E3 2018 – O resumo da coletiva da Nintendo e o hype de Smash Bros. cresce

Das três grandes do cenário de jogos eletrônicos, a ultima a mostrar novidades foi a Nintendo. Como é de praxe, a empresa japonesa não fez uma apresentação ao vivo, mas sim transmitiu um Direct. A Big N aproveitou para falar sobre alguns dos jogos que estão no forno há algum tempo, tais como o novo Pokémon, Smash Bros e Overcooked 2. O grande destaque mesmo ficou por conta de Smash Bros, mas também tivemos a grata surpresa de Daemon X Machina, uma nova IP de mechas batalhando.

Daemon X Machina
O primeiro game da apresentação foi Daemon X Machina, um jogo de batalha entre mechas produzido pelos japoneses da Marvelous Entertainment. O vídeo foi bastante frenético e deixou a impressão de que as explosões e tiroteios serão recorrentes na maior parte do gameplay. Os gráficos em cel shading deram uma boa impressão, aproximando de vez os jogos eletrônicos e os animes.
A Nintendo não passou muitas informações, mas deu para sacar que a empresa continua investindo pesado em títulos japoneses e em novas IPs. O lançamento está programado para algum momento de 2019.

Xenoblade Chronicles 2 ganha DLC
Logo após apresentar Daemon X Machina, a Nintendo anunciou uma nova expansão para Xenoblade Chronicles 2 chamada Torna: The Golden Country. No capítulo, os jogadores viajarão 500 anos no tempo até uma era em que Mythra, Jin e Malos lutavam lado a lado por uma causa comum. De acordo com a Big N, o novo capítulo chega em 14 de Setembro.

Um novo vídeo de Pokémon Let’s Go Pikachu e Eevee
Durante a Direct exibida para a E3, Reggie Fils-Aime falou sobre os novíssimos e esperados Pokémon Let’s Go Pikachu e Eevee. De acordo com o executivo, a Pokébola Plus é um controle que serve para capturar os monstrinhos de bolso nos dois games. Além disso, você pode transferir as criaturas entre os dois games com auxílio do acessório.
Outro detalhe importante: quando a pokébola é sacudida uma luz se acende e é possível ouvir um som característico do Pokémon que estiver dentro dela. Também vale dizer que quem comprar o gadget ganha o lendário Pokémon Mew. Os dois jogos Pokémon: Let’s Go Eevee! e Let’s Go Pikachu! chegam em 16 de novembro pelo preço de US$ 59,99.

Super Mario Party é anunciado
Uma grata surpresa da Nintendo veio na forma de Super Mario Party, o mais novo capítulo da franquia de minigames multiplayer. Pelo que pudemos perceber no trailer de revelação, deu para perceber que alguns dos minigames tradicionais da franquia estão de volta com suporte para quatro jogadores em simultâneo.
Os jogadores podem ainda utilizar os comandos por movimentos graças ao sensor dos Joycons. Além disso, é possível conectar os Switches para formar um grande painel. De acordo com a Nintendo, o game chega no dia 5 de outubro.

Fire Emblem Three Houses
O novo capítulo de Fire Emblem havia sido anunciado em 2017, mas só agora pudemos ver um pouco do gameplay. Three Houses mantém a estética e gameplay dos títulos de RPG da franquia. A Intelligent Systems mesclou alguns elementos do gerenciamento de unidades em um esquema à lá “tatics”.
O novo título possui uma arte gráfica impressionante. Outra coisa importante é com relação à ação. O campo de batalha estará preenchido de inimigos, ao invés de dar destaque aos personagens centrais. Além disso, você pode explorar os cenários ao invés de visualizar as ações em visão superior. Fire Emblem: Three Houses chega para o Switch em meados de 2019.

Fortnite chegou ao Switch
Enquanto a apresentação da Nintendo rolava mundialmente, Fortnite ganhou versão para o Switch. O título já havia sido vazado pela própria eShop. A versão para o console da Nintendo inclui o modo Battle Royale e pode ser baixada gratuitamente. Uma coisa importante: a Epic Games confirmou que a versão de Switch terá crossplay com as versões de PCs, Xbox One e mobile.

Overcooked 2, Killer Queen Black e DBZ no Switch
Quase ao final da Direct, a Nintendo anunciou a chegada de dois jogos menores para o Switch: Overcooked 2 e Killer Queen Black. Os títulos demonstram que a Nintendo vai manter sua estratégia de apostar em jogos indies para pontuar seus principais lançamentos. Quem também foi confirmado para o console é o consagrado Dragon Ball FighterZ, o game de luta dos guerreiros Z que mais parece um episódio. O jogo de luta ainda não tem uma data oficial para chegar ao console.

Super Smash Bros Ultimate
O grande destaque da apresentação da Nintendo foi sem dúvidas o novo Smash Bros. De acordo com a Nintendo, todos os personagens que já apareceram nos jogos anteriores estão de volta, isso significa um roll de nada menos que 65 personagens. Sim, personagens que eram convidados especiais como Snake estarão na galeria de personagens. Falaremos mais sobre Super Smash Bros. Ultimate em breve.

Estes são os detalhes que você precisa saber sobre Cyberpunk 2077, o novo game da CD PROJEKT RED

O jogo a fechar a conferência da Microsoft na E3 2018 foi Cyberpunk 2077, game produzido pela CD PROJEKT RED. A honraria é merecida, afinal os caras são responsáveis pelo ainda melhor RPG da geração (The Witcher 3),  e o novo título parece ser a melhor coisa que os gamers verão nos próximos anos. Após um trailer bombástico, a produtora lançou um release falando mais sobre o projeto e alguns detalhes importantes.

O personagem principal

Em Cyberpunk 2077 os jogadores encarnam o papel de V, um cyberpunk da cidade futurista Night City. A cidade é um novo polo de poder e alta tecnologia dos EUA, porém a violência e as gangues imperam por todos os lados. Sim, o mundo de jogo é aberto e quatro vezes maior que o mapa de Witcher 3.

Nesta sociedade dominada por mega corporações, o jogador deve sobreviver e completar missões que envolvem derrubar figuras opressoras da sociedade e construir equipamentos de alta tecnologia. De acordo com a CD PROJEKT haverá muitas missões em Night City, de modo que o jogador vai gastar dezenas de horas somente no arco principal, além de outras boas horas com missões adicionais.

O nome do seu avatar no jogo é V (uma homenagem a V de Vingança, talvez?), um jovem inteligente e aficionado por alta tecnologia. O rosto do personagem não é definido, pois Cyberpunk oferece um grau de customização absurdo. Você pode definir o gênero de V, o visual, classe etc. Em outras palavras, quem constrói o personagem é você.

Prepare-se para fazer muitos escolhas difíceis

Tal como ocorria em Witcher, a árvore de diálogos será fator importante na campanha, de modo que as escolhas do jogador terão consequências futuras. Conforme explora as ruas de Night City, os jogadores terão que fazer escolhas difíceis. O mais interessante é que algumas mudanças no mundo do jogo são impactadas pela ação do jogador, do que simplesmente por algumas linhas de diálogo. Você pode destruir um prédio, por exemplo, e depois de alguns dias voltar para a área e ver as pessoas reconstruindo a área.

A jogabilidade

Jornalistas que tiveram acesso antecipado ao jogo à portas fechadas ainda contarão algumas coisas interessantes. A jogabilidade, aliás, é em 1º pessoa, de modo que o jogador deve se sentir mais próximo do personagem e entender suas motivações. Com esta perspectiva em 1º pessoa é possível realizar ações improváveis que vão desde movimentos de parkour até controlar robôs e desacelerar o tempo.

Ainda que os tiroteios sejam constantes e o mundo do jogo é extremamente urbano, não comece a imaginara que Cyberpunk será uma fusão de GTA com Witcher. Na verdade o game é em sua essência um RPG de ação. Se preferir, você pode até dizer que o título é o casamento de Deus Ex e The Witcher 3.

O lançamento

Cyberpunk 2077 será lançado para PC, Xbox One e PlayStation 4m, ainda sem data de lançamento definida. Para mais informações, acesse a página oficial no Facebook.

 

Fonte: GameInformer e Press release

E3 2018 – Conferência da Sony mostra porquê a empresa é líder mundial no mercado de jogos eletrônicos

A última das conferências da E3 foi realizada pela Sony (a Nintendo fez apenas um Direct). Líder absoluta do mercado de jogos eletrônicos, a Sony poderia dar-se ao luxo de apresentar apenas os mesmos jogos que já haviam sido mostrados anteriormente. Entretanto a empresa japonesa fez mais que isso, revelando jogos arrasadores e que parecem levar o PS4 ao limite.

Títulos como The Last of Us II, Nioh 2 e o apoio irrestrito aos parceiros mostram a força da marca Playstation e justificam a posição atual da Sony. Já os novíssimos Ghost of Tsushima e Spider-Man servem para provar que o PS4 é a casa das novas IPs mais desejadas da atualidade. Se depender dos esforços da Sony, os jogadores podem esperar por uma leva de jogos imperdíveis.

The Last of Us II

Um dos títulos mais bem avaliados de todos os tempos é The Last of Us. O game da Naught Dog foi tão bem recepcionado que a Sony até remasterizou o título para o PS4. Porém a comunidade almejava por algo novo, que fizesse jus ao poderia tecnológico do PS4 e assim a ideia de uma sequência tornou-se cada vez mais crível.

A apresentação da Sony na E3 começou justamente com Gustavo Santaolalla tocando o tema do primeiro game em um banjo. Ainda que a introdução gerasse estranheza, serviu para animar o público para o que viria. Em seguida rolou uma gameplay de The Last of Us pt II, em que vimos as habilidades furtivas de Ellie em um ambiente sombrio e repleto de inimigos.

Um dos detalhes mais comentados de todo o vídeo relacionado à TLoU II é o beijo gay que Ellie dá em outra garota. Muitas pessoas estão parabenizando a Naught Dog pela ousadia, enquanto outros acusam a produtora de apelativa. Sobre a jogabilidade em si, podemos ver que o stealth é a grande sacada do jogo e que a dificuldade será ainda maior que no primeiro game. A impressão deixada foi extremamente positiva.

Ghost of Tsushima

Este game era uma grande incógnita desde que a Sony começou a falar dele e após a apresentação em Los Angeles a impressão foi a que estamos prestes a ver uma obra de arte em forma de videogame ganhar forma. Trata-se de um jogo de ação em mundo aberto em que samurais se enfrentam em ambientes belíssimos.

A parte que mais chama atenção é o esmero com que os cenários foram feitos. Os efeitos de luz/sombra, os detalhes nas folhas e nas pedras ao redor são absurdos. Os personagens não ficam muito atrás, demonstrando uma riqueza de detalhes e expressões faciais realistas. Não é exagero dizer que este é um dos games mais bonitos que já vimos.

Sobre a jogabilidade em si, podemos dizer que há algo de influência de The Witcher 3 e Dark Souls. Sim, os combates demandam certa estratégia. A desenvolvedora deste trabalho é a Sucker Punch, os mesmos responsáveis por Infamous, então você pode esperar um jogo divertido e cheio de reviravoltas.

Control é o retorno da Remedy

Quem também aproveitou o espaço da Sony na E3 foi a Remedy e a 505 Games, desenvolvedora de Alan Wake, Max Payne e o mais recente Quantum Break. Este último, aliás, parece ter influenciado bastante nas mecânicas de jogo. Aqui você pode esperar muita troca de tiro e manipulação de objetos e poderes paranormais.

De acordo com o roteiro já divulgado, o jogador entra no papel de Jesse Faden, a jovem diretora da agência Control. Infelizmente as coisas começam a ir mal quando o prédio é dominado por forças sobrenaturais. Cabe a Jesse descobrir o que está ocorrendo e retomar o controle do prédio. O game tem lançamento para PS4, Xbox One e PC, porém sem data definida de lançamento.

Resident Evil 2 Remaster ganha trailer e data de lançamento

O trailer que a Capcom levou não mostrou muito de como será o jogo, mas o pouco revelado já serve para inferir algumas coisas. A primeira e mais importante: o jogo não será apenas um tapa gráfico, mas um jogo completamente novo, com novos gráficos, mecânicas de jogabilidade, e controle. A câmera, por exemplo, fica posicionada atrás do ombro dos personagens, como em Resident Evil 4.

Outro detalhe importante é que o título parece mais sangrento que o original e até mais assustador. A melhor coisa mesmo é que os jogadores não terão de esperar muito para colocar as mãos no produto: o lançamento é previsto para 25 de Janeiro de 2019. Mais detalhes devem ser revelados em breve.

Piratas do Caribe aparecem em Kingdom Hearts 3

A franquia estrelada pelo Capitão Jack Sparrow estará em Kingdom Hearts 3. Pelo menos foi isso que o novo trailer mostrou. Os dois universos já haviam se encontrado em KH 2, desta vez, porém, o avanço gráfico das plataformas garante avatares mais estilizados de Jhonny Depp, Orlando Bloom e Elizabeth Swan. Sim, o nível de detalhes é impressionante. Além disso, o trailer revelou que haverão batalhas entre navios à lá Assassin’s Creed IV Black Flag.

Death Stranding está no nível de qualidade que se espera de Kojima

Um dos jogos mais esperados nesta E3 era Death Strading. Motivos? Tem Hideo Kojima, Norman Reedus e Guillermo Del Toro na produção. Como se não bastasse, Kojima tem toda a liberdade criativa para fazer as coisas a seu modo, de uma maneira que não seria possível na Konami.

Durante o evento americano, pudemos ver um pouco do gameplay e foi possível inferir algumas coisas: o mundo de jogo é enorme, haverão momentos até assustadores e a trama deve contar com muitos mistérios e tensão (além de viagens no tempo). Podemos apostar que este será um dos melhores jogos do Playstation 4 até o final de sua vida últil.

Nioh 2 está confirmado

A Koei Tecmo está dedicada a mudar sua imagem no mundo dos jogos e se posicionar como uma das produtoras mais sérias do mundo. Para isso, a empresa está apostando alto em suas franquias mais bem sucedidas. Após surpreender a todos com o anúncio de Dead or Alive 6, a empresa apresentou um vídeo da sequência de Nioh, jogo ao estilo Dark Souls ambientado no Japão feudal.

A produção está a cargo da Team Ninja e pelo pouco que foi mostrado deu para sacar que o protagonista do jogo anterior. Isto é um indicativo de que talvez sejam contada uma história de outra lenda japonesa envolvendo samurais. O 1º game foi inspirado em um roteiro inacabado de Akira Kurosawa, um dos cineastas mais importantes do Japão.

Spider-Man pode ser um dos melhores games de heróis de todos os tempos

Este foi o momento incontestável da conferência da Sony, certo? O gameplay apresentado foi digno de elogios de toda a imprensa e do público. Também pudera, o game está lindo, as cenas de ação são extasiantes e a Nova York parece deveras realista. Deu para perceber que muitos inimigos farão participações e que o aracnídeo não terá vida fácil.

Em alguns momentos, Spider-Man lembrou bastante da liberdade que vimos no clássico Spider-Man 2, do PS2. Felizmente não será necessário esperar muito para colocar as mãos nesta joia. A Insomniac garantiu o lançamento para setembro.  O vídeo abaixo encerrou a apresentação da Sony na E3, deixando uma ótima impressão.

Os jogos apresentados estão em um nível muito alto e o grafismo dos exclusivos mostra que a plataforma ainda tem muito que oferecer antes do lançamento do Playstation 5. Ainda que tenha apresentado menos jogos que a concorrência, os títulos mostrados certamente segurarão bem as pontas para a empresa japonesa.