Todos os post de Luiz Silva

Luiz Silva, jornalista de games formado pela Universidade Paulista. Já escreveu para as revistas da Tambor Digital (EGW, Gameworld), para o site Player 2 entre outras coisas. "Sou um entusiasta por videogames, apesar de jovem já tive até um Atari, minha série favorita é Silent Hill".

Documentário da Crua Produções vai mostrar bastidores da cena indie no Brasil

Quem não se recorda do documentário Indie Game: The Movie? Pois bem, chegou a vez de um grupo de cineastas criar uma versão nacional, mostrando os bastidores de empresas de desenvolvimento da games independentes do Brasil. A ideia é da Crua Produções  e vai abordar como tema o processo, a rotina, as dificuldades, e as conquistas de quatro empresas de jogos independentes, sendo uma empresa de Santa Catarina (Cat Nigiri), uma de Minas Gerais (GILP) e duas de São Paulo (Kinship e Sinergia). Além disso, haverá um trecho todo especial mostrando as empresas durante a BGS 2017.

O documentário já possui dois trailers lançados e são separados por “levels”. O Level 1 mostra um pouco sobre como foram as gravações com a Cat Nigiri, em Santa Catarina. E o Level 2 mostra sobre como foram as gravações com GILP, em Minas Gerais. Ambos já estão disponíveis no canal do youtube, e o restante será liberado durante os próximos três meses.

Para quem não conhece, a Crua Produções é uma produtora acadêmica independente e sem fins lucrativos criada em 2015 por alunos da Universidade Anhembi Morumbi, tendo seu primeiro projeto, o curta metragem “João 11:25”, lançado em junho de 2016 e o seu segundo projeto lançado em maio de 2017, o longa-metragem documental “A Imagem da Música: Os anos de influencia da MTV Brasil”, o qual alcançou mais de 16 mil visualizações no youtube, virando notícia em diversos veículos da internet.

Se você curte o trabalho de produtores independentes, assim como nós, fique ligado nas novidades deste projeto. De acordo com a Crua Produções, a ideia é lançar o documentário em janeiro de 2018. Já que as gravações vão ser encerradas durante a BGS, se você estiver pelo evento, quem sabe não vai aparecer no documentário?

Abaixo você confere o primeiro trailer do projeto que vai mostrar a cena indie no Brasil:

Após sucesso da primeira temporada, Ubisoft anuncia segundo split do Brasileirão Rainbow Six 2017

Após o grande sucesso do Brasileirão Rainbow Six 2017, a Ubisoft acaba de anunciar a segunda temporada do ambicioso torneio. Na primeira temporada a equipe Black Dragons tornou-se campeão em uma disputa que contou com mais de 1,6 milhões de espectadores. A expectativa é que a segunda temporada seja ainda mais disputada e atraia mais espectadores. A segunda temporada do torneio terá início neste domingo (24), e será disputada de forma presencial. As partidas serão realizadas em um estúdio localizado em São Paulo (SP).

O torneio reunirá oito das principais equipes do cenário brasileiro: Black Dragons, BRK E-Sports, paiN Gaming, INTZ e-Sport Club , Team Fontt, NOX Gaming, Encore eSports e Merciless Gaming. Estreante no torneio, a Encore eSports ficou com a vaga que pertencia à Operation Kino na primeira edição.

A fórmula de disputa segue a mesma, ou seja, a competição será dividida em dois grupos, com quatro equipes cada. Os times se enfrentarão em partidas únicas em melhor de três mapas. As duas equipes com maiores pontuações em cada grupo se classificarão para as semifinais. Na fase de grupos, a vitória por 2 a 0 valerá três pontos, enquanto o triunfo por 2 a 1 dará dois pontos ao vencedor.

Nas semifinais, os quatro finalistas lutam para chegar à decisão do torneio. Todas as partidas serão disputadas em “Melhor de 3”, exceto a final, que terá o formato “Melhor de 5”. O campeão do Brasileirão Rainbow Six ficará com o cobiçado Troféu Elite Six, atualmente em posse da Black Dragons.

“O grande público e o crescente engajamento dos fãs do cenário mostram que estamos no caminho certo. A primeira temporada do Brasileirão Rainbow Six foi um sucesso. O jogo está cada dia mais consolidado, e a continuação de um torneio como esse mostra que o circuito é muito promissor. Seguimos com bons resultados fora do país, e, com um calendário forte, temos tudo para atingirmos o título mundial”, afirmou Bertrand Chaverot, diretor da Ubisoft para América Latina.

Nesta temporada, o público poderá acompanhar a transmissão dos jogos ao vivo, sempre aos domingos, a partir das 14h, com narração em português, nos canais da Ubisoft eSports no Twitch e no YouTube. Na abertura do torneio, neste domingo (26), a BRK e-Sports, atual vice-campeã, enfrentará a Team Fontt, às 14h, em grande clássico do cenário. Na sequência, a Encore eSports duelará contra a Merciless Gaming.

Veja o trailer oficial da competição abaixo:

Diretor da Hoplon ministra palestra sobre arte de Heavy Metal Machines em universidade gaúcha

Se você é gaúcho e quer receber dicas valiosas sobre arte em jogos eletrônicos, a dica é a palestra apresentada por Paulo Ítalo Medeiros, diretor de arte da Hoplon Infotainment (Heavy Metal Machines, Taikodom, Apocalypse Party’s Over). Ele irá ministrar uma palestra com o tema “Trabalhando com arte para games e o desenvolvimento de Heavy Metal Machines” na Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões – campus de Frederico Westphalen-RS.

Na palestra, Medeiros contará um pouco da história da Hoplon, uma das mais importantes desenvolvedoras e publicadoras de jogos do Brasil, apresentará Heavy Metal Machines – game multiplayer online de batalha veicular free-to-play que já está disponível em beta aberto no Steam –, abordará as etapas do desenvolvimento de um game e os trabalhos realizados pela criação, design e arte, e falará sobre as oportunidades e opções de carreira na área.

“Muitas pessoas gostam de jogar, mas nem todas conhecem os processos de desenvolvimento de um game e as oportunidades profissionais que essa indústria oferece”, diz Medeiros. “Estou entusiasmado em poder mostrar todas essas possibilidades e apresentar nosso trabalho para os alunos de uma das mais importantes universidades da região noroeste do Rio Grande do Sul”.

Para quem não conhece, Paulo Ítalo é especialista em design conceitual, modelagem 3D e animação, é diretor de arte da Hoplon, onde gerencia uma equipe de 13 game artists responsáveis pela arte do game Heavy Metal Machines. Antes de passar pela Hoplon, Paulo trabalhou nas poderosas Ubisoft, SouthLogic e na Lunart.

Serviço: Palestra – Trabalhando com arte para games e o desenvolvimento de Heavy Metal Machines

Quando: 25 de setembro

Hora: 19h

Local: Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões – campus de Frederico Westphalen-RS

Palestrante: Paulo Ítalo Medeiros

Rogue Snail revela primeiro gameplay de Relic Hunters Legend

O time de desenvolvedores da Rogue Snail já é conhecida do público brasileiro graças ao ótimo Chroma Squad e ao shooter Relic Hunters Zero. Pois é, os desenvolvedores já mostraram que têm potencial e isso deve se provar mais uma vez com o lançamento de Relic Hunters Legend, sucessor direto do jogo mencionado. O primeiro game da franquia Relic Hunters ficou disponível no Steam gratuitamente e tinha o código fonte aberto, o que serviu para atrair mais de 1 milhão de jogadores.

Os produtores lançaram recentemente o trailer de Relic Hunters Legend e serviu para mostrar o que os jogadores podem esperar da nova aventura: um incrível RPG com ambientes 3D, maior variedade de armas, mais patos espaciais para atirar e uma história nova e totalmente imersiva. “É como se Destiny e Enter The Gungeon se fundissem em um jogo único!”, diz o lançamento do trailer.

De acordo com os produtores, o título terá um modo cooperativo online para até 4 jogadores e manterá a perspectiva isométrica que foi bastante elogiada no original. A história deve brincar com paradigmas de viagem no tempo  e a amizade entre os protagonistas. A melhor parte: o jogo será gratuito, para sempre.

Além do trailer, a Rogue Snail também está lançando uma série em quadrinhos dividida em três partes, que serão reveladas semanalmente, até o lançamento da campanha de financiamento coletivo no Kickstarter, no dia 5 de outubro de 2017. A produtora está preparando um beta fechado, em 2018, e uma versão completa do jogo para PC e outras plataformas, prevista para 2019. Sim, vai demorar um bocado.

Além disso, novos jogadores que se inscreverem para receber novidades sobre o jogo receberão gratuitamente a mini trilha sonora de Relic Hunters Legend. Para mais detalhes, acesse o site do game.

Abaixo tem o trailer de Relic Hunters Legend:

Museu do Videogame Itinerante terá concurso cosplay

No próximo final de semana o Museu do Videogame Itinerante no RioMar Kennedy vai receber uma série de campeonatos e atrações divertidas. Uma das atrações mais esperadas será o Campeonato de Cosplays na categoria desfile. Os três melhores colocados no torneio levarão prêmios, o que deve elevar o nível de disputa dos participantes.

O campeonato ocorre no sábado, 23 de setembro, a partir das 17h. As inscrições são gratuitas e seguem até o dia 21 de setembro, das 10h às 21h, na loja CVC RioMar Kennedy, no Piso L1, e são limitadas a 50 vagas. O regulamento completo está disponível no site do RioMar Kennedy.

Outro torneio que vai animar os visitantes do Museu do Videogame Itinerante será o Campeonato de Just Dance que ocorrerá no domingo, 24 de setembro, a partir das 17h. As inscrições serão realizadas no Piso L1, ao lado do palco Just Dance.

O Cosplay é uma atividade em que as pessoas se caracterizam e interpretam seus personagens preferidos de jogos digitais, séries, filmes, dentre outros. Os finalistas serão escolhidos por uma comissão julgadora convidada pela curadoria da exposição e os três melhores receberão premiação.

O Museu do Videogame Itinerante tem entrada gratuita e segue até o dia 24 de setembro, com funcionamento de segunda a sábado, das 10h às 21h, e aos domingos, das 14h às 20h, na Praça Central de Eventos, no Piso L1.

 

Serviço – Campeonatos de Cosplays e Just Dance – Museu do Videogame Itinerante

Data: 23 e 24 de setembro (sábado e domingo)

Horário: a partir das 17h

Local: Praça Central de Eventos do Piso L1 – RioMar Kennedy (Av. Sargento Hermínio Sampaio, 3100 – Presidente Kennedy)

Entrada Gratuita

NorteShopping recebe evento de 30 anos da Tectoy com videogames clássicos

A Tectoy está completando 30 anos de vida, período em que a empresa tornou-se bastante amada pelo público gamer brasileiro graças à mítica parceria com a SEGA. Para comemorar, a Tectoy realizará um evento dedicado aos retrogamers, reunindo os produtos e consoles que fizeram sucesso nos anos 80 e 90. Entre as plataformas, os visitantes do evento poderão se divertir com clássicos do ATARI, Master System e Mega Drive.

O evento fica estacionado no NorteShopping, no RJ, entre os dias 13 de setembro a 8 de outubro e conta com parceria da Truque Produções. De acordo com os organizadores, serão montadas ilhas de jogos onde os fãs dos famosos consoles, e os curiosos dos games, poderão se divertir e relembrar a infância. Além disso, o evento premiará três jogadores da temporada com seus consoles favoritos através de cupons numerados.

“A Tectoy não poderia comemorar está importante data sem proporcionar essa experiência nostálgica novamente“, explica Victor Raful Head de E-commerce e Marketing da Tectoy.

A ação vai contar também com a parceria da AOC, que irá disponibilizar todas as TVs do Game Point. A parceria com AOC visa oferecer aos jogadores a melhor experiência com os jogos retrô. Para jogar e participar da competição será cobrada uma taxa de R$ 10, período de meia hora.

Vale destacar que recentemente a Tectoy entrou de cabeça na onda de relançamento de consoles retrô. As novas versões do Mega Drive e do Atari já podem ser obtidos no site da empresa. Além disso, a companhia lançou também o brinquedo eletrônico Pense Bem, que já foi um grande sucesso nos anos 90.

Serviço: Evento de 30 anos da Tectoy

Local: NorteShopping

Data: 13 de setembro a 8 de outubro de 10h às 22h

Classificação: Livre (ATARI e MASTER) e 12 anos (MEGA DRIVE)

Ingresso: R$ 10 (meia hora)

Especialista em storytelling para games estará no Mediamorfosis 2017

Uma das etapas mais sensíveis durante o desenvolvimento de um game é a roteirização. Não adianta muito ter uma mecânica bacana se a história for pobre. E é esse um dos temas abordados durante o Mediamorfosis Brasil 2017. Uma das referências em storytelling em games é o americano Nick Fortugno, o cara por trás de Diner Dash e vários projetos da produtora indie Playmatics e Gamelab.

O americano é presença confirmada na segunda edição do Mediamorfosis Brasil, evento que acontece nos dias 15 e 16 de setembro em São Paulo, com debates sobre a tecnologia e seus reflexos na forma como produzimos e consumimos conteúdo. A edição brasileira do evento é uma realização do Brazilian Content, programa de exportação da Brasil Audiovisual Independente (BRAVI) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Fortugno dedica-se atualmente à Playmatics, empresa com foco no desenvolvimento de games, experiências de usuário e aplicativos para redes sociais e plataformas conectadas à Internet. Ele também leciona design de games e narrativas interativas na Parsons The New School of Design. O game designer é cofundador do festival Come Out and Play, que acontece em Nova York e São Francisco desde 2006, com a proposta de transformar as cidades em playgrounds gigantes e proporcionar experiências públicas com o universo dos games.

Além de Fortugno, o Mediamorfosis também conta com uma galeria estrelada de convidados, como Christian Bennett, editor executivo de jornalismo visual no theguardian.com; Hal Kirkland, diretor de VR, e as norueguesas Julie Andem e Mari Magnus, responsáveis pela série “Skam”. Exibida pela NRK, canal público da Noruega, a atração mistura ficção e realidade nas redes e tem sido aclamada mundo afora pela inovação em linguagem.

Serviço – Mediamorfosis Brasil 2017

15 e 16 de setembro, das 10h às 18h

Unibes Cultural – Rua Oscar Freire, 2.500, São Paulo

Universidades disputam prêmio de R$ 20 mil em Liga Universitária de League of Legends

League of Legends não para de fazer história: no próximo sábado (09) começa a Liga Universitária Global Games de League of Legends – o maior torneio universitário de LoL do país. Nesta edição, 72 universidades de norte a sul do Brasil confirmaram presença na disputa, que irá distribuir mais de R$ 20.000,00 em premiação, além de uma série de benefícios para os alunos e atletas participantes.

Esta é a segunda edição do evento, que surgiu em 2016, já com o apoio oficial da Riot Games. No ano passado, a Global Games realizou um estágio de testes com 4 equipes, para entender a aceitação do formato no mercado e por parte da comunidade gamer. Na ocasião, a Universidade Presbiteriana Mackenzie não tomou conhecimento dos adversários, levou a premiação para casa, mas deixou a taça na sala da reitoria da faculdade.

“Para a Liga Universitária Global Games, 2016 foi um ano de testes que resultou em muitas conquistas! Foi a primeira vez que vimos um torneio universitário acontecendo de forma organizada no Brasil, e, justamente por isso, já sabíamos que teríamos um longo caminho pela frente. Esse ano, 72 universidades participando oficialmente da liga nesta temporada é consequência de um trabalho sério que vem sendo realizado. Não poderíamos estar mais contentes com os resultados!”, comemora Décio Sanford, CEO da Global Games.

Um dos principais diferenciais da Liga Universitária de League of Legends é o foco no desenvolvimento das equipes. Torneios com um alto número de participantes, por uma questão de praticidade, costumam utilizar o formato de eliminação dupla, para dar agilidade à competição. A Global Games optou pelo caminho inverso.

“Confirmar a participação oficial de uma universidade é um processo bastante trabalhoso e burocrático, ainda mais em um cenário novo como o nosso. Para nós, não faz sentido nos reunirmos com uma faculdade por 06 meses até encontrarmos uma equipe para representá-la, só para ver esta mesma equipe ser eliminada em um final de semana. Acreditamos que, assim como no meio acadêmico, dentro do jogo os alunos (ou atletas!) precisam de tempo para desenvolver habilidades, aptidão e trabalho em equipe. Um formato de torneio mais longo permite que eles pratiquem e busquem a evolução, individual e como equipe”, justifica Philipp Kerber, Diretor de Operações da Global Games.

Partidas serão transmitidas ao vivo no canal do Esporte Interativo

Uma das maiores novidades desta edição é que a partir das oitavas-de-final, todas as partidas serão transmitidas ao vivo nos canais digitais do Esporte Interativo. A fase de grupos da Liga Universitária Global Games começa no próximo dia 09. Em novembro, começa a segunda-fase, com transmissão ao vivo. Para ficar por dentro de todas as novidades, basta ficar de olho na página do Facebook da GG.

League of Legends é um fenômeno mundial, e a cada dia que passa ganha mais visibilidade, seja nos canais digitais ou na televisão. Hoje, estamos muito contentes em anunciar uma importantíssima parceria com o Esporte Interativo, que irá transmitir todo o playoffs da liga em tempo real, para todo o Brasil “, explica Jota Junior, Diretor de Marketing da Global Games.

Game Nacional: Startup inova ao apoiar games nacionais independentes

Você já conhece a Game Nacional, a start up dedicada a apoiar os jogos nacionais? Lançada no final de 2016, em São Lourenço no sul de Minas Gerais, a Game Nacional, é a primeira plataforma brasileira a atuar na promoção dos trabalhos de desenvolvedores indie de jogos digitais brasileiros, dando suporte desde a venda e compra de cotas em seus projetos – que podem estar em estágio de desenvolvimento ou já finalizados.

A start up é extremamente benéfica com os desenvolvedoras, pois além de selecionar, ainda fazem trabalhos de advisor, apresentando os games para veículos especializados e investidores em potencial. Para o desenvolvimento deste trabalho, a startup conta com parceiros de peso, a BGC (Brasil Game Cup) e a BGS (Brasil Game Show), que disponibilizam stands para a apresentação dos jogos eletrônicos.

“Exibimos os games em eventos e festivais, apresentamos para investidores, orientamos sobre a gestão das redes sociais, fornecemos tradutores para dar uma nova perspectiva de distribuição, oferecemos sonoplastia e suporte no relacionamento com a imprensa e influenciadores. Enfim, criamos toda base para levar o game a um novo nível, podendo alcançar outras plataformas antes não vislumbradas como o Xbox, Playstation ou AppStore. Tudo isso com a curadoria de consultores experientes no mercado”, explica Adriano Reis, fundador da plataforma que atualmente conta no portfólio com seis jogos, dos quais três já receberam investimento.

A plataforma já conquistou aporte para três jogos, e um deles está sendo atualizado para o lançamento até o final do ano. O Restless (um game 3D de ação com uma pegada de terror em terceira pessoa com puzzles); O DarkElf, um RPG 2D de ação com um visual vivo e um enredo dinâmico , e o game do Sansão, ação e aventura com gráficos incríveis, tendo sua história adaptada da Bíblia, também receberam aporte e estão investindo em melhorias para serem lançados a partir do segundo semestre desse ano.

Novo clipe de Low Roar é inspirado no jogo Death Stranding de Hideo Kojima

O jogo Death Stranding ainda nao lancou, mas certamente podemos dizer qhe ja é um dos titulos mais aguardados da proxima temporada. Afinal, o projeto é fruto da parceria entre Hideo Kojima, Guilhermo Del Toro e Norman Reedus. A expectativa é tanta que o cantor indie americano Ryan Karazija buscou inspiração no jogo para a concepção de seu novo clipe “Give me and Answer“.

A lenda dos games, Hideo Kojima, responsável por sucessos como Metal Gear, ouviu o álbum “0”, de Low Roar (o projeto de Ryan), tocando em uma loja de discos em Reykjavik, na Islândia. Logo as canções “I’ll keep coming” e “Easy way out” se tornaram trilha para os trailers de Death Stranding. A história de Ryan com o video game se tornou o ponto de partida para o diretor Dylan Marko Bell, que leva o espectador por estradas e quartos de hotel misteriosos, seguindo algumas pistas já entregues pelos trailers que antecipam o aguardado jogo.

“Ao conhecer sobre o passado da banda, pensei que seria divertido criar um mundo onde certos fãs pudessem entrar fisicamente no jogo antes de seu lançamento. Isso abriu a porta para questões que criaram a narrativa que você vê no vídeo. O que é o carro que te leva até lá? Quem está dirigindo? Qual o número do quarto de hotel? Como é a máquina e o processo de transferência? O que acontece se um participante não espera sua vez? O gênero da música e da narrativa são o que me excitam criativamente e eu sinto uma fagulha se acender quando uma música assim aparece”, declarou o diretor à Paper Mag, onde o clipe estreou.

Give me an answer” é o segundo single de “Once in a long, long while…”, distribuído na América Latina pelo selo mexicano Pedro Y El Lobo. O primeiro vídeo para o álbum (da canção “Bones”) também mostrou a forte conexão entre a música sensorial e a imagética de Low Roar. Ryan Karazija é um americano da Califórnia, filho de uma mexicana com um lituano, atualmente radicado na Polônia. Essa diversidade de culturas, línguas e influências enriquece o trabalho do compositor. O novo álbum é seu terceiro lançamento de estúdio e sucessor de um EP e de um disco ao vivo, lançados em 2015.

Abaixo tem o trailer de Give me na Answer: