Todos os post de Dolemes

David de Oliveira Lemes | @dolemes | Editor do GameReporter e do GameOZ. Professor da PUC-SP e consultor na área de educação e tecnologia.

Cinco passos para ser um desenvolvedor indie de sucesso

É comum que muitas pessoas que são “viciadas em videogame” já tiveram, em algum momento da vida, vontade de desenvolver seu próprio jogo. Com o avanço da tecnologia, fazer seus próprios games está se tornando cada vez mais fácil e acessível, e você pode desenvolver aventuras incríveis na sua casa.

No entanto, desenvolver é bem diferente de jogar, já que este último pode representar apenas uma “diversão sem compromisso”, enquanto o desenvolvimento demanda tempo, esforço, ideias, e muita energia criativa.

É trabalhoso, muitas ideias que parecem ótimas não funcionam na prática, o que pode levar a frustrações; há a escassez de recursos; a ausência de habilidades em uma determinada área, que pode ser um impeditivo; além de que um desenvolvedor indie, geralmente, tem pouco (ou nenhum) dinheiro para investir em seu projeto. No entanto, mesmo com tantos obstáculos, é capaz do resultado final te dar a satisfação que você planejava desde o início.

Caso você tenha o sonho de desenvolver seu próprio jogo, nós selecionamos aqui cinco passos para você iniciar sua carreira com algum parâmetro para ser bem sucedido. Confira!

1 – Inove, mas com cuidado

Os desenvolvedores de jogos indies têm mais liberdade criativa quando comparado aos jogos mainstreams, até mesmo porque  é a criatividade e a inovação que dará o diferencial para o seu game. No entanto, tome cuidado para não exagerar e “reinventar a roda” e fazer algo completamente desinteressante somente em nome da inovação.

A grande sacada é pegar um estilo que já existe e que as pessoas já conheçam, porém fazendo de modo completamente inédito. Um bom exemplo é o jogo Undertale, que usa o sistema de RPG tradicional, com batalhas em turnos, mapas, coleta e compra de itens, porém inova ao não ser necessário lutar contra ninguém, você pode resolver tudo na base da conversa, além de ter um roteiro inovador.

O diferencial pode ser em uma arte que ninguém explorou ainda, um sistema na jogabilidade que até então ninguém teve a ideia. Seu mantra será: qual o diferencial do meu jogo indie?

2 – Tenha metas realistas

Evidente que todos os desenvolvedores indies querem que seu game seja bem sucedido e se torne um hit mundial. No entanto, a quantidade de games que conseguem uma grande projeção é bem reduzida, sendo tão raro quanto ganhar na Mega Sena, e é importante que a pessoa tenha o “pé no chão” e pense no retorno sobre investimento de modo realista.

Defina objetivos, considere suas possibilidades e a da equipe que trabalha contigo (se tiver uma equipe), seu tempo disponível. Quanto mais bem planejado, melhor. É importante você ter metas, como uma quantidade “X” de jogos que serão distribuídos. No entanto, se preocupe mais com a qualidade de seu título. Se o seu game for divertido, mesmo que ele tenha poucos recursos, ele tem tudo para alcançar o estrelato.

3 – Utilize mecanismos  já disponíveis

Hoje em dia é possível baixar as engines pela internet, muitas delas até gratuitas, sendo que as mais populares são a Unreal Engine 4, Unity, CryEngine e Lumberyard. No entanto, é importante definir que tipo de jogo você quer e quais as suas habilidades com as ferramentas.

Caso você queira fazer um RPG, por exemplo, uma engine bastante conhecida é o Rpg Maker, que já rendeu diversos jogos bem sucedidos como é o caso de To The Moon. O Game Maker já rendeu o Undertale citado anteriormente. O já famoso Araní, jogo sobre uma índia que enfrenta inimigos mitológicos, por exemplo, é feito com Unreal Engine.

4 – Estude!

A fórmula que vale para todos os pontos da nossa vida também é importante para o desenvolvimento de jogos independentes. Atualmente há diversos cursos de games onlines, tanto gratuitos quanto pagos, além de que o próprio YouTube tem uma série de tutoriais que ensinam a você mexer nas engines, te dão dicas etc. Basta ter vontade de aprender.

Caso queira se aprofundar mais ainda, há diversas instituições que oferecem graduações em jogos digitais. Por fim, vale a velha recomendação: “fuce” o programa para desenvolver suas habilidades.

5 – Persistência

Já diria Henry Ford “Pessoas não fracassam, elas desistem”, e isso vale para todos os pontos da vida, incluindo o desenvolvimento de jogos indies. Nós não lutamos “para dar certo”, ficamos na guerra “até dar certo”.

Se não deu certo de um jeito, tente de outro; se o primeiro game fracassou, comece novamente. Se o seu jogo não está do jeito que você quer, procure fazer diferente. Se ao longo do desenvolvimento, um membro da equipe foi embora, procure outro, ou comece a estudar você mesmo para substituí-lo.

As pessoas erram, e os erros fazem parte do processo de desenvolvimento. O objetivo é aprender com eles. Ame o que você faz. Essa é a energia que te dará “mana infinita” para o desenvolvimento de seus games.

Você sabe identificar um email falso?

Nos dias que atuais, são muitos os ataques virtuais que são desencadeados através do recebimento de um email falso. Contudo, a verdade é que a grande maioria das pessoas abre um email sem olhar para o remetente, de forma a analisar se existe ou não algo duvidoso nesse email.

Assim, estes ataques (denominados de phishing) já são realizados tendo por base a premissa que a grande maioria das pessoas irá abrir o email sem ver se o mesmo tem ou não algo de suspeito (e se você gere uma loja virtual, ainda mais probabilidade tem de abrir um email sem ver o que o mesmo contém).

Hoje vamos dar algumas dicas que vão ajudar a perceber como é que se parece um email falso. Saiba tudo a seguir.

Quatro dicas para reconhecer um email falso

A fraude online é cada vez mais comum e as técnicas para a criação de mensagens e sites enganosos estão cada vez mais sofisticadas. Assim sendo, saber como se proteger contra essas fraudes virtuais é importante de forma a não ter problemas no futuro.

Tenha em conta que este tipo de mensagem aponta na grande maioria das vezes para sites falsos ou páginas com miniaturas de fotos. Em todos os casos, tratam-se de arquivos maliciosos que recolhem informações importantes do seu computador e que podem depois ser utilizados contra si.

Desta forma, tenha em mente as seguintes questões que vão ajudá-lo a identificar um email falso.

1 – Recorram a engenharia social

Normalmente a mensagem associada a um email falso apela à autoridade, atribuindo o alerta a algum órgão de pesquisa (como é o caso das finanças ou segurança social), e os textos são incoerentes ou com assuntos que chamam a atenção.

2 – O email de origem é estranho

Por norma, as mensagens apresentadas têm o objetivo de parecer terem sido originadas pela entidade em questão (é comum receber por exemplo um email a dizer que tem de renovar ou comprar domínio novamente).

Contudo, a maior parte das vezes os emails de origem além de serem diferentes do normal, podem ter um ou outro caracter que não é comum, por isso, estar atento é meio caminho andado para não ter problemas no futuro.

3 – Solicitam que execute um software

É comum que esses softwares estejam hospedados em serviços de hospedagem gratuitos, o que ocorre com grande facilidade dada a grande disponibilidade deste tipo de serviço.

Desta forma, sempre que receber um email desconhecido que peça para fazer download e executar um ficheiro, apague logo o mesmo.

4 – Solicitam dados sensíveis

Outra da forma de perceber um email falso é que é comum que sejam solicitados dados sensíveis, tais como senhas pessoais e dados financeiros. Para aumentar o número de respostas, os criminosos tentam criar um senso de urgência para que as pessoas respondam imediatamente, sem pensar.

Normalmente, os emails falsos não são personalizados, enquanto as mensagens válidas de seu banco ou empresa de comércio eletrônico são.

Agora que já sabe 4 formas de perceber quando é que é um email falso, está na altura de ter algum cuidado com essa questão, para não cometer nenhum erro que possa comprometer o seu negócio.

Quais são os 10 jogos do PlayStation 4 mais bem avaliados pelos fãs?

Em muitos sites de jogos, os usuários podem postar suas análises sobre eles, classificando-os com uma nota. O GameFaqs, site de dicas sobre jogos, é provavelmente o mais completo da categoria. Nele, é possível ver quais são os jogos mais bem avaliados pelos usuários do site, de acordo com uma média da nota recebida pelos mesmos. De acordo com o GameFaqs, quais são os 10 jogos do PlayStation 4 mais bem avaliados pelos fãs?

10 – NieR: Automata (Platinum Games / Square Enix)

NieR: Automata é um RPG de ação lançado em 2017, sendo a sequência de Nier, de 2010, que era um spin-off da série Drakengard. Ambientado no meio de uma guerra entre máquinas criadas por invasores de outro mundo e os remanescentes da humanidade, a história segue as batalhas de uma androide de combate, seu companheiro e um protótipo fugitivo. A jogabilidade combina elementos de RPG com combate baseado em ação. O jogo obteve a média de 4.44/5 no GameFaqs.

9 – Disgaea 5: Alliance of Vengeance (Nippon Ichi Software / NIS America)

Disgaea 5: Alliance of Vengeance foi lançado em 2015 e é o sexto jogo da série Disgaea. A história central do jogo é centrada na ideia de vingança. O imperador maligno Void Dark devasta numerosos submundos após chegar ao poder, com a ajuda de um exército de mais de um milhão de soldados conhecidos como “The Lost”. Após isso, os suseranos nos submundos sob controle de Dark Void tentar se levantar e se vingar. O jogo obteve a média de 4.45/5 no GameFaqs.

8 – The Witcher 3: Wild Hunt (CD Projekt Red Studio / Warner Bros.)

The Witcher 3: Wild Hunt é um RPG de ação lançado em 2015. Baseado numa série de livros do mesmo nome, ele é a sequência de The Witcher 2: Assassins of Kings, de 2011. Jogado em um mundo aberto, os jogadores controlam o protagonista Geralt of Rivia, um caçador de monstros conhecidos como um “Witcher”, que está procurando por sua filha adotiva perdida. Os jogadores enfrentam os muitos perigos do jogo com armas e magias, e interagem com NPCs e completam a história principal e quests opcionais para ganhar experiência e dinheiro, que são usados para melhores as habilidades de Geralt e comprar equipamentos. A história central tem vários finais, determinados pelas escolhas do jogador em certos pontos do jogo. O jogo obteve a média de 4.46/5 no GameFaqs.

7 – Shovel Knight: Specter of Torment (Yacht Club Games)

Shovel Knight é um jogo de plataforma 2D, sendo o primeiro jogo do estúdio Yacht Club Games. Após uma campanha de sucesso no Kickstarter, o jogo foi lançado inicialmente em 2014 para diversas plataformas, ganhando mais versões posteriormente. Sua jogabilidade e gráficos são inspirados em jogos de plataforma desenvolvidos para o Nintendo 8bits. O jogo recebeu muitos elogios da crítica e ganhou vários prêmios. O jogo obteve a média de 4.46/5 no GameFaqs.

6 – Bloodborne (From Software / SCEA)

Bloodborne é um RPG de ação lançado em 2015. A história fala sobre o personagem principal, o Caçador (“Hunter”), através da decrépita cidade gótica inspirada na era vitoriana de Yharnam, cujos habitantes foram afligidos por uma doença anormal transmitida pelo sangue. Ao acordar lá na noite da Caçada, o jogador é introduzido à força nos ranks dos Caçadores e enigmaticamente mandam que ele “procure Paleblood”. Eles começam a desvendar os mistérios intrigantes da cidade enquanto matam seus muitos animais aterrorizantes, eventualmente tentando destruir a fonte da praga e escapar do pesadelo. O jogo obteve a média de 4.46/5 no GameFaqs.

5 – Monster Hunter: World (Capcom)

Monster Hunter: World é um RPG de ação lançado em 2018. Nele, o jogador assume o papel de um Caçador, que tem a rarefa de caçar e matar ou aprisionar monstros que vagam por vários espaços ambientais. Se ele tiver sucesso, o jogador é recompensado com diversas coisas, como partes do monstro e outros elementos usados para forjar armas e armaduras. O maior atrativo é forjar equipamentos apropriados para caçar monstros mais difíceis, que lhe darão partes para forjar equipamentos mais poderosos. Os jogadores podem caçar sozinhos ou em grupos de até 4 pessoas online. Em poucas semanas de lançamento, o jogo se tornar o jogo de vendagem mais rápida da história da Capcom, e com o tempo se tornou seu jogo mais vendido, com mais de 7 milhões de unidades vendias em menos de 2 meses. O jogo obteve a média de 4.46/5 no GameFaqs.

4 – The Last of Us Remastered (Naughty Dog / SCEA)

The Last of Us Remastered é um jogo de horror de sobrevivência, lançado originalmente em 2013 para o PlayStation 3. Além de algumas adições à jogabilidade, o jogo conta com gráficos melhores e melhorias como uma distância de vista do cenário maior, mecânicas de combate melhorados e uma taxa de quadros por segundo maior. O jogo se passa 20 anos após um surto causado por um fungo que destruiu boa parte da civilização. O jogador controla Joel, que tem o papel de escoltar Ellie pelos Estados Unidos em um período pós-apocalíptico, numa tentativa de curar a infecção, à qual Ellie é imune. O jogo recebeu diversos elogios da crítica, elogiando as melhorias gráficas e adições. Ele também se tornou um sucesso comercial, vendendo mais de 1 milhão de unidades no primeiro mês. O jogo obteve a média de 4.47/5 no GameFaqs.

3 – Yakuza 0 (Ryu ga Gotoku Studio / SEGA)

Yakuza 0 é um jogo de ação e aventura desenvolvido e publicado pela SEGA, com a história se passando antes do primeiro jogo da série Yakuza, lançado em 2017. O jogo se passa em 1988 em Kamurocho, uma representação fictícia da cidade de Kabukicho, em Tóquio; e Sotenbori, uma recriação da cidade de Dotonbori, em Osaka. O jogo se passa em um ambiente de mundo aberto e é jogado em terceira pessoa. O jogador controla o protagonista da série, Kazuma Kiryu, e um personagem querido pelos fãs, Goro Majima, alternando entre os dois em pontos predeterminados da história. Lançado no Japão em 2015, o jogo demorou para chegar ao ocidente, mas foi muito elogiado pela crítica, com a Eurogamer e Polygon colocando ele em suas listas dos melhores 50 jogos de 2017. O jogo obteve a média de 4.47/5 no GameFaqs.

2 – Moss (Polyarc / Sony Interactive Entertainment)

Moss é um jogo de aventura em realidade virtual apresentado numa mistura de perspectivas em primeira e terceira pessoa, com o principal foco em resolver quebra-cabeças, lançado em 2018. O jogador encontra um livro em uma biblioteca e é transportado para um mundo de fantasia dentro do livro, onde ele encontra um rato, Quill, e começa sua aventura. O Reino onde Quill mora é destronado por Sarffog, uma cobra que cospe fogo. Após o tio de Quill ser capturado, o leitor guia Quill numa aventura para derrotar Sarfogg e salvar seu tio. O jogo obteve a média de 4.50/5 no GameFaqs.

1 – Persona 5 (Atlus / SEGA)

Persona 5 é cronologicamente o sexto jogo da série Persona, lançado em setembro de 2016 no Japão e em abril de 2017 no ocidente. O jogo se passa na cidade de Tóquio moderna, onde o protagonista é transferido para a Academia Shujin após ser colocado em liberdade condicional por um assalto do qual foi falsamente acusado. Durante o curso do ano escolar, ele e outros estudantes despertam seus poderes Persona, se tornando um grupo secreto de vigilantes conhecidos como Caçadores Fantasmas de Corações que exploram o Metaverso, um reino sobrenatural que consiste da manifestação física dos desejos subconscientes da humanidade, para mudar as intenções malignas dos corações dos adultos. Anunciado pela primeira vez em 2013, o jogo foi adiado de sua data de lançamento em 2014 para receber melhorias, sendo adiado diversas vezes. No entanto, o jogo foi muito aclamado pela crítica, sendo considerado um dos melhores jogos de RPG de todos os tempos e indicado para diversos prêmios de Jogo do Ano de 2017. O jogo vendeu mais de 2 milhões de unidades no fim de 2017, sendo o mais bem sucedido da franquia. O jogo obteve a média de 4.57/5 no GameFaqs. Persona 5 foi desenvolvido pela Atlus, que hoje em dia é subsidiária da SEGA Sammy, que no Japão é famosa por seus jogos para consoles, arcades ou até cassinos, igual a outras empresas internacionais como a NetBet.

Desenvolvimento de jogos: aprenda programação criando games

Muitos gamers seguem sua paixão com devoção e acabam se tornando atletas no esporte, com treinamentos diários e participação em grandes torneios mundo afora. Mas há uma carreira para gamers nem sempre mencionada, pouco conhecida e com uma importância crescente para este público: o desenvolvimento de jogos. Este é um mercado que movimenta mais de US$ 100 bilhões e emprega milhões de pessoas em todo o mundo. E os primeiros passos nesta carreira incrível começa com esta mesma paixão pelo mundo dos jogos, já que não é preciso ter qualquer conhecimento de programação para criar seus primeiros jogos. Com diversos cursos online voltados ao assunto, começar é muito mais fácil do que parece!

Unreal Engine: o primeiro passo em desenvolvimento 3D

Unreal Engine

Você só precisa de um computador e muita vontade de aprender para começar a criar os próprios games com uma das engines mais avançadas do mundo, o Unreal. Este curso irá ensinar do zero tudo o que é preciso para dominar o programa incluindo como começar e organizar seu primeiro projeto, os primeiros passos em programação para quem desejar fazer algo mais avançado e até as técnicas para efeito de câmera e iluminação para personalizar o cenário. Com mais de 9 horas de vídeos que mostram o passo a passo do projeto, você irá criar o seu primeiro game em poucos dias. E o melhor é que o curso está em promoção de mais de 90% esta semana, por apenas R$ 21,99!

Jogos em 2D com Unity

Jogos 2D com Unity

Para quem prefere jogos 2D, uma das engines mais indicadas é a Unity. Neste curso completo, o aluno aprende a linguagem C# do zero e segue o passo a passo para a criação de games no estilo Angry Birds, Metal Slug, Clash of Clans e muitos outros! São mais de 70 horas de conteúdo com um instrutor renomado no mercado! O curso também está em promoção e sai por apenas R$ 21,99 durante a Semana do Consumidor!

Aprenda a Criar Jogos para Android

Aprenda a Criar Jogos para Android

Se a sua praia é o desenvolvimento de games para celulares, este curso online da Geek Academy vai mostrar o passo a passo para a sua própria versão do Super Mario, Flappy Bird ou Fruit Ninja! Tudo será feito na plataforma Godot, uma das mais avançadas para criação de jogos. São mais de 10 horas de aulas em vídeo e muitos materiais complementares. E você ainda pode tirar sua dúvida com o professor sempre que quiser. Comece o curso hoje mesmo e crie seus primeiros jogos!

Sobre a Udemy

A Udemy é uma plataforma global de educação com mais de 20 milhões de alunos em todo o mundo e só no Brasil mais de 50 mil alunos já fizeram cursos de criação de games. Com um modelo único que traz o conhecimento de profissionais do setor diretamente para os alunos e pagamento por curso ao invés de mensalidade, já são mais de 65 mil cursos disponíveis em mais de 60 línguas. Ao contrário das principais plataformas de educação online do mercado, o acesso ao curso é vitalício e não há mensalidades, o pagamento é único. E o aluno pode fazer o curso online ou offline a partir de qualquer dispositivo.

Cassinos – top 4 para seu celular

Os jogos de cassino são uma verdadeira loucura para os jogadores que adoram essa diversão naqueles dias de grande estresse ou nos dias de tédio também. Mas, para os jogadores brasileiros amantes desta modalidade fica um pouco mais difícil de se divertir porque eles só podem praticar o seu hobbie em plataformas online uma vez que os jogos de azar estão proibidos no Brasil. Mas, nem sempre temos um computador à mão para nos divertir, não é mesmo? Por isso hoje vocês vão conhecer 4 aplicativos excelentes para você que curte um jogo de azar estilo cassino e não pode estar o tempo todo conectado a um computador. Então vamos lá!

Astraware Cassino

Você é daqueles que gosta de diversidade e variedade na hora de jogar? Então esse é o aplicativo ideal para você! O Astraware Cassino conta com mais de 11 jogos diferentes e bem populares entre os jogadores como o Poker, Roleta, Slots, Baccarat, Card Poker, Blackjack e muito mais! E o que o diferencia é que, mesmo você não sabendo as regras de cada modalidade pode se aventurar nela sem medo pois o app te auxilia nas regras de cada jogo antes de começar qualquer partida. Vale a pena experimentar no seu celular.

Mfortune

O Mfortune é um dos aplicativos mais famosos e com maior número de apostadores online diariamente. A vantagem dele diante dos outros é que há sempre incríveis bônus para os apostadores que jogam com uma certa frequência. Então só de você estar entrando e jogando frequentemente você já será presenteado com bônus maravilhosos!

Casino All Slots

Já com sua esperada e tão pedida versão para android disponível o Casino All Slots também entra na lista dos melhores aplicativos de cassinos para o seu celular. Ele oferece aos apostadores uma interface bem fácil de entendimento, jogos mais diferentes possíveis e um incrível bônus de 100% sobre o valor do seu primeiro depósito no app. Ta bom ou quer mais?

Slotland

Já com mais de 13 anos no mercado garantindo a melhor experiência a todos que a procuram, a slotland oferece uma vasta gama de jogos e novidades diárias para continuar cativando todos os seus apostadores online. As transações no app contam com tecnologia de ponta para sua melhor segurança, dados sempre criptografados e todo o sigilo possível na arrecadação dos seus prêmios. Uma verdadeira maravilha para quem adora jogar online.

Todos esses aplicativos podem ser baixados diretamente do seu celular sem grandes problemas e você pode também ver mais informações sobre cada um deles direto da fonte original onde além de informações terá dicas de como vencer nos jogos de cassino e também regras e truques para se tornar um expert desse universo tão disputado. Vale a pena dar uma conferida!

Betradar lança cotas do League of Legends ao vivo

Como todos os jogadores já devem saber o League of Legends, o famoso LOL, é o mais famoso e popular jogo e-sports de todo o mundo. E, recentemente a Betradar lançou as cotações ao vivo desse renomado jogo. Segundo o diretor da empresa, James Watson, é uma felicidade enorme conseguir oferecer isso ao mercado uma vez que são cerca de 100 milhões de jogadores únicos por mês.

Os jogos online têm dominado cada vez mais o mundo das apostas e mais companhias têm a mesma visão de que esse mercado cresce diariamente numa velocidade incrível. O e-sports por sua vez domina os jogos online e são a grande paixão de muitos apostadores, como os próprios jogadores de LOL.

Ainda segundo James Watson esse novo lançamento do Betradar oferece um produto de apostas esportivas altamente atraente uma vez que o produto mostra estabilidade e sustentabilidade para os novos investidores.

A defesa do CEO da Betradar diz que a intenção dessa parceria é oferecer uma experiência imbatível para esse mundo dominante dos e-sports e criar um ambiente excitante e com futuros promissores para todos os investidores.

Vale a pena acompanhar o futuro desse mercado tão promissor em todo o mundo e, principalmente no Brasil – um país com muitos fãs dos jogos online e principalmente dos e-sports.

Um universo de possibilidades: carreiras para quem sonha em trabalhar com games

Por adzuna.com.br

Os primeiros jogos eletrônicos foram criados com um objetivo bem prático: simular estratégias militares para treinamentos. Hoje, o processo de gamificação de diversos aplicativos e serviços digitais prova a eficiência do método e transforma atividades cotidianas como uma corrida depois do trabalho ou as compras do mês em algo lúdico, estimulado por recompensas como a coleta de pontos ou a possibilidade de atingir a próxima fase. E considerando que a fonte de renda de muitos jovens atualmente são as competições dos chamados e-Sports (ou esportes eletrônicos), fica claro que os videogames já se encaixam em inúmeras outras categorias além de “entretenimento”.

O Mercado

A transição do uso dos jogos com objetivo estritamente militar para o Odyssey, primeiro console criado em 1972, contudo, marca o começo de uma evolução contínua. Desde então, o desenvolvimento do mercado originou uma indústria que fatura US$ 100 bilhões por ano e gera milhares de empregos diretos e indiretos no mundo.

Apesar de ser liderado por empresas japonesas e americanas, o mercado tem experimentado uma expansão significativa no Brasil. O país é o 11º que mais “consome” games no mundo e começa a ganhar atenção com a produção nacional de jogos. Por isso o surgimento de diversos cursos e até mesmo instituições de ensino especializadas na área nos últimos anos. Tudo para atender a crescente demanda por profissionais capazes de acompanhar esse rápido progresso.

Quem acha que a grande procura denota uma possível saturação do mercado, contudo, é melhor pensar duas vezes. Isso porque as possibilidades de carreira na área são inúmeras e vão desde cargos administrativos até funções criativas que colocam a mão na massa para construir o universo fantástico dos jogos.

Para quem sabe que quer trabalhar com games, mas ainda não tem certeza da posição que quer ocupar, ou mesmo para quem tem considerado uma mudança de carreira, seguem algumas informações úteis sobre as possibilidades do setor. Listamos as principais profissões no setor, seus salários médios no Brasil e, para você não perder tempo, acrescentamos links para vagas de emprego em cada área. É só escolher a atividade que mais interessa para seu perfil e clicar no número de vagas que temos disponíveis na Adzuna!

As carreiras para trabalhar com games

• GAME DESIGNER: tem uma perspectiva geral do projeto, sendo responsável por fazer com que todas as partes funcionem e se comuniquem entre si para atingir um resultado final em conjunto. Pode ser comparado ao diretor de um filme, pois participa desde a pré-produção até o lançamento. O salário médio para o cargo é de R$3.950. Atrativo, não? A Adzuna tem 25 vagas para Game Designers hoje. Confira aqui: https://goo.gl/Xy82gC

• PRODUTOR: com salário médio de R$3.014, o produtor é quem coordena a parte prática do processo de produção. Assim, gerencia equipes, monta cronogramas e mantém controle sobre o orçamento do projeto.

• GAME TESTER: é quem testa todos os elementos do jogo a fim de garantir que esteja dentro das normas de jogabilidade e dos objetivos definidos para o projeto. Está sempre atento a falhas a fim de apontar correções ou aprimoramentos em todos os níveis, desde a fluidez da narrativa do jogo até defeitos gráficos. O salário inicial está em torno de R$2.473, de acordo com as ferramentas de análise de vagas da Adzuna.

• PROGRAMADOR: da próxima vez que apertar um botão no controle do seu videogame para que seu personagem no jogo realize uma ação, pense no programador, porque ele é o responsável pelo funcionamento dessa interação. Através de linguagens de programação, esse profissional constrói o funcionamento físico do jogo e todas as ações possíveis de serem manipuladas pelo jogador. Salário médio: R$2.518.

• REDATOR: escreve toda a narrativa: diálogo, comentários ou qualquer texto que apareça durante o jogo ou em qualquer produto promocional, como embalagens, descrições, manuais etc. R$2.585 é o salário médio inicial para o cargo.

• ROTEIRISTA: é quem pensa e desenvolve a trama do jogo. O salário médio inicial é de R$1.551, mas de acordo com o site Produção de Jogos, um profissional experiente pode atingir R$8.000 mensais! O objetivo principal do roteirista deve ser criar uma história atrativa e envolvente, transportando o jogador para o universo criado, mas sem abrir mão da coerência.

ARTISTA GRÁFICO: tudo que você vê, desde os personagens até as cores que alteram durante a passagem do dia para a noite em uma cena é responsabilidade do artista gráfico. Ele comunica visualmente a identidade do game. Costumam ter habilidade com modelagem 2D/3D e forte noção estética. O salário médio inicial está em torno de R$2.000.

• DESIGNER DE ÁUDIO: cria, capta e manipula todo efeito sonoro em um jogo, desde trilhas musicais até o barulho de uma porta batendo, por exemplo. Salário médio: R$1.433.

Mas não para por aí. Existem oportunidades também nas áreas de marketing, relações públicas e vendas, por exemplo, as quais não têm contato direto com a criação do jogo, mas são responsáveis por fazer com que o projeto se torne conhecido e rentável. Então se você não possui conhecimento técnico de ferramentas de criação, ainda pode estar envolvido com o setor. Utilize nossa ferramenta de busca para encontrar vagas na área. Dê o play em adzuna.com.br!

Baseado no post original: http://bit.ly/2nHoYa7

Fatec SCS Games Day acontece nos dias 7 e 8 de outubro

Será realizada nos próximos dias 7 e 8 de outubro a sexta edição do Fatec SCS Games Day, evento anual do curso de Jogos Digitais da Fatec São Caetano do Sul. Nesses dois dias haverá diversas atividades relacionadas ao desenvolvimento de jogos e ao universo gamer e geek, como palestras, torneios de games, swordplay, exposição de artes, mostra e playtest de jogos digitais e de mesa. Serão 14 horas de atividades programadas para os dois dias do evento.

O evento começará com uma mesa redonda sobre a participação da mulher na indústria brasileira de jogos digitais e participarão da discussão as profissionais Ariane Parra (Women Up Games) e Pá Falcão (Pá Falcão DHO & Games), além das alunas Caroline Ferreira e Luisa Sales. A moderação da mesa será feita pela Profa. Dra. Adriane Monteiro Fontana, Diretora da Fatec Sâo Caetano do Sul.

O evento é aberto ao público. Programação, demais informações e inscrições em http://www.fatecscsgamesday.com.br.