhes através da página da Fofuuuno Facebook.

Além de Bruno Tachinardi, o Encontro de Game Developers Brazil também recebe Pedro Bruno (PBoss) que atualmente trabalha na Fofuuu e irá compartilhar um pouco de sua experiência e trajetória no mercado de games. O evento irá acontecer no auditório da Alura, próximo ao metrô vila mariana.

Para participar do evento você deve trazer sua carteira de identidade. Leve também cartões de visitas e blocos de notas para o networking e anotações. As vagas para o evento são limitadas, portanto é recomendado que se não puder comparecer ao evento (e já tiver confirmado presença) libere a vaga para outros membros da comunidade. Se no momento de sua inscrição as vagas estiverem lotadas, você pode ficar na fila de espera, e assim que uma vaga for liberada ela será disponibilizada aos membros da fila de espera.

Obs: Mesmo que não consiga uma vaga, recomendamos tentar dar uma passada pelo local do evento para checar se houve alguma desistência de última hora.

 

Sobre o GDBR

O Game Developers Brazil foi fundado com o intuito de aproximar profissionais e entusiastas da área de jogos, passando por desenvolvedores, artistas, músicos, roteiristas, dubladores, game designers, estudantes, e demais profissionais da área. Nosso objetivo e ser ferramenta na construção desta indústria no Brasil.

O Game Developers Brazil tem uma curadoria que busca em seus eventos, conteúdos relevantes e inspiradores para ser transmitido em nossos eventos. Para isso sempre levamos players renomados na indústria de games.

 

Serviço – 16º Encontro Game Developers Brazil

Quando: 26 de setembro de 2018 (19:00 até 22:00)

Onde: Auditório Alura – R. Vergueiro 3185 – 2º Andar · São Paulo

Inscrições: https://www.meetup.com/pt-BR/Game-Developers-Brazil/events/254875562/

Diretor de God of War, Cory Barlog, vem ao Brasil para participar da 11ª edição da Brasil Game Show

Um dos jogos mais bem sucedidos da temporada é God of War e o Brasil é um dos países responsáveis por tamanho sucesso. Nada mais justo que os fãs de Kratos ter a oportunidade de encontrar com um dos responsáveis pelo último título, certo? Pois bem, Cory Barlog, diretor de God of War, é um dos convidados da Brasil Game Show 2018. O diretor irá interagir com fãs e será uma das presenças mais fortes no estande da Sony.

De acordo com a organização da BGS, Barlog vai participar do BGS Talks, revelando detalhes de sua trajetória profissional, além de receber fãs no Meet & Greet Intel, onde atenderá os fãs com fotos e autógrafos, e na God of War Fan Experience, onde participará de uma atividade especial no estande da PlayStation.

“Receber Cory Barlog poucos meses depois do lançamento do novo God of War, um dos títulos de maior sucesso dos últimos anos, é um privilégio para a BGS e para todos os jogadores brasileiros”, afirma Marcelo Tavares, fundador e CEO da Brasil Game Show. “Sem dúvida, Barlog é um dos mais brilhantes diretores de games da história, e estar ao lado dele é uma honra. Além disso, o nome de Cory esteve no topo da lista dos mais pedidos em nossa pesquisa de satisfação de 2017”, completa Tavares.

Cory Barlog será um dos convidados especiais dessa edição: ele vai receber da BGS o prêmio Lifetime Achievement Award e terá as mãos gravadas no Wall of Fame, duas honrarias concedidas apenas a personalidades que contribuíram de maneira significativa para o desenvolvimento da indústria.

 

Além de Cory Barlog, a BGS ainda vai receber vários outros convidados internacionais, como:

 

Shota Nakama, criador da Video Game Orchestra e uma das figuras mais respeitadas da produção musical para videogames

Fumito Ueda, criador dos aclamados jogos Shadow of the Colossus, Ico e The Last Guardian

Charles Martinet, dublador de Mario, famoso personagem da Nintendo;

Nolan Bushnell, criador do Atari

Daniel Pesina, intérprete de diversos personagens icônicos de Mortal Kombat

Horward Scott, desenvolvedor do game E.T. the Extra-Terrestrial

Katsuhiro Harada, diretor de Tekken e de Soul Calibur, ambas importantes séries de jogos de luta

Michiteru Okabe, produtor sênior de Devil May Cry 5

Yoshiaki Hirabayashi, produtor de Resident Evil 2

Rod Fergusson, produtor do aclamado Gears of War

 

Todas as notícias sobre a Brasil Game Show podem ser vistas no site do evento.

 

Serviço – Brasil Game Show 2018

Quando: 10 a 14 de outubro (1º dia exclusivo para imprensa e negócios)

Onde: Expo Center Norte

Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme, São Paulo/SP

Horário: 13h às 21h

 

Museu do Videogame Itinerante traz evento gratuito com Manajj, campeão do CBLOL, neste sábado

O Museu do Videogame Itinerante terá uma novidade para fãs de eSports neste final de semana: o streamer e 1º campeão brasileiro do CBLoL, André “Manajj” Rocha, estará no Shopping Riomar Kennedy neste sábado (22 de setembro) para uma sessão de Meet&Greet. Além do bate-papo sobre sua carreira e o mundo dos profissionais de jogos digitais, ManaJJ participará de uma sessão de fotos com fãs.

As pulseiras para a sessão de fotos foram distribuídas no dia 20 de setembro. Assim como a visita ao Museu, o encontro com Manajj é gratuito e será na Praça de Eventos do Piso L2. A programação contará ainda com a presença dos cosplays Zilean “Lua Sangrenta” do jogo League of Legends, All Might e Katsuki Bakugou, personagens do anime Boku no Hero Academia.

O Museu do Videogame Itinerante segue no RioMar Kennedy até o dia 29 de setembro, funcionando de segunda a sábado das 10h às 21h e aos domingos e feriados das 13h às 20h. A entrada é gratuita.

Para quem não conhece, André ManaJJ é reconhecido mundialmente por ser o primeiro campeão do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLOL). Atualmente ele atua na área de streaming e geração de conteúdo de games. Como pro player, ManaJJ ficou conhecido no cenário profissional por suas boas atuações de Tristana e Corki, personagens do jogo League of Legends.

 

SERVIÇO – Meet&Greet com André ManaJJ

Data: 22 de setembro, sábado

Horário: 18h

Local: Piso L2, Praça de Eventos – RioMar Kennedy (Av. Sargento Hermínio Sampaio, 3100 – Presidente Kennedy)

Entrada gratuita

Mais informações: (85) 3089-0909

Programação

15h – Presença de cosplays

18h – Meet&Greet com André ManaJJ

19h – Sessão de fotos

 

Udemy explica como a gamificação pode ser aplicada na educação e no trabalho

Já falamos várias vezes sobre o conceito de gamificação, hoje vamos falar mais um pouco sobre o conceito. A técnica busca aplicar a lógica da mecânica dos videogames ao campo educacional e empresarial. A ideia é que as habilidades ou disciplinas a serem ensinadas sejam apresentadas como fases a serem superadas, obtendo pontos e até montando tabelas de classificação dos participantes. Algo como transformar o aprendizado em um jogo. A técnica está sendo bastante utilizada por instituições que querem motivar seus funcionários e melhorar resultados.

Uma das empresas que está atenta a essa onda é a Udemy, a plataforma de ensino virtual mais famosa da atualidade, que está utilizando a gamificação para ensinar seus alunos. Basicamente seus métodos de ensino de alguns cursos se baseiam na formação de indivíduos produtivos, brincando com as regras do mundo real, sem a tensão de falhar como no método convencional. Ou seja, é uma situação em que é possível cometer erros para buscar melhorar depois, ao invés da punição de notas reprovadoras.

Tal como num videogame, em que a lógica interna é construída por meio de uma narrativa, que organiza as informações de maneira simples e lógica, a gamificação se baseia em criar uma história envolvente, com problemas objetivos que desafiem as habilidades e perseverança do aluno. O que está em foco é a familiaridade dos alunos com conceitos, habilidades ou histórias para facilitar a introdução ao assunto mais profundo da disciplina e fazê-lo com um interesse maior. É como aprender jogando.

De acordo com a Udemy, a apresentação desse tipo de atividade no processo de aprendizagem não é apenas uma forma de provocar interesse de maneira momentânea, mas também incentiva a continuidade do aprendizado. Quando os dados são recebidos de maneira impessoal e não são imediatamente aplicáveis, os alunos vêem isso como um procedimento que deve ser superado para ser aprovado nas provas ou exames, nada mais.

Deve-se destacar que apesar de ser um método efetivo e mais divertido, a gamificação não substitui o ensino tradicional ou a figura de instrutores e professores. Vamos pensar nela mais como um complemento que está fornecendo ótimos resultados. É uma maneira diferenciada de abordar um conhecimento que se quer aprender sem ter que entrar totalmente em conteúdos que ainda não compreendemos e cuja dificuldade pode gerar apatia.

Essa técnica, além de já ter sido aplicada em escolas com bons resultados e ter revolucionado o aprendizado digital, também chamado de Educação a Distância (EaD) ou e-learning, deve chegar até a formação nas empresas. De acordo com um estudo da Udemy sobre treinamento no ambiente profissional, 3 dos 10 chefes de departamentos de treinamento planejam incorporar essa técnica em programas de treinamento para seus trabalhadores ao longo dos próximos anos.

A Udemy possui quatro cursos para quem quer aprender mais sobre a Gameficação, sendo eles:

 

Curso de Introdução à Gamificação (gratuito)

Curso de Motivação através de jogos

Introdução à Gamificação: Teoria e Aplicações Práticas

Ensinando com Jogos

 

Diversão Offline – Galápagos Jogos revela atrações para evento de boardgame no RJ

O final de semana de 22 e 23 de setembro será especial para os fãs de jogos de tabuleiro do Rio de Janeiro graças ao evento Diversão Offline, evento totalmente dedicado aos board e card games. Uma das empresas que irá participar do evento é a Galápalos Jogos, maior editora de jogos de mesa modernos do país. A editora terá muitas atrações, incluindo a presença de influenciadores, mesas free-play e quiz com premiações exclusivas.

De acordo com a Galápagos, sua lineup para o Diversão Offline conta com mais de 10 anúncios, incluindo o lançamento de Scarabya, um título board game de forte repercussão internacional. A empresa terá uma versão de parede do jogo – imantado e em tamanho gigante – para as pessoas experimentarem.

O título teve pontuação recorde no ranking Geek Buzz, realizado pelo Board Game Geek em 2018. O sucesso se deve ao estilo de jogo: rápido (15-20 minutos), simples, estratégico, divertido e assinado por dois dos maiores designers de jogos da atualidade, Bruno Cathala e Ludovic Maublanc. O jogo, que ainda não havia sido anunciado por aqui, deve chegar pela Galápagos entre o final deste ano e o primeiro trimestre de 2019. O Brasil será o primeiro destino internacional do jogo.

“O nosso propósito é levar uma experiência fantástica para o nosso consumidor, garantindo que os fãs de boardgame tenham acesso aos melhores títulos de mercado. Queremos proporcionar no evento um momento de diversão e ao mesmo tempo boas surpresas”, diz Barbara Reis, diretora de Marketing da Galápagos.

Meet & Play, com Didi Braguinha

Durante o Diversão Offline, a Galápagos terá um espaço todo especial projetada pela LudoTable para a ação “Meet & Greet Play”. Os participantes poderão jogar com o influenciador e fã de boardgames Didi Braguinha, apresentador do podcast de cultura pop Matando Robôs Gigantes, que possui milhares de fãs no Brasil. As vagas são limitadas e os jogadores poderão escolher o jogo de um “menu” oferecido no dia. Todos ganharão brindes e ainda participarão de um sorteio do jogo que será lançado na feira.

 

2×2: Batalha do Boardgame, com Jack Explicador

Outra atração é o youtuber Jack Explicador, do canal MeepleManiacs, que ganhou fama explicando regras e comentando jogos de tabuleiro pela internet. O convidado mediará batalhas entre duplas sobre conhecimentos gerais do universo do boardgame. Com direito a telão e botões de rápida resposta, a atração remonta as clássicas competições de programas de auditório. Todos ganham um prêmio de participação, mas as duplas vencedoras serão presenteadas com brindes adicionais. A que tiver maior pontuação em cada um dos dias do evento leva ainda um cheque de R$ 1.000,00 em compras pelo site da Galápagos. A ação também requer inscrições.

 

Happy Hour Arkham Horror Files

Após o primeiro dia de evento, no sábado (22), a partir das 19h, a Galápagos Jogos realizará um happy hour no espaço recém-inaugurado da loja Game of Boards. O evento terá a temática Arkham Horror Files, que marca o universo de jogos inspirados nos contos de H.P. Lovecraft, como Mansions of Madness, Eldritch Horror e Elder Sign. Além disso, os participantes também poderão experimentar o lançamento da Galápagos no Diversão Offline. A loja fica na Rua Benjamin Constant, 48, no bairro da Glória. Atração sujeita à lotação do espaço.

 

Serviço – Diversão Offline 2018 – Rio de Janeiro

Data: 22 e 23 de setembro

Horário: das 10h às 18h

Local: Centro de Convenções SulAmérica

Endereço: Av. Paulo de Frontin, 1 – Cidade Nova – Rio de Janeiro – RJ

Facebook cria novo programa “Level Up” de streaming de games no Brasil 

A comunidade de jogadores do Brasil é bastante ativa e unida através do Facebook. Ciente de que o publico pode esta crescendo e é bastante antenado às novidades, o Facebook decidiu cria o Programa Level Up, que visa incentivar a comunidade a conectar e compartilhar experiências online. A ideia basica é ajudar criadores iniciantes a começar sua comunidade de livestreaming no Facebook. 

Tal como acontece em outros veículos de streaming, o Facebook vai permitir que os produtores de conteúdo ganhem dinheiro por meio do Facebook Stars, um recurso que possibilita aos fãs uma maneira simples de oferecer suporte a seus gamers favoritos, adquirindo produtos virtuais durante as transmissões ao vivo. 

O Facebook Stars funciona da seguinte maneira: os fãs podem selecionar o número de estrelas que gostariam de enviar a um gamer e concluir o processo por meio de suas contas do Facebook, da App Store ou da Play Store. Os criadores poderão acompanhar quantas estrelas eles receberam por meio do Streamer Dashboard

De acordo com o Facebook, durante a fase de testes os espectadores podem enviar e receber Stars gratuitamente enquanto assistem aos seus criadores de Level Up favoritos. A ideia é mostrar como será a interação entre produtores de conteúdos e espectadores. Vale dizer que os streamers podem realizar livestreaming com alta definição (1080p / 60fps). 

“Estamos trabalhando para construir um ecossistema de gaming no Facebook, onde criadores de todos os tipos podem prosperar”, explica o gerente de parcerias do Facebook para Gaming em EMEA e LATAM, Pedro Rodrigues. “O Facebook já trabalha em parceria com alguns dos criadores de maior sucesso no Brasil. O país tem uma comunidade de gaming apaixonada e estamos abrindo as portas para futuros criadores — nosso programa Level Up ajudará esses novos streamers a construir e fortalecer suas audiências de forma interativa.” 

No início deste ano, o Brasil tornou-se o segundo país do mundo a receber o Facebook Gaming Creator Pilot Program, uma iniciativa focada em ajudar gamers já estabelecidos a criar e engajar suas comunidades na plataforma. Desde o início do programa em abril, criadores parceiros como Isis Vasconcellos, PlayHard, Davy Jones, e Diana Zambrozuski puderam observar um crescimento em suas Páginas em uma média de 300.000 seguidores com o streaming de jogos como Fortnite, Free Fire, GTA e League of Legends. 

Os interessados em se inscrever podem visitar a página do programa Level Up. Os criadores também podem verificar sua própria elegibilidade.