Após massacre em Oslo, 51 jogos são “proibidos” na Noruega

O que acontece quando uma grande tragédia acontece? Sim, a sociedade se volta para ao “males dos videogames”. Isto não foi diferente com o caso de Anders Behring da Noruega que matou pelo menos 91 pessoas em Oslo.

Diversas lojas do país retiraram de suas prateleiras nada menos que 51 jogos, o curioso é que as lojas tomaram esta ação sem que a opinião pública ou o governo proibissem a venda desses jogos.

A medida foi adotada após alguns lojistas lerem o e-mail pré-massacre de Behrign, nele o assassino diz que jogos como World of Warcraft e Call of Duty: Modern Warfare 2 serviram como treinamento mental.

O rapaz ainda continuava, dizendo que estes jogos eram um meio de evitar o contato com outras pessoas, amigos e familiares.

O saldo disso é que lojas conceituados do país como a Coop Norway e Platekompaniet retiraram títulos considerados “nocivos” como World of Warcraft, a série Call of Duty, Homefront, Sniper: Ghost Warrior e vários outros jogos. A medida adotada pelos lojistas tem caráter indeterminado, tornando a venda desses jogos suspensa por período indefinido.

Para quem não esteve antenado no noticiário, Anders Behring Brevik armou uma bomba no centro de Oslo e em seguida foi até a ilha de Utova a fim de disparar contra as pessoas que encontrasse no caminho.

26 opiniões sobre “Após massacre em Oslo, 51 jogos são “proibidos” na Noruega”

  1. "Nos anos 2000, é o videogame."

    Marcelo Martins, na verdade os videojogos se tornaram vilões muito antes do ano 2000.

    Estou me recordando que a turma dos "bons costumes" vivia colocando a culpa nos videojogos por qualquer massacre que acontecia.Não vamos nos esquecer do incidente que aconteceu em um cinema de São Paulo, onde um louco cometeu um massacre e a opinião pública colocou a culpa no Duke Nukem, (só porque a primeira parte do jogo se passa em um cinema) quando na verdade o sujeito é um psicopata e viciado em cocaína.Duke Nukem, Postal, Phantasmagoria e mais um bocado de jogos sofreram algum tipo de preconceito por parte dos conservadores.

    No ano 2000 eles tornaram os islâmicos como os vilões da humanidade (a propósito, esse homem cometeu um massacre em nome de uma Europa livre do islamismo e do multiculturalismo).

    É claro que eles (conservadores) sempre vão colocar a culpa nas minorias por todas as tragédias que acontecem no mundo.Eu quero ver o dia em que um conservador falar que isso aconteceu por culpa do nacionalismo exacerbado e do fanatismo religioso.

  2. Mas também né… o cara cita o nome dos jogos que lhe serviram de treinamento pra executar a sangue frio 92 pessoas… Foda né! Quem não proibiria…

  3. Rsrsrs… é verdade a culpa é dos video games, eles é que constroem as armas de fogo, os mísseis, corrompe os governantes, todos eles foram "treinados" pq passaram muitas horas jogando CoD ou WoW, eu por exemplo jogo desde os 6 anos de idade! e PASMEM, nunca matei nem roubei nem deixei de ter amigos por isso! éééééééé… Video Game é o mal do mundo… PRO INFERNO HIPÓCRITAS, e as lojas tinham q sofrer boicote por causa disso! q bobagem, vejo mais gente fazendo merda indo para as igrejas "buscar salvação" do que as pessoas que jogam.

  4. Engraçado, o kra é um fanático religioso, um fundamentalista cristão. Neste ponto a mídia nunca comenta…se estão proibindo os jogos que o "treinaram" pq não proíbem tb a bíblia que o "ausenta de culpa"?

  5. Os jogos tem culpa sim!

    O psicopata precisa mentalizar a sua loucura. Existe varias psicopatas em potencial na sociedade, o que eles precisam é estimulo. Por que MW 2 precisava daquela cena que o jogador metralha civis? Pode ser apenas uma brincadeira para a maioria dessa juventude perdida, mas para o psicopata é o botão “start” da sua doença.

    Jogo videogame há 25 anos, e acompanhei a mudança da industria. Sempre tem uma empresa de jogos que quer quebrar os paradigmas, e sempre vão avançando na violência e sexo, depois quando aparece esses milhares de casos no mundo, querem dizer que os jogos não tem nada haver. Dizer que os jogos são o único motivo, é besteira, concordo, agora, dizer que não tem nada haver, é cegueira moderna.

  6. Agora, só falta proibir os computadores, a Internet, a Bíblia, os livros, as religiões, as armas, as escolas, os governos, os pensamentos, as almas, as pernas, os braços, os cerebros, a vida…

    Daí, massacres nunca mais vão acontecer. ;-)

    "É fácil culpar os jogos, difícil mesmo é assumir a culpa."

  7. Tá vendo porque defendo a Nintendo, se este cara jogasse Mario, não matava ninguém, no máximo sairia pulando na cabeça dos outros

  8. Engraçado que tem gente que concorda com o que o assassino falou sobre os jogos.

    Mais COM CERTEZA eu controlar um orc e comandar 1 equipe de 10 pessoas em uma raid no WOW me fará um assassino em massa terrível ( vulgo terrorista ), só que o cara é loirinho e cristão, LÓGICO QUE A CULPA SÃO DOS GAMES.

    Agora pensa comigo:

    "-Sou um plaboy com idéias de merda e tals.Quero matar um monte de gente e ficar de boa , o que faço?

    Pontos positivos:

    -Sou loiro

    -Estou inserido no cristianismo

    -Resido em um país de1° mundo

    -Não tenho nenhum histórico de violência anterior….

    Pontos negativos:

    -Matar uma par de pessoas e chocar o mundo……….

    Ok, simples eu os mato, me entrego após alguma resistência ( mínima o possível para eu não perecer no processo ), e me passo como um lunático ………mas preciso de um bode espiatório………

    JÁ SEI !! Games!! Boto a culpa em todos os jogos de sucesso e pronto.

    Um bando de relgiosos fanáticos e mais uma par de reacionários vão atribuir todas as minhas ações aos games !!!

    SOU UM GÊNIO !"

    É isso aí, deixa eu ir montar minha party que tá na hora da raid em FIRELANDS – VOU MATAR MAIS DE MIL !!

    Cuidado comigo !!

    haheuaehauehaueh

  9. Era só o que faltava. O bode expiatório são os games, de novo. Tem tanta coisa pra por a culpa, a começar a pela bíblia, mas desse livrinho ninguém fala. E Wellington, juventude perdida é você. Fale por sí só.

  10. A maioria desses jogos são comprados agora pela internet mesmo, nem os lojistas nem os gamers perderam muito com isso. O cara falou que se isolou das outras pessoas jogando esses jogos, opção dele, assim como tem gente que fica em casa assistindo futebol ou porn o dia todo.

  11. Concordo na defesa dos jogadores, até porque eu também jogo WOW e não saio matando ninguém…Mas também defendo a idéia em parte do Wellington, porque a indústria nunca está satisfeita com os cenários e realmente estão cada vez mais violentos. Eles não fazem do jogo o vilão, mas que psicologicamente influencia uma mente já pertubada, influencia sim. Basta observar seu nível de adrenalina depois de jogar por exemplo DEAD SPACE… daí junta isso com uma vontade enorme de fazer o mal, dá nisso. Culpa não, influência sim!

  12. Para o DISSIMULADO,PRECONCEITUOSO e CÍNICO >PADRECO

    Sou Cristão e leio a bíblia.Desde quando Jesus mandou alguém matar !? Qual Igreja ele pertencia !? Quem era o seu lider religioso !? PARE DE SER CRISTOFÓBICO como o assassino NERO CÉSAR !

    Disse Yeshua-Jesus,o Messias-Cristo: E dizia: O que sai do homem isso contamina o homem.

    Porque do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as prostituições, os HOMICÍDIOS,

    Os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a dissolução, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura.

    Todos estes males procedem de dentro e contaminam o homem.

  13. Hoje em dia, todo mundo gosta de jogar videogames.

    Eu acharia estranho se ele NÃO gostasse de nenhum jogo.

    Essa sociedade tem que acordar…

  14. Diego Borges, eu não vejo razão em proibir jogos violentos só porque um demente disse que usou eles como "treinamento mental" (desculpa esfarrapada).No final os lojistas estão sendo tão extremistas e burros como esse assassino.

    Outra coisa, se for assim então que se proiba a venda de Bíblias (já que ele usou esse livro para justificar as sandices), o uso da internet (ele frequentava sítios de extrema-direita e comprou armas e munições através dela) e até a venda de fertilizantes, que ele usou para fazer as bombas.

    Sidney, a única coisa que essas lojinhas vão fazer é conseguir dar um tiro no próprio pé, já que o pessoal vai começar a comprar em lojas do exterior.No final essas lojinhas vão perder dinheiro em nome de uma pseudo-preocupação.

    Padreco, concordo com tudo o que você disse.Quando um islâmico explode um carro bomba em nome de Alá a mídia ocidental enche o peito para chamá-lo de fundamentalista islâmico.Agora, quando um mauricinho comete um massacre em nome do cristianismo, a maioria da mídia foge do assunto (no máximo chamam ele de cristão radical).Chamam ele de tudo, menos de fundamentalista cristão.

    Wellington, você tem algum estudo que prove que jogos violentos podem tornar as pessoas violentas?

    Renan, o que você disse é verdade.A Bíblia em si é tão violenta como qualquer jogo de FPS ou RPG (talvez consiga ser mais).

    Verdade, o problema não é a Bíblia mas sim esse monte de Igrejas, onde seus líderes usam e abusam de textos cheios de metáforas e parábolas para justificar idéias insanas, como a de que o homossexualismo é uma aberração porque Deus não fez um terceiro sexo ou até mesmo idéias racistas, como as do Marcos Feliciano, que diz que os africanos só são negros por culpa de uma maldição de Noé.Isso para não falar da Ku Klux Klan, IRA, Inquisição e por aí vai.

    Verdade, talvez você não saiba, mas a maioria das guerras que aconteceram tiveram algum motivo religioso e é esse o problema.

    Por mim a pessoa pode acreditar no que quiser (é um direito constitucional e universal dela).O problema é quando alguns grupos religiosos usam esse poder para impor o seu pensamento (reacionário, retógrado e preconceituoso) para todo mundo.Note que na maioria das vezes, esse pessoal que gosta de condenar os jogos e filmes violentos (assim como as músicas violentas) é sempre algum conservador de direita e ligado a alguma Igreja.

    Lembro-me de um livro que eu tive a infelicidade de ler, de autoria de um pastor norte-americano chamado Bob Larson, onde na maior parte do livro ele culpa os jogos e as músicas de metal pesado por todas as desgraças do mundo.

    O livro é de 1985, só para você ver como essa mania de culpar os jogos por tudo não é antiga.

  15. Correção:

    O livro é de 1985, só para você ver como essa mania de culpar os jogos por tudo não é nova.

  16. vão se lascar!o cara é um psicopata,nenhum jogo o transformou nisso,tudo bem, podem ter implementado algo ás idéias dele ,podem tê-lo feito,mas isso é do caráter da pessoa,ele é assim ejogo nenhum faria ele ficar melhor ou pior.

  17. Bem, jogo desde criança e os jogos vem mudando o foco a cada ano, não acho realmente que apenas um jogo seja capaz de incentivar uma pessoa a cometer um massacre, mais o que tem a ver diversão com assassinato? Pq determinados jogos exploram crimes como diversão? Não acredito que uma pessoa que passe horas em um determinado jogo que tenha como objetivo cometer crimes seja uma pessoa na vida real muito sadia mentalmente ou capaz de agir socialmente com indevidos de uma forma, a saber, separar que no jogo ele pode saquear um banco, matar civis, atropelar e roubar carros… Mais que a vida real isso deve ser visto como algo inadmissível. Acaba por gerando uma banalização da criminalidade. As questões de que os jogos realmente interferem na formação de uma pessoa e que nos EUA o governo banca milhões pra manter um jogo que treina soldados para o combate.

  18. Video-game é o futuro, jaja as pessoas vão fazer sexo com ele, hehehehehe.

    Proibir algo que da muito lucro é impossível, pode tentar o que for, mas nada adiantará.

    Proibe Xuxa porra!

    Tudo influencia o psicopata, não só games.

    Cansei dessa discussão besta.

  19. Para o entitulado "Verdade": dei apenas um exemplo pois se o kra é um fanático pra ele não importa se é WoW ou se é o livro do apocalipse, ele vai matar e vai se justificar achando que está certo. Então se estão proibindo jogos deveriam proibir a bíblia também, já que os dois neste caso são a fonte dos problemas :P

    E nesse caso sim, ele era um fanático religioso e fanáticos religiosos cristãos tendem a seguir a bíblia cristã ao pé da letra, assim como fanáticos islâmicos ou fanáticos de qquer religião. Quer um exemplo de um texto bíblico que pode justificar as ações de um fanático "Verdade"? Leia Êxodo 35:2 ("Seis dias se trabalhará, mas o sétimo dia vos será santo, o sábado do repouso ao SENHOR; todo aquele que nele fizer qualquer trabalho morrerá.")

  20. Fala sério, que ignorância. Culpar os games e e proibir que sejam vendidos é o mesmo que tentar justificar o injustificável. Seria muito melhor executar um trate insano destes que mata a troco de nada. Alguém prestou atenção em um dos motivos principais de sua matança? Ele matou jovens que estavam inseridos em "Partidos Políticos" da oposição. Executou o máximo que conseguiu para que não houvessem mais filiados ao tal partido. Pq então, os imbecís em vez de culpar os Games, que nada tem a ver, não culpam a política que foi a principal razão dessa tragédia? Pois é, infelizmente é mais fácil culpar do que corrigir o problema de fato. Sabe pq não corrigem o problema? Pq o mundo é feito de políticos que estão nos matando aos poucos e é por causa deles que essas coisas acontecem.

  21. Video game de uma certa forma serve de incentivo, Mas isto depende mais do jogador para se tornar em um ato tão catastrofico. Um ser NORMAL com a cabeça colocada no lugar, sabe muito bem diferenciar a realidade com um mundo digital GAME. E se tiver a cabeça no lugar, não cometeria tal ato. MAS um psicopata q não tem amor a vida. com certeza veria JOGOS de ação/violência como um meio de ser usado como treino ou algo para cometer tais terrorismo. Ou seja. No final de tudo a culpa NEM SEMPRE é dos jogos. E sim da mentalidade perturbada dos JOGADORES. Por isso, " Jogue para se divertir, e não para imitar os perssonagens. " xD

  22. anders behring da Noruega neo nazi da estrema esquerda socialista ,com as suas doutrinas de uma teologia copiada pelos fascistas socialistas nazis…
    Ele não demonstrou a arrependimento por aquilo que fez a 91 pessoa.não é normal,como fez pelo comportamento de um psicopata narcisista compulsivo…
    Ele não é o único na Europa,ainda vem mais loucos nazis,que estão escondidos.
    A Europa está numa situação politica muito complicada ,ninguém se entende com as politicas da mistura organizadas por velhos da guarda politica que infiltra,-se nas camada jovens,na meia idade,na politica,nos parlamentos na Europa.
    Aos poucos vão ganhando alguns ignorantes com fraca capacidade mental,que torna -se fáceis de manobrar ,por isso este nazi fez o que fez porque estava completamente com uma lavagem mental
    muito avançada.
    Existe muitas maneiras de lá chegar ,começando por pequenas teorias ,com um sistema aos poucos vão filtrando -se com uma seitas misturadas politicas com certas leis básicas , com o tempo
    vão ficando a gostar do livre das leis de Hitler….

Deixe seu comentário