5 opiniões sobre “A magia dos videogames”

  1. Nem precisava colocar crédito não, hehehe… Já tem créditos no vídeo.

    É que o camarada acima perguntou quem fez e o porquê…

    Bem eu respondi :-)

    Sabe como é, domingão, sem nada pra fazer, resolvi editar o vídeo :-P

  2. Ficou um bom trabalho. Eu tinha acabado de ver o do sonic, trabalhão. O… negócio do preconteito, eu enfrento muito esse tipo de coisa no dia a dia. Por um lado eu até acho justo, peço mil desculpas aos game repórteres pois não merecem qualquer desmerecimento. Acho o preconceito parcialmente justo por que quem joga em geral é meio bobo mesmo, mais no mundo da lua do que qualquer lugar, essa coisa de você pegar um cidadão americano rosado que joga jogos e mandar pro iraque, coisa de doido.

    E eu acredito em uma faceta benéfica dessa moeda. Acredito que os videogames e suas fantasias dão asas as pessoas, novas ambições que podem ser benéficas também. De tempo em tempo a televisão entrevista esses donos de lan house de favela, e eles dizem “esses meninos que jogam aqui poderiam estar nas drogas, mas estão aqui jogando”. Mas eu digo mais. Acredito que os jogos dão uma ambição, e um tipo de ambição que o brasil precisa ter.

    Chega de comentario longo, ninguém merece. Valeu Gamehall.

Deixe seu comentário