Tencent Games divulga calendário para a 3ª temporada da Valor Series de Arena of Valor

Essa é para os fãs do MOBA mobile Arena of Valor: após o sucesso do evento Valor Series realizada em novembro de 2018 e que consagrou os times Nova e-Sports (campeã) e a brasileira Geo e-Sports (vice), a Tencent Games, organizadora do evento decidiu preparar uma segunda edição.

De acordo com a Tencent, o novo calendário vai reunir equipes da América Latina, América do Norte e Europa na busca por até U$ 65 mil em prêmios em dinheiro. A premiação total desta edição da Valor Series é de U$ 200 mil.

O formato permanece o mesmo das últimas temporadas: os times inscritos participam de uma classificatórias online, que começa no próximo final de semana, dias 19 e 20 de janeiro, e continua no seguinte, dias 26 e 27. É nesta etapa que serão selecionados os seis melhores times. A partir daí, as seis equipes competirão durante oito semanas consecutivas na modalidade de melhor de dois.

As partidas brasileiras serão transmitidas pela página oficial de Arena of Valor Brasil, aos sábados e domingos, em confrontos duplos, de 2 de fevereiro até 24 de março. As quatro melhores equipes de cada região avançam para os playoffs regionais. O local para os playoffs (semifinais e finais) ainda serão divulgados, porém acontecerão nos dias 6 e 7 de abril.

Algumas equipes já estão confirmadas nas classificatórias online, tais como a atual campeã latino americana, Nova e-Sports, paiN Gaming, INTZ, GeO e-Sports, ACE1. A inscrição é gratuita e aberta ao público. As equipes da América Latina já podem se inscrever no site do evento.

BIG Festival 2019 – inscrições para participar do evento estão abertas

Chegou o momento mais esperado pelos produtores independeste de todo o Brasil: o BIG Festival acaba de abrir inscrições para quem quer participar das competições e mostrar seu projeto a um público influente e dedicado a conhecer games novos. De acordo com a organização do evento, as inscrições são gratuitas e poderão ser feitas pela internet até o dia 26 de abril.

O BIG Festival 2019 é considerado o mais importante festival de jogos independentes da América Latina e sua missão é fortalecer o ecossistema de games no Brasil. Em 2019 o evento chega a sua 7º edição, e novamente será um evento que ocorrerá simultaneamente em São Paulo e no Rio de Janeiro, entre as datas de 22 a 30 de junho. Em São Paulo o evento acontece no Centro Cultural São Paulo e no Rio de janeiro, no Centro Cultural da Oi Futuro.

Pode realizar inscrições os jogos desenvolvidos para todas as plataformas, (computadores, tablets, smartphones, consoles e dispositivos de realidade virtual), independente de estarem publicados ou não. Os jogos finalistas de cada categoria, serão exibidos em uma exposição de 9 dias. Na edição de 2018 o BIG Festival recebeu mais de 36 mil visitantes para ver os 87 jogos expostos (sendo 48 jogos brasileiros), distribuídos em 15 categorias além de 2 mostras não-competitivas.

Se você é desenvolvedor e seu jogo está pronto para jogar, faça sua inscrição pelo site do evento.

Novidades para o BIG Festival 2019

Pela primeira vez o BIG Festival abre espaço na grade de programação para profissionais brasileiros da economia criativa inscreverem suas sugestões de palestras. As palestras sugeridas pelo público terão 30 minutos ou 1 hora de duração e cada candidato poderá inscrever 1 palestra.

Vaga – Aquiris Game Studio procura produtor sênior em Porto Alegre

Mais uma boa oportunidade para quem busca recolocação profissional na área de jogos eletrônicos: a Aquiris Game Studio (Horizon Chase Turbo) está procurando um produtor sênior para sua unidade em Porto Alegre, RS. A intenção é encontrar uma pessoa capacitada a liderar uma equipe durante a produção de jogos de alto nível.

Entre as atribuições do cargo estão planejar e gerenciar metas a fim de entregar o game no prazo estabelecido pela direção do estúdio, sem esquecer de manter a alta qualidade. Para isso, o profissional deverá acompanhar a produção do game desde seus primórdios até o fim do ciclo de produção. Sim, ao final você será o principal responsável por um game do zero e por toda uma equipe. É uma grande oportunidade de melhorar seu portfólio e trabalhar em um estúdio de ponta do Brasil.

Responsabilidades

  • Trabalhar em colaboração com gerentes de produtos, designers, programadores e artistas, gerindo a equipe e estabelecendo metas ambiciosas;
  • Definir e aplicar processos de desenvolvimento com o time;
  • Fazer a ponte entre as diferentes áreas da empresa a fim de garantir a resolução de problemas para melhorar o progresso do desenvolvimento;
  • Organizar reuniões de planejamento com as áreas chaves da empresa;
  • Gerenciar o dia a dia da equipe acompanhando seus colaboradores, garantindo a motivação dos funcionários ao mesmo tempo que subtrai o melhor da equipe.

 

Requisitos

  • Mais de dois anos de experiência em gerenciamento de equipes;
  • Experiência em metodologias que visem agilidade, utilizando ferramentas de gerenciamento que sejam padrões na indústria de games;
  • Habilidades em organização e análise, além de ser uma pessoa atenta a detalhes;
  • Ótima comunicação oral e escrita;
  • Domínio dos idiomas inglês e português.

 

Se você se aplica na vaga, basta mandar um currículo para catarina.oliveira@aquiris.com.br

 

Gamellito – Jogo produzido na UEL ensina os cuidados que a criança diabética deve ter

Um game criado na Universidade Estadual de Londrina (UEL) tem tudo para se tornar um instrumento no tratamento da diabetes. Trata-se do jogo Gamellito Adventures, um pet virtual em que o jogador deve ajudar o alienígena Mellito a se adaptar a doença da diabetes tipo 1 (DM1). Toda a interação ingame tem por objetivo fazer com que as crianças se identifiquem com o personagem e aprendam a lidar com a patologia de forma divertida.

Durante a jogatina a criança deve ficar atenta aos níveis de insulina do Mellito, pois se ela ficar baixa, o personagem fica enfraquecido. Outra coisa a se preocupar é se a insulina ficar alta demais, pois se isso acontecer, o personagem pode até morrer. O macete é dar a noção para quem tem diabetes de que é uma doença que demanda atenção frequente. Deste modo, a criança aprende a se cuidar se divertindo.

A trama de Gamellito narra a história de Mellito, um alienígena laranja que vive no planeta Záccari, onde todos os seus amigos são cinzas. Vez por outra Mellito sente fraquezas, sede e fome excessiva, além de outros sinais de que há algo errado com sua saúde. Após uma breve pesquisa, o personagem descobre o planeta Terra, onde crianças possuem os mesmos sintomas. Mellito manda um sinal ao nosso mundo a fim de encontrar uma criança que possa ajudá-lo a aprender mais sobre a diabetes e como tratar a doença.

Gamellito é composto basicamente por três mini games: um shmup, para representar a viagem do Mellito para a Terra; uma esteira para selecionar alimentos saudáveis; e um speed runner, em que o jogador deve desviar de alimentos inapropriados como bolos e chocolates. Nesta última parte, aliás, há até metáforas do que as crianças diabéticas enfrentam, tais como preconceito, piadas e imposição de hábitos por parte de adultos. Não fosse o bastante, o título ainda conta com quizzes para firmar alguns ensinamentos sobre o tratamento da doença.

De acordo com Vânia Vargas, psicóloga da UEL, Gamellito ajuda as crianças a se adaptar melhor à diabetes, pois a criança acaba por entender os cuidados que irá precisar ter durante sua vida. Além disso, a abordagem de pet care do Gamellito faz com que se gere um sentimento de empatia para com o visitante espacial.

Gamellito ainda está em fase final de desenvolvimento através da produtora Coffe & Coffe,  startup da Incubadora Internacional de Empresas de Base Tecnológica da Universidade Estadual de Londrina (Intuel). O desenvolvimento já dura quatro anos pelos estudantes do departamento de computação da UEL. Há duas versões do game: “Pró” e “Kids”.

A primeira é mais voltada para profissionais de saúde que desejam usar a aplicação como instrumento no tratamento das crianças mais jovens. Já a versão kids é recomendada para crianças como meio de diversão lúdica, de modo que pode-se jogar sozinha ou com acompanhamento dos pais. Se você ficou interessado em Gamellito, basta entrar em contato com os desenvolvedores através da página do game para ter acesso a uma versão de testes.

Abaixo tem um trailer de Gamellito Adventures:

Óculos de Realidade Virtual faz mal para os olhos?

Quem nunca ouviu a frase “videogame estraga a televisão”, ou “televisão prejudica a visão”.  Pois é, a tecnologia é alvo de discussões há tempos. A bola da vez é a realidade virtual, já que é o próximo nível evolutivo dos videogames e da indústria cinematográfica. A pergunta que fica é: será que a realidade virtual pode prejudicar sua saúde, já que os óculos ficam realmente muito perto dos olhos?

De acordo com os especialistas da iorj, diversas atividades podem representar ameaças à visão, tais como ler por longos períodos, assistir televisão ou jogar videogames por horas. Entretanto ainda não há estudos significativos que possam listar de forma conclusiva os perigos. De acordo com os especialistas do Instituto de Oftalmologia do Rio de Janeiro (IORJ), não é possível traçar um parâmetro dos danos causados pela VR, pois tal tecnologia ainda não atingiu bilhões de pessoas e não está em uso há décadas.

“Apesar da falta de estudos de longo prazo e do uso limitado da realidade virtual, oftalmologistas de todo o mundo levantaram algumas preocupações. A exposição constante a essas tecnologias variados em fones de realidade virtual pode causar alguns problemas. Fabricantes de headsets de realidade virtual têm limites de idade rigorosos e não aconselham crianças de treze ou doze anos para usá-las”, diz o comunicado da IORJ. “Isso pode ser devido aos efeitos desconhecidos da realidade virtual em crianças cuja visão ou visão ainda está se desenvolvendo e talvez possa haver um impacto adverso. Tal medo também é infundado, pois nenhuma pesquisa ou estudo inferiu qualquer dano potencial ao desenvolvimento dos olhos, sua saúde e função”, continua o comunicado da entidade.

Dois problemas com os quais todos os usuários terão que lidar são fadiga e esforço

De acordo com o estudo da iorj, o cansaço visual não é exclusivo em caso de realidade virtual ou um problema com os fones de ouvido. Isso vale para todas as atividades que demandam foco de visão por um longo período de tempo. Assista televisão por horas ou leia quinhentas páginas de um livro de uma só vez e você vai sentir fadiga ocular e tensão. É impossível não sentir qualquer desconforto depois de usar fones de realidade virtual por um longo período de tempo.

Os olhos também podem ficar mais secos do que o normal. Algumas pessoas sentirão tontura. Observar constantemente imagens em movimento obriga o cérebro a pensar que o corpo está se movendo ou que há movimento físico real dos objetos. Aqueles que têm a doença do movimento experimentarão sintomas.

Pessoas com um desequilíbrio diagnosticável na força da visão entre os olhos, olhos desalinhados, percepção de profundidade limitada e qualquer condição que interfira no foco terão alguns problemas. De acordo com Kléber Leite, oftalmologista da iorj.med.br, se você tem ambliopia ou estrabismo, então você deve consultar seu oftalmologista para descobrir a melhor maneira de usar um fone de realidade virtual. Algumas pessoas podem ter que usar seus óculos enquanto usam fones de ouvido de realidade virtual.

Vale lembrar que quando a Nintendo lançou o 3DS, a própria empresa recomendava que não se usasse o modo 3D por longos períodos para não prejudicar a visão. No caso dos óculos de realidade virtual, o caso é ainda mais sensível, já que eles ficam muito mais perto da visão e minam qualquer possibilidade de uso da visão periférica para descansar os olhos. Deste modo, recomenda-se uso por tempos limitados. Afinal, vale a máxima: tudo em excesso faz mal.

 

Família Playstation ganha nova distribuidora no Brasil

Ano novo, vida nova! É assim que a Sony pensa 2019. Após um ano incrível com o sucesso do Playstation 4 e o lançamento de games arrasadores, a empresa japonesa pensa em revitalizar sua marca no Brasil. Para isso, a Sony acaba de firmar uma nova parceria de distribuição com a Ingram Micro Brasil, subsidiária da maior distribuidora mundial de TI. Com isto, toda a família PlayStation, incluindo os consoles de videogame, acessórios e jogos, serão distribuídos pela Ingram e ficam à disposição do canal.

“O Brasil é o principal mercado de jogos digitais na América Latina e o quarto no mundo em consumo desta tecnologia, com 3,4 milhões de jogadores e movimento de US$ 1,5 bilhão. Com nossa experiência em distribuição e os produtos PlayStation, temos certeza que iremos contribuir para um movimento ainda melhor”, comenta Sandra Fantoni, Marketing/C&C Product Director da Ingram Micro.

A expectativa da Ingram Micro para a parceria é bastante positiva. Afinal a indústria de jogos eletrônicos é uma das mais promissoras do entretenimento mundial. Além disso, o Playstation é a plataforma mais vendida do mundo, então as expectativas são de altos faturamentos. Segundo a Newzoo, esse mercado deve ter fechado 2018 com um faturamento global de mais de US$ 125 bilhões e, em 2020, deve chegar a US$143,5 bilhões.

“PlayStation revolucionou a indústria de entretenimento e é uma das mais importantes na história dos games. Só o PS4 já vendeu mais de 86 milhões de unidades. Agora, com a capilaridade da Ingram Micro, estamos confiantes que vamos aumentar ainda mais o market share no Brasil”, diz Sandra. “Além das lojas especializadas, a Ingram Micro ajudará a Sony a atingir outros pontos de venda que não trabalham com jogos e abastecer locais com acesso limitado aos produtos”, finaliza.

Interessados em revender os produtos PlayStation devem entrar em contato com a Ingram Micro.

CBLoL 2019 – Tudo que você precisa saber sobre os times e as partidas

Enquanto algumas pessoas estão ansiosas pelo campeonato brasileiro, a galera dos games está contando os dias para o início do CBLoL 2019, o maior torneio de eSports do Brasil. A disputa inicia em 12/01 e reunirá algumas das equipes mais tradicionais como a KaBuM! e-Sports, a INTZ, a CNB e o Flamengo. A novidade fica por conta das mudanças que a Riot promoveu no sistema do torneio, a fim de tornar as coisas mais disputadas e emocionantes.

Ciente de que para erguer a taça do primeiro Split demandará bastante esforço, as equipes andaram se esforçando bastante para não fazer feio. Abaixo você confere as escalações das equipes e o calendário das partidas do CBLoL 2019.

 

 

CNB e-Sports Club

TOPO Francisco “Duclou” Duclou
CAÇADOR Yan “Yampi” Petermann
CAÇADOR Benjamim “Hy0g4” de Barbi
MEIO Eduardo “Aslan” Nunes
ATIRADOR Pablo “pbO” Tokuo
ATIRADOR Vinícius “ByDeki” Hideki
SUPORTE Gabriel “Hawk” Gomes
TÉCNICO Gabriel “Turtle” Peixoto
TÉCNICO Lucas “BeellzY” Spínola

A CNB teve um ano incrível. A reinvenção na Primeira Etapa, culminando com a vitória espetacular contra a ProGaming na Fase 1 da Escalada poderia muito bem ser o ponto alto de uma Temporada. Mas não para os Blumers: a CNB continuou mirando alto, e em meio às mudanças de meta, desenvolveu o Autofill, desbancando todas as outras equipes por algumas semanas. Terminaram a campanha em terceiro lugar. Para a Primeira Etapa de 2019, apostaram em renovação: Turtle saiu do Rift para ser um dos técnicos da equipe, e nomes pouco conhecidos assumiram a posição de veteranos do cenário: Duclou entra no lugar de Robo, Aslan substitui Rakin e Brucer, e Hawk ocupa a vaga que era do Baiano.

Transferências
– Entrando: Duclou (Topo, Submarino Stars); Aslan (Meio, Operation Kino); Hawk (Suporte, WP Gaming)
– Saindo: Robo (Flamengo eSports); Brucer (Team One); Rakin (Team Liquid); Baiano (free agent); Jimmy Harrison (free agent)

 

Flamengo eSports

TOPO Leonardo “Robo” Souza
CAÇADOR Byeonghoon “Shrimp” Lee
MEIO Bruno “Goku” Miyaguchi
ATIRADOR Felipe “brTT” Gonçalves
ATIRADOR Gabriel “juzinho” Nishimura
SUPORTE Chang “Luci” Han
SUPORTE Sang “Reven” Sung
TÉCNICO Gabriel “Von” Barbosa
TÉCNICO Jordan “Grey” Corby

O Flamengo quase conquistou o país em 2018, mas bateu na trave duas vezes. A primeira delas foi no Circuito Desafiante, quando ficou com o segundo lugar. O acesso ao CBLoL viria logo em seguida, quando o Fla desbancou a Team One na Série de Acesso. Na Segunda Etapa, os Urubus da Gávea voaram alto até a Grande Final de Porto Alegre, mas ficaram a um jogo do título – e da participação no Campeonato Mundial. Para 2019, buscaram uma mescla entre nomes estrangeiros (como o de Luci, para a posição de Suporte), novos talentos – Juzinho – e uma comissão técnica robusta, com duas importações, Reven (que é analista e Suporte) e Grey.

Transferências
– Entrando: Robo (Topo, CNB e-Sports Club); Juzinho (Atirador, Operation Kino); Luci (Suporte, Winners); Reven (Suporte/Analista, free agent); Grey (Técnico, free agent)
– Saindo: Jisu (free agent);  Regrets  (free agent); esA (paiN Gaming); Bressan (free agent); MiT (free agent)

 

 

INTZ e-Sports Club

TOPO Rodrigo “Tay” Panisa
CAÇADOR Diogo “Shini” Rogê
CAÇADOR Diego “Sephis” Alejandro
MEIO Bruno “Envy” Farias
MEIO Bruno “Hauz” Augusto
ATIRADOR Matias “WHITELOTUS” Musso
ATIRADOR Guilherme “Mills” Conti
SUPORTE Ygor “RedBert” Freitas
SUPORTE Emerson “BocaJR” Alencar
TÉCNICO Lucas “Maestro” Pierre
TÉCNICO Luiz “ONMETA” Junior

A INTZ apostou alto para voltar a ter seu nome nas primeiras posições da tabela. Muito alto. Os Intrépidos buscaram ninguém menos do que WHITELOTUS, considerado um dos melhores Atiradores da América Latina – quiçá o melhor. Também houve a contratação de BocaJR, que teve passagem pelo Santos. A equipe manteve grande parte dos jogadores de base anunciados na última Temporada, tendo praticamente duas escalações à sua disposição.

Transferências
– Entrando: WHITELOTUS (free agent); BocaJR (Suporte, Santos e-Sports); ONMETA (Técnico, INTZ Blue)
– Saindo: Balto (free agent); Absolut (Team One); Maynah (free agent)

 

 

KaBuM! e-Sports

TOPO Luccas “Zantins” Zanqueta
CAÇADOR Filipe “Ranger” Brombila
MEIO Matheus “Dynquedo” Rossini
MEIO Célio “Thurizao” Oliveira
ATIRADOR Alexandre “TitaN” Lima
ATIRADOR David “Disave” de Sá
SUPORTE Marcelo “Riyev” Carrara
TÉCNICO Gabriel “Halier” Garcia
TÉCNICO Wong “Tabe” Pak

 

A KaBuM aplicou a máxima de que em time que está ganhando, não se mexe – a única baixa marcante é a saída de Hiro. Também deixaram a equipe Atlanta e KZ. Halier, que está na comissão técnica há bastante tempo e auxiliou Nuddle e Hiro em suas campanhas de sucesso, irá trabalhar sob a tutela de Tabe, treinador e ex-Suporte, contratado para comandar a equipe. Será que os Ninjas conseguirão adicionar mais um título à sua sequência de vitórias?

Transferências
– Entrando: Thurizao (Meio, free agent); Disave (Atirador, free agent)
– Saindo: KZ (free agent); Atlanta (free agent); Wos (ProGaming Esports); Hiro (free agent)

 

 

ProGaming Esports

TOPO Natan “fNb” Braz
CAÇADOR Luiz “Lima” Rosa
MEIO Leonardo “Lynkotiko” Cassuci
ATIRADOR Lucas “Luskka” Rentechen
ATIRADOR Humberto “Garo” Peixoto
SUPORTE Willyan “Wos” Bonpam
TÉCNICO Kristoffer “Utama” Odland
TÉCNICO João Pedro “Dionrray” Barbosa

A ProGaming sempre foi vista como um time promissor, mas sem muita consistência. Na Temporada 2018, o emblemático elenco começou a se separar: primeiro saiu Goku, depois, Professor, Minerva e SkyBart deixaram a equipe. Assim, os Caveiras buscaram diversas contratações para se fortalecerem para a Primeira Etapa de 2019: Utama assume o posto de Head Coach, passando a trabalhar ao lado de Dionrray. Além disso, fNb é o novo Topo, Lima assume a selva e Wos é o Suporte.

Transferências
– Entrando: fNb (Topo, Santos e-Sports); Lima (Caçador, free agent); Wos (Suporte, KaBuM! e-Sports); Utama (Técnico, free agent)
– Saindo: SkyBart (Team One); VVvert (free agent); Minerva (paiN Gaming); Professor (Vivo Keyd); FBK1 (free agent)

 

 

Redemption eSports

TOPO Renan “Nyu” Augusto
TOPO Bruno “Glowcore” Faria
CAÇADOR João “Zuao” Morais
CAÇADOR Gabriel “Days4Fun” Dias
MEIO Marcos “Krastyel” Ferraz
MEIO Alan “Riva” Martins
ATIRADOR Igor “DudsTheBoy” Homem
ATIRADOR Daniel “Danz0r” Mussoi
SUPORTE Denilson “Ceos” Oliveira
SUPORTE Alexandre “Codpiece” Carli
TÉCNICO Luis “Piroxz” Chavez

A Redemption conseguiu o acesso ao CBLoL ao vencer a Segunda Etapa do Circuito Desafiante 2018, triunfando sobre a paiN Gaming. É a segunda vez que esse elenco garante o acesso desta forma: a maior parte dos jogadores titulares disputaram a Segunda Etapa do CBLoL 2017 pela T Show. Mais experientes, muito mais fortes do que antes e com reforços de peso, terão sua segunda chance na elite nacional na Primeira Etapa de 2019.

Transferências
– Entrando: Glowcore (Topo, Redemption eSports B); Days4Fun (Caçador; Redemption eSports B); Riva (Meio, Redemption eSports B); Danz0r (Atirador, Redemption eSports B); Codpiece (Suporte, Redemption eSports B)
– Saindo: Drop (Santos e-Sports); KrlosCarioca (free agent)

 

 

Uppercut Esports

TOPO Mateus “Fitz” Cayres
CAÇADOR António “LeChase” Ramalho
MEIO Ruan “Anyyy” Cardoso
ATIRADOR Miguel “Stepz” Rezek
ATIRADOR João “Alternative” Parada
SUPORTE Yan “Damage” Sales
SUPORTE Luan “LuanLeal” Leal
TÉCNICO Alberto “ScrappyDoo” Yañez
TÉCNICO Rafael “RafaP” Pinheiro

A Uppercut é a RPG, mas com uma nova marca e identidade visual. A equipe campeã da Primeira Etapa do Circuito Desafiante 2018, e 5º lugar da Segunda Etapa do CBLoL deste ano sofreu algumas alterações: saíram Name, Cariok e Sarkis. Há duas importações diretamente de Portugal, LeChase e Alternative, respectivamente Caçador e Atirador. Os dois vieram da K1ck e são multicampeões da Liga Portuguesa de League of Legends (LPLOL) – comunicação não deverá ser um problema. A Uppercut também conta com o Atirador Stepz, selecionado em peneiras realizadas pela equipe. Finalizando, RafaP, ex-KLG, volta ao Brasil para integrar a comissão técnica da equipe.

Transferências
– Entrando: LeChase (Caçador, K1cK eSports Club); Alternative (K1ck eSports Club); Stepz (free agent); RafaP (Técnico, Kaos Latin Gamers)
– Saindo: Name (free agent); Cariok (free agent); Sarkis (free agent); Cabu (RED Canids)

 

 

Vivo Keyd

TOPO Felipe “Yang” Zhao
CAÇADOR Huang “Laba” Chen-Yang
CAÇADOR Jonas “Caos” Vriesman
MEIO Gabriel “Tockers” Claumann
ATIRADOR Micael “micaO” Rodrigues
ATIRADOR Augusto “Klaus” Clauss
SUPORTE Luan “Jockster” Cardoso
SUPORTE Matheus “Professor” Leirião
TÉCNICO Nelson “Nelson” Sng

O quinteto mais vitorioso da história do CBLoL voltou a se separar: Revolta deixou a Vivo Keyd para a Primeira Etapa de 2019. Com essa baixa em seu exército, os Guerreiros foram atrás de novos soldados e um novo general – Galfi também não está mais com a equipe. Ocupando essas duas posições, dois nomes diretamente da LMS: Laba, para a selva, e Nelson é o técnico. E não é só isso: a adição de Caos e Professor fecha um elenco bastante competitivo.

Transferências
– Entrando: Laba (Caçador, Team Afro); Caos (Caçador, Evilvice Esports); Professor (Suporte, ProGaming Esports); Nelson (Técnico, free agent)
– Saindo: Revolta (RED Canids); Kaneca (free agent); Galfi (free agent)

E abaixo você confere o calendário oficial do CBLoL 2019:

A KaBum! é a favorita na temporada 2019

Semana 1
Dia 1 – Sábado (12/01)
Jogo 1 – 13h: Flamengo eSports x KaBuM! e-Sports
Jogo 2 – 14h: Vivo Keyd x Uppercut Esports
Jogo 3 – 15h: ProGaming Esports x Redemption eSports
Jogo 4 – 16h: INTZ e-Sports Club x CNB e-Sports Club

Dia 2 – Domingo (13/01)
Jogo 1 – 13h: Uppercut Esports x KaBuM! e-Sports
Jogo 2 – 14h: Vivo Keyd x CNB e-Sports Club
Jogo 3 – 15h: Redemption eSports x INTZ e-Sports Club
Jogo 4 – 16h: Flamengo eSports x ProGaming Esports

Semana 2
Dia 1 – Sábado (19/01)
Jogo 1 – 13h: Redemption eSports x CNB e-Sports Club
Jogo 2 – 14h: INTZ e-Sports Club x ProGaming Esports
Jogo 3 – 15h: Uppercut Esports x Flamengo eSports
Jogo 4 – 16h: Vivo Keyd x KaBuM! e-Sports

Dia 2 – Domingo (20/01)
Jogo 1 – 13h: Uppercut Esports x ProGaming Esports
Jogo 2 – 14h: Redemption eSports x Flamengo eSports
Jogo 3 – 15h: CNB e-Sports Club x KaBuM! e-Sports
Jogo 4 – 16h: Vivo Keyd x INTZ e-Sports Club

Quem também chega forte é o Flamengo

Semana 3
Dia 1 – Sábado (26/01)
Jogo 1 – 13h: Vivo Keyd x ProGaming Esports
Jogo 2 – 14h: Redemption eSports x KaBuM! e-Sports
Jogo 3 – 15h: Flamengo eSports x INTZ e-Sports Club
Jogo 4 – 16h: CNB e-Sports Club x Uppercut Esports

Dia 2 – Domingo (27/01)
Jogo 1 – 13h: INTZ e-Sports Club x KaBuM! e-Sports
Jogo 2 – 14h: CNB e-Sports Club x ProGaming Esports
Jogo 3 – 15h: Flamengo eSports x Vivo Keyd
Jogo 4 – 16h: Redemption eSports x Uppercut Esports

Semana 4
Dia 1 – Sábado (02/02)
Jogo 1 – 13h: Flamengo eSports x CNB e-Sports Club
Jogo 2 – 14h: INTZ e-Sports Club x Uppercut Esports
Jogo 3 – 15h: ProGaming Esports x KaBuM! e-Sports
Jogo 4 – 16h: Redemption eSports x Vivo Keyd

Dia 2 – Domingo (03/02)
Jogo 1 – 13h: KaBuM! e-Sports x Flamengo eSports
Jogo 2 – 14h: Redemption eSports x ProGaming Esports
Jogo 3 – 15h: Uppercut Esports x Vivo Keyd
Jogo 4 – 16h: CNB e-Sports Club x INTZ e-Sports Club

Semana 5
Dia 1 – Sábado (09/02)
Jogo 1 – 13h: INTZ e-Sports Club x Redemption eSports
Jogo 2 – 14h: ProGaming Esports x Flamengo eSports
Jogo 3 – 15h: CNB e-Sports Club x Vivo Keyd
Jogo 4 – 16h: KaBuM! e-Sports x Uppercut Esports

Dia 2 – Domingo (10/02)
Jogo 1 – 13h: ProGaming Esports x INTZ e-Sports Club
Jogo 2 – 14h: KaBuM! e-Sports Club x Vivo Keyd
Jogo 3 – 15h: Flamengo eSports x Uppercut Esports
Jogo 4 – 16h: CNB e-Sports Club x Redemption eSports

Semana 6
Dia 1 – Sábado (16/02)
Jogo 1 – 13h: ProGaming Esports x Uppercut Esports
Jogo 2 – 14h: KaBuM! e-Sports x CNB e-Sports Club
Jogo 3 – 15h: INTZ e-Sports Club x Vivo Keyd
Jogo 4 – 16h: Flamengo eSports x Redemption eSports

Dia 2 – Domingo (17/02)
Jogo 1 – 13h: Uppercut Esports x CNB e-Sports Club
Jogo 2 – 14h: INTZ e-Sports Club x Flamengo eSports
Jogo 3 – 15h: KaBuM! e-Sports x Redemption eSports
Jogo 4 – 16h: ProGaming Esports x Vivo Keyd

Semana 7
Dia 1 – Sábado (23/02)
Jogo 1 – 13h: Vivo Keyd x Flamengo eSports
Jogo 2 – 14h: Uppercut Esports x Redemption eSports
Jogo 3 – 15h: ProGaming Esports x CNB e-Sports Club
Jogo 4 – 16h: KaBuM! e-Sports x INTZ e-Sports Club

Dia 2 – Domingo (24/02)
Jogo 1 – 13h: Vivo Keyd x Redemption eSports
Jogo 2 – 14h: Uppercut Esports x INTZ e-Sports Club
Jogo 3 – 15h: KaBuM! e-Sports x ProGaming Esports
Jogo 4 – 16h: CNB e-Sports Club x Flamengo eSports

Semana 8 – Supersemana
Dia 1 – Sexta-feira (08/03)
Jogo 1 – 13h: ProGaming Esports x Redemption eSports
Jogo 2 – 14h: Vivo Keyd x Uppercut Esports
Jogo 3 – 15h: INTZ e-Sports Club x CNB e-Sports Club
Jogo 4 – 16h: Flamengo eSports x KaBuM! e-Sports

Dia 2 – Sábado (09/03)
Jogo 1 – 13h: Vivo Keyd x CNB e-Sports Club
Jogo 2 – 14h: Flamengo eSports x ProGaming Esports
Jogo 3 – 15h: Uppercut Esports x KaBuM! e-Sports
Jogo 4 – 16h: Redemption eSports x INTZ e-Sports Club

Dia 3 – Domingo (10/03)
Jogo 1 – 13h: Uppercut Esports x Flamengo eSports
Jogo 2 – 14h: Redemption eSports x CNB e-Sports Club
Jogo 3 – 15h: Vivo Keyd x KaBuM! e-Sports
Jogo 4 – 16h: INTZ e-Sports Club x ProGaming Esports

Semana 9
Dia 1 – Sábado (16/03)
Jogo 1 – 13h: Vivo Keyd x INTZ e-Sports Club
Jogo 2 – 14h: CNB e-Sports Club x KaBuM! e-Sports
Jogo 3 – 15h: Uppercut Esports x ProGaming Esports
Jogo 4 – 16h: Redemption eSports x Flamengo eSports

Dia 2 – Domingo (17/03)
Jogo 1 – 13h: CNB e-Sports Club x Uppercut Esports
Jogo 2 – 14h: Flamengo eSports x INTZ e-Sports Club
Jogo 3 – 15h: Redemption eSports x KaBuM! e-Sports
Jogo 4 – 16h: Vivo Keyd x ProGaming Esports

Semana 10
Dia 1 – Sábado (23/03)
Jogo 1 – 13h: INTZ e-Sports Club x KaBuM! e-Sports
Jogo 2 – 14h: Redemption eSports x Uppercut Esports
Jogo 3 – 15h: CNB e-Sports Club x ProGaming Esports
Jogo 4 – 16h: Flamengo eSports x Vivo Keyd

Dia 2 – Domingo (24/03)
Jogo 1 – 13h: ProGaming Esports x KaBuM! e-Sports
Jogo 2 – 14h: Redemption eSports x Vivo Keyd
Jogo 3 – 15h: Flamengo eSports x CNB e-Sports Club
Jogo 4 – 16h: INTZ e-Sports Club x Uppercut Esports

Fase Eliminatória – Md5

Semifinal 1 – Sábado (06/04)
13h – Primeiro Colocado x Quarto Colocado

Semifinal 2 – Domingo (07/04)
13h- Segundo Colocado x Terceiro Colocado

Grande Final – Sábado (13/04)
13h – Vencedor Semifinal 1 x Vencedor Semifinal 2

Série de Promoção – Md5

Série de Promoção – Domingo (21/04)
13h – 7º Lugar CBLoL x 2º Lugar Circuito Desafiante

Top 10: Jogos mais aguardados para 2019

O ano 2018 acabou e deixou uma saudade boa, já que muitos games de alta qualidade saíram neste ano, tais como Godo f War, Red Dead Redemption e Forza Horizon 4. Mas não pense o ano de 2019 será menos especial para quem curte videogames! Não senhor! Este novo ano promete alguns dos jogos mais aguardados de todos os tempos e boas surpresas para todos os gêneros. Pensando nisso, elaboramos uma pequena lista de 10 jogos que devem chegar em 2019 e parecem imperdíveis demais para qualquer aficionado por videogames. Confira!

Resident Evil 2

Um dos capítulos mais amados de toda a franquia Resident Evil é sem dúvidas o segundo game, graças ao seu clima de tensão sempre crescente, monstros arrepiantes e o carisma dos dois personagens centrais. Quando a Capcom relançou o remake de R.E 1, a comunidade logo ficou na expectativa de um trabalho semelhante para Resident Evil 2.

Após anos de rumores, a Capcom acabou por confirmar os trabalhos no remake de Resident Evil 2. Na última edição da E3, aliás, a produtora chegou a levar uma demo que foi considerada espetacular pela maior parte da comunidade. Pelo que deu para ver, o game promete muitos sustos e um ambiente de puro terror.

Kingdom Hearts 3

Tetsuya Nomura é atualmente o principal nome da Square-Enix. Seu nome tornou-se reconhecido do público justamente pelo sucesso do primeiro Kingdom Hearts do Playstation 2 lá em 2002. De lá pra cá a série recebeu 13 títulos (contando os remasters e spin offs), sendo que o segundo jogo da série principal chegou ao mercado no distante ano de 2005.

Após 14 anos, finalmente Nomura está pronto para a terceira parte da saga de Sora e seus amigos Donald e Pateta. A franquia amadureceu feito vinho, de modo que o salto de duas gerações garantiram gráficos melhores e uma jogabilidade mais afiada. Não bastasse isso, as últimas compras da Marvel garantiram que os jogadores poderão explorar os mundos da Pixar e outras criações como Frozen e Monstros S.A. Kingdom Hearts 3 promete ser um prato cheio para fãs de RPGs de ação e histórias repletas de reviravoltas.

Devil May Cry 5

Dante e sua turma pareciam largados pela Capcom, mas eis que na E3 2018 um bombástico trailer foi revelado, mostrando que a franquia não apenas estaria de volta, como estaria mais brutal e fotorrealista. O grande macete é que a jogabilidade deve respeitar o legado da franquia, sendo um dos mais difíceis que os jogadores encontrarão.

Um detalhe importante é que Devil May Cry 5 terá outro protagonista chamado Nero, ao invés do lendário Dante. A mudança é para mostrar um ponto de vista novo, ao mesmo tempo que expande os horizontes da franquia. Mas não pense que Dante ficará de fora, a Capcom não confirma, mas rumores sugerem que Dante será um personagem jogável e será um dos pilares na resistência contra o ataque dos demônios.

Mortal Kombat 11

 

Durante o evento The Games Awards a NetherRealm aproveitou seu espaço para anunciar Mortal Kombat 11, o terceiro game principal desde que a produtora colocou as mãos na franquia – o primeiro foi o ótimo Mortal Kombat 9. O trailer não revelou muito, apenas uma luta entre Raiden e Scorpion, com direito a mostrar que o Deus do Trovão pode estar em sua versão corrompida.

Uma teoria que ganhou bastante espaço na internet foi a de que a trama envolverá viagens do tempo, já que Scorpion acaba aparecendo com seu uniforme clássico. Essas dúvidas não ficaram muito tempo no ar, pois o título tem previsão de lançamento em 23 de abril de 2019. Pelo que os produtores já fizeram no passado, podemos esperar mais um jogão de luta a caminho.

Shenmue III

A primeira vez que ouvimos falar de Shenmue III foi durante a E3 2015, quando Yu Suzuki subiu ao palco durante a conferência da Sony para apresentar um trailer garantindo que os trabalhos seriam feitos, porém para que o game visse a luz do dia seria necessário que a comunidade apoiasse a camapanha via Kickstarter. Não demorou muito para que os resultados fossem alcançados e o título ganhasse uma data de lançamento: 27 de agosto.

Não há muitos detalhes sobre a trama ou sobre a jogabilidade, mas Suzuki é reconhecido por ter revolucionado a indústria dos jogos eletrônicos com o primeiro Shenmue para Dreamcast. As expectativas são altas para este jogo, ainda que os dois primeiros não tenham envelhecido tão bem. De qualquer forma, fica o amor no coração que toda uma comunidade tem pela franquia, o que por si só já justifica todo o apoio que Shenmue III recebeu em poucos meses.

Gears 5

Gears 5 é a próxima e maior investida da Microsoft para tentar mudar o cenário do Xbox One. A franquia de TPS já se mostrou uma das mais bem produzidas do Xbox e um dos campeões de vendas da geração. Nesta nova entrada a Microsoft aposta em um ambiente mais caótico e na entrada de uma nova personagem chamada Kait Diaz, que deve descobrir mais sobre as origens da raça Locust.

Ao contrário dos games anteriores, aqui a Microsoft optou por chama-lo singelamente de Gears 5. A atitude ousada é uma tentativa renovar a franquia para o público mais jovem. Pelo que se pode ver nos trailer, o título promete bastante ação e uma trama mais emocional.

Luigi’s Mansion 3

O Nintendo Switch é um fenômeno de vendas e para não deixar a peteca cair a Nintendo continua apostando alto em suas franquias mais queridas. Este é o caso de Luigi’s Mansion 3, jogo que coloca o irmão do Mario em missões de caça-fantasma. O terceiro game foi anunciado meio que de surpresa em um Direct em setembro, com quase nenhum detalhe.

Sabe-se por hora que o game é exclusivo de Switch e chegará ao mercado em meados deste ano. A Nintendo guarda bastante segredo sobre este jogo, de modo que a comunidade espera novos detalhes durante a E3 2019. Este será o retorno de Luigi’s Mansion para uma plataforma de mesa da Nintendo desde o 1º capítulo.

Final Fantasy VII

Outro título que deu as caras na E3 2015 e depois saiu do radar foi Final Fantasy VII Remake. A Square-Enix promete o game ainda neste ano, mas a falta de informações sobre o desenvolvimento leva a crer que este aqui está no limbo criativo e somente deve surgir novidades a partir da E3. De acordo com Tetsuya Nomura, diretor do projeto, Final Fantasy VII somente receberá total atenção dos produtores após o lançamento de Kingdom Hearts III.

Sabe-se que o game não será um remake todo fiel, pois a equipe já informou que algumas mudanças foram feitas, tal como a missão em que Cloud se veste de mulher para se infiltrar. O remake não terá isso, além disso, a equipe criativa pretende deixar os combates mais fluídos, deixando um pouco de lado a estética dos RPGs por turno. Provavelmente a square-Enix não conseguirá lançar FFVII ainda em 2019, mas vamos manter as esperanças.

Anthem

A Bioware sabe que pisou feio na bola em Mass Effect Andromeda em 2017. A intenção é não repetir os mesmos erros. Anthem sai um pouco do senso comum, ao dar ao jogador a oportunidade de sair viajando por um mundo fantástico e habitado por muitas criaturas estranhas. Já que o foco é no multiplayer online, Anthem tem todos os ingredientes para criar uma comunidade forte e dedicada, se a EA fizer as coisas corretamente.

Talvez a melhor coisa de Anthem seja seus ambientes exploráveis. Sério, após ver a demo, você fica com aquele gosto de quero mais, como se o trabalho realizado pelos produtores superassem o limite do que os videogames são capazes de fazer. Mas é claro, por vezes a EA conseguiu nos enganar com jogos mal acabados. Felizmente, Anthem parece não seguir essa diretriz.

Ori and the Will of the Wisps

O segundo capítulo da saga de Ori surge aqui na lista meio que de penetra, pois é o game de menor escala de todos, se assemelhando muito a um jogo indie. O que o coloca nesta lista é o legado que ele traz consigo: o primeiro Ori foi fenomenal e um dos melhores games que já jogamos. A qualidade foi tal que sem dúvidas é um daqueles que podemos chamar de obra de arte interativa.

A Moon Studios promete elevar a franquia para um novo patamar combinando gráficos lindos de morrer e um gameplay metroidvania repleto de desafios. O trabalho de iluminação é um dos pontos altos pelo que a demo demonstrou. Não obstante, vale destacar que Ori é um dos games mais importantes do Xbox One nesta temporada, já que é justamente ele a quebrar um pouco o ritmo dos jogos da plataforma, que em geral são voltados aos tiroteios e pancadaria. É bom ver um game feito para emocionar os jogadores ganhando espaço entre os peso-pesados.