Hora do Duelo! Yu-Gi-Oh! Duel Links já está disponível para a Steam

Há mais de uma década a franquia Yu-Gi-Oh tem feito absurdo sucesso no Brasil. Apesar de não se fazer onipresente na mídia nacional como na época em que estourou, o jogo ainda conta com uma base sólida e bastante dedicada no país. Não por acaso, a Konami acaba de lançar a versão para PCs de Duel Links. O jogo já conquistou milhares de jogadores nos celulares e desta vez está disponível na Steam com algumas melhorias muito esperadas.

Duel Links permite que os duelistas revivam as aventuras de Yami Yugi, Seto Kaiba e outros personagens adorados da franquia Yu-Gi-Oh! em uma competitiva batalha de cartas. Ah, vale lembrar que os personagens da saga GX também fazem parte do pacote de jogo. Na versão para PC de Yu-Gi-Oh! Duel Links, jogadores poderão recuperar suas pontuações da versão móvel do jogo e duelar uns contra os outros jogadores das plataformas móvel e PC.

Além de permitir o crossplay entre PCs e mobile, a Konami ainda fez um belo trabalho para os fãs do card game: em Duel Links os monstros estão com animações 3D incríveis e até as vozes dos dubladores japoneses estão inclusas. Infelizmente ainda existe a limitação de apenas três zonas de monstros.

Desde seu lançamento internacional em janeiro deste ano, o Yu-Gi-Oh! Duel Links já alcançou mais de 55 milhões de downloads, chegando ao topo do ranking de aplicativos gratuitos na App Store e na Google Play. O título é totalmente grátis. Por enquanto não há planos de lançar versão para consoles. Mais informações no site da Konami.

Abaixo tem o trailer de Duel Links para Steam:

Campeonato universitário de Heavy Metal Machines acontece na próxima terça-feira (21) na URI

O jogo Heavy Metal Machines está fazendo história! Desta vez o jogo da Hoplon terá um torneio amistoso entre alunos da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI), no Rio Grande do Sul. A competição inédita acontece na próxima terça-feira, 21 de novembro. O mais interessante é que o torneio é organizado pelos próprios alunos.

A competição é exclusiva para alunos e será sediada no campus de Frederico Westphalen/RS. Ao todo serão oito times na disputa, que terá o formato de eliminação simples, ou seja, uma única derrota é o bastante para que a equipe seja eliminada. De acordo com os organizadores, será utilizada a plataforma Battlefy para sortear os confrontos. Como premiação, todos os jogadores do time campeão ganharão um mouse Razer Krait, itens do jogo e camisetas.

“O Brasil é um grande mercado consumidor de games e sempre notamos nos nossos alunos um enorme interesse pelos jogos eletrônicos. A Hoplon participou de uma aula inaugural na URI e o feedback dos alunos foi excelente. Alguns, inclusive, formaram uma equipe e participaram do campeonato sul-americano de Heavy Metal Machines, ficando em quarto lugar”, disse Rosângela Faschel, coordenadora do mestrado em Letras da URI. “Diante do interesse dos estudantes e a fim de fomentar o game nacional, decidimos ampliar essa parceria entre URI e Hoplon com um campeonato de Heavy Metal Machines. Temos certeza que será um sucesso e esperamos um dia participar de torneios interuniversidades”, completou.

Esta não e a primeira vez que universitários organizam um torneio de Heavy Metal Machines: no ultimo dia 11 de novembro a Universidade do Vale do Itajai (Univali) recebeu o primeiro torneio do jogo e contou com partidas frenéticas. A expectativa da Hoplon e que esses torneios se tornem mais frequentes e mobilizem diversas universidades pelo Brasil e no exterior. Interessados em realizar torneios oficiais de Heavy Metal Machines em suas universidades podem entrar em contato com a Hoplon pelo e-mail marketing@hoplon.com.

Para quem não conhece, Heavy Metal Machines (HMM) é um jogo multiplayer online de batalha de carros free-to-play da desenvolvedora catarinense Hoplon. Ele coloca carros armados até os dentes em combates nas arenas mais surreais imaginadas. Lembra algo de Rock n Roll Racing e Twisted Metal. Heavy Metal Machines está disponível em beta aberto no Steam e pode ser baixado gratuitamente.

Abaixo tem um trailer de Heavy Metal Machines:

Esporte Interativo lança Copa EI Games de Clash Royale: Desafio dos Reis

Boas novas para quem curte Clash Royale: está marcada para o dia 11 de dezembro a 3º edição da Copa EI Games. Desta vez, os 14 mais experientes e engajados youtubers irão se enfrentar em uma competição de Clash Royale– o jogo que é líder do ranking de apps mais rentáveis do mundo, entre os jogos mobile (desbancando o Pokemon Go, inclusive). Serão dois grupos com sete participantes em cada um. Os quatro melhores de cada grupo se classificam e se enfrentam em mata-mata nas quartas, semis e finais. A premiação será de R$ 10 mil para o vencedor.

A terceira edição da Copa EI Games será transmitida nos Canais Esporte Interativo e também na página do EI Games no Youtube, que tem quase 280 mil inscritos. Nas edições anteriores, a competição teve 23 milhões de minutos assistidos e rendeu um crescimento de 50% para a página. Os participantes juntos reúnem mais de 12 milhões de inscritos fieis ao Clash Royale, o jogo mais jogado do mundo.

Pedro Gelli, maior Youtuber de Clash Royale do Brasil, que está confirmado na competição. “Surpreendendo a todos e inclusive a mim o Clash Royale com menos de dois anos de história já vem conquistando seu valor no mundo dos eSports, com competições cada vez maiores e com melhores jogadores! Isso, é claro, se deve à facilidade com que qualquer pessoa joga tendo um smartphone de médio desempenho pra cima. Por ser um jogo com gráfico e cores atrativas aos olhos, mas extremamente estratégico, consegue conquistar do público infantil aos adultos. Não podendo esquecer da importância das iniciativas independentes aos desenvolvedores, como a do Esporte Interativo de montar um campeonato com os maiores youtubers do Brasil de Clash Royale e ainda ter isso exposto para milhões de pessoas com um conteúdo inédito na TV e internet Clash e EI RULES”.

A Copa EI Games de Clash Royale irá ao ar de segunda a sexta, à meia-noite. A narração é de Octávio Neto e os comentários serão de Caju, maior Youtuber mulher da modalidade no Brasil. Vale lembrar que Clash Royale já é um dos jogos mais populares entre as competições de eSports, participando até mesmo da Brasil Game Show e em diversos eventos pelo Brasil e pelo mundo.

Claudio Prandoni lança guia completo dos pro players de League of Legends no Brasil

Para quem ama o eSport, uma grata novidade? O jornalista Claudio Prandoni destrinchou a modalidade esportiva que mais cresce no mundo. Basicamente é um mega guia de League of Legends, o jogo de MOBA mais famoso de todos os tempos, contando sobre o jogo e sobre as maiores lendas entre os cyberatletas mundiais. O lançamento é uma cortesia da editora Panda Books e é uma ode para quem acompanha os pro players brasileiros desde que LoL se popularizou no Brasil.

Aqui você encontra tudo sobre os maiores pro players brasileiros, além de dicas preciosas para quem quer se tornar um jogador profissional. Seja você apenas um fã curioso ou um Invocador já experiente, a obra é uma referência para todos que curtem o jogo da Riot Games. O leitor encontrará tudo sobre os maiores jogadores profissionais de games (os pro players) brasileiros da atualidade, desde o início de suas carreiras até atingirem o status de estrelas do eSport.

São capítulos dedicados a nomes nacionais como brTT, Kami, Leko, Lep, Minerva, Mylon, Revolta, Takeshi, Tockers e YoDa, além de um perfil do fascinante coreano Faker, o melhor jogador de League of Legends de todos os tempos. O autor também explica como funciona uma Gaming House – ambiente que serve como uma espécie de casa, lugar de concentração e centro de treinamento para a equipe –  e ensina as siglas malucas utilizadas pela galera da comunidade, como GG WP (“good game well played”, ou “bom jogo bem jogado”) e AFK (“away from keyboard” ou “longe do teclado”).

O ponto alto está no capítulo que revela 10 dicas preciosas para quem quer se tornar um jogador profissional. Uma delas é não ser “tóxico”, palavra que, no ambiente dos games, se refere àqueles jogadores com comportamento negativo. Por sinal, para aqueles que querem entender melhor a linguagem do mundo do LoL, o autor preparou um dicionário com dezenas de verbetes para falar fluentemente o idioma. Seja você apenas um fã curioso ou um Invocador já experiente, esta obra é uma referência para todos que curtem esse jogo épico.

Para quem não conhece, League of Legends conta com um elenco cheio de criaturas fantásticas, e combina reflexos rápidos com táticas complexas. Cada jogador escolhe um personagem com habilidades únicas para enfrentar o combate na arena. O que se vê ao longo da partida é um embate eletrizante, marcado por olhares atentos nos monitores e dedos com reflexos rápidos nos mouses e teclados. Apelidado de LoL, o jogo tem milhões de fãs e campeonatos oficiais por todo o globo. A final do Mundial de 2016 teve uma audiência global de 43 milhões de espectadores, ultrapassando de longe as 30 milhões de pessoas que assistiram às finais da NBA no mesmo ano.

O Autor

Claudio Prandoni nasceu em Santos e é formado em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo. Já escreveu sobre games para o jornal Folha de S.Paulo, para a revista Rolling Stone Brasil e para publicações especializadas. Atualmente é editor-assistente do UOL Jogos, área de games do portal UOL.

 

Guia League of Legends

Claudio Prandoni | 80 pp. | 17 X 24 cm | R$ 28,90

Editora: Panda Books | ISBN: 978-85-7888-683-7 | CB: 9788578886837

Peso: 0,180 kg | Capa: Cartão C1S 250g | Acabamento: Laminação fosca | Miolo: Offset 90g

Solte sua voz para vencer os obstáculos em Ressonance – The Lost Score

Para fazer sucesso, um jogo indie deve inovar em algum sentido, certo? Se você pensa assim, te apresento Ressonance – The Lost Score, um jogo de plataforma musical em que a principal arma do jogador é a voz. Sim, aqui você utiliza um microfone para interagir com o cenário. O game esteve presente na BGS 2017 e foi uma das gratas surpresas do evento neste ano.

A trama é simples, porém divertida: você deve ajudar o jovem Wez a encontrar a Partitura Perdida. A partir daí o jogador deve passar pelos mais diferentes obstáculos para chegar até a misteriosa partitura. Para tanto, use sua voz para passar por obstáculos diversos, utilizando-se da frequência correta para ter sucesso. Ele lembra algo do quase desconhecido In Verbis Virtus.

A mecânica gira em torno da frequência da voz. Não adianta se esgoelar, a ideia aqui é usar o tom de voz adequado para interagir com o cenário. Existem algumas plataformas que só se movem com o som certo, ou seja, para fazê-la avançar você deve utilizar sua voz na frequência correta e mantê-la até o final. Se você fraquejar a voz, a plataforma retorna para o local de origem.

A princípio parece um jogo de plataforma comum, ou seja, você vai pular plataformas e diversos obstáculos seguindo a premissa de ir da esquerda para a direita. A diferença é que o controle principal é um microfone. Os principais obstáculos são cúpulas de vidro que são destruídos de acordo com a vibração que o jogador emite. Mas não basta apenas ficar gritando: cada obstáculo necessita de uma entonação específica. As frequências são simbolizadas por círculos de diferentes cores para ilustrar a entonação necessária.

Resonance – The Lost Score esteve presente na BGS 2017 no estande da PONG (Potiguar Indie Games), onde os jogadores podiam testar o game com um microfone profissional, mas os desenvolvedores já adiantaram que qualquer microfone pode ser ajustado para o jogo. O game está atualmente disponível na plataforma itch.io por U$ 1,99. Recentemente o jogo conseguiu sinal verde na Steam com previsão de lançamento na plataforma em algum momento do primeiro semestre de 2018.

Abaixo tem o trailer de Ressonance – The Lost Score:

Grupo Globo e Go4it lançam Prêmio eSports Brasil

Quem acompanha de perto os torneios de eSports já deve conhecer os atletas e times pelo nome, além de narradores, personalidades e ligas profissionais. Pois bem, o eSport está prestes a se tornar ainda mais profissionais graças ao Prêmio eSports Brasil promovido pelo Grupo Globo e o Go4it, que visa celebrar os grandes atletas, personalidades do universo gamer e times mais competitivos do Brasil.

Este é o primeiro evento do segmento a ocorrer na América Latina. Com data marcada para o dia 19 de dezembro, em São Paulo, a iniciativa inédita nasce com a missão de reconhecer, celebrar e projetar representantes de todas as áreas que impulsionam a indústria brasileira de esportes eletrônicos.

O evento vai reconhecer diferentes modalidades no universo dos campeonatos de games como, por exemplo, Lol, Dota 2 e CS: GO, e tem a Claro como patrocinadora máster na categoria “apresenta”. Os fãs das modalidades serão envolvidos desde o aquecimento e terão papel fundamental na escolha dos finalistas. O público vai conhecer as categorias da premiação, os jurados, os indicados, votar para levar seu atleta preferido para a final e acompanhar, na íntegra e ao vivo, tudo o que acontece no evento pelo SporTV.

A escolha dos vencedores será baseada em duas frentes: votação técnica (11 categorias) e popular (4 categorias). No aspecto técnico, um júri especializado composto por 34 nomes vai indicar os concorrentes para cada uma das 11 categorias como, por exemplo, “atleta revelação” e “melhor atleta de eSports”. Oito indicados em cada categoria vão para votação do público no site do prêmio.

Os fãs levam o indicado mais votado para a final junto com mais dois finalistas com maior número de indicações do júri. Dentre os finalistas, o júri mais uma vez vota para chegar ao vencedor. Já na eleição popular, que inclui “melhor streamer”, “melhor organização”, “melhor jogo” e “craque Claro da galera”, o público vai nomear seus favoritos e o mais votado será eleito vencedor diretamente.

“Buscamos a linguagem e os personagens do universo gamer e a nossa ideia é apresentar um storytelling completo, tanto para a audiência quanto para o anunciante. O prêmio é o reconhecimento desse ‘novo atleta’ e estamos muito felizes de participar desse projeto com o SporTV e a Go4it”, explica Vanessa Oliveira, diretora de projetos digitais da VIU.

 

 Categorias – Prêmio eSports Brasil

 

Júri Técnico:

Atleta Revelação

Personalidade do ano

Atleta de eSports do ano

Melhor atleta de League of Legends

Melhor atleta de Dota 2

Melhor atleta de CS:GO

Melhor atleta de Overwatch

Melhor atleta de Futebol Virtual

Melhor atleta de Card Game

Melhor atleta de Rainbow Six  Siege

Melhor atleta de outras modalidades

 

Júri Popular:

Melhor streamer

Melhor organização

Melhor jogo

Craque Claro da Galera

Google abre inscrições para a primeira edição do Indie Games Festival na América Latina

Mais uma oportunidade para você, desenvolvedor indie, para mostrar seu produto a um grande público e quem sabe o apoio de grandes empresas de games. A Google acaba de anunciar durante o Playtime 2017 a criação do Indie Games Festival, um evento que visa dar visibilidade para jogos independentes da América Latina. As inscrições para participar já estão abertas e, de acordo com a Google, o festival premiará os melhores jogos independentes da região com prêmios que irão ajudá-lo a ter seu trabalho notado por especialistas da indústria e jogadores de todo o mundo.

As inscrições são exclusivas para produtores indies dos seguintes países: Brasil, México, Argentina, Uruguai, Paraguai, Colômbia, Chile, Peru, Costa Rica, Bolívia, Venezuela, Equador e Guatemala. Importante dizer que a produtora precisa ter até 15 funcionários e ter o jogo lançado na Google Play após 1º de janeiro de 2016. As inscrições podem ser feitas até 20 de dezembro.

Os 15 finalistas do Indie Games Festival apresentarão seus jogos na capital paulista, em 22 de Fevereiro de 2018. Na ocasião, os finalistas terão a oportunidade de apresentar seu trabalho para um júri integrado por especialistas da indústria, dos quais 3 vencedores serão selecionados. Os grandes vencedores ganharam destaque nas lojas online da Google, além de uma TV Android.

 

Premiação para os finalistas e vencedores:

Finalistas

Cada um dos 15 selecionados receberá:

  • Inclusão do jogo no Indie Corner nas lojas Google Play das Américas, Europa e Oriente Médio por um mês;
  • Promoção do jogo nos canais Android Developer / Google Play Developer;
  • Oportunidade de apresentar o seu jogo no LatAm Indie Games Festival 2018;
  • 1 Chromecast;

 

Vencedores

Além da lista acima, cada um dos 3 escolhidos irá receber:

  • 1 TV Android;
  • Destaque Premium para o game dentro do Indie Corner nas lojas do Google Play das Américas, Europa e Oriente Médio por um mês.
  • Destaque Premium para o game na Android Developer / Google Play Developer channels.

 

Aos que NÃO preenchem as condições para participar do festival: Caso você não atenda aos critérios para se candidatar aos prêmios, ainda é possível se inscrever para participar da apresentação dos cases em São Paulo, em 22 de Fevereiro de 2018, conferir algumas das novidades em indie games e se divertir com diversos especialistas da indústria e desenvolvedores de indie. Mais detalhes no site oficial do Indie Games Festival.

Conheça o indie brasileiro Memories of Kami, o primeiro game da Yokai Collective Studio

Hoje vamos falar de um game indie brasileiro bastante promissor: Memories of Kami. Desenvolvido pela Yokai Collective Studio, o jogo é uma aventura de plataforma 2D com elementos de RPG. Aqui os jogadores embarcam no mundo mágico de Kami, habitado por Origamis, onde deve assumir o papel de nove guardiões que devem impedir as forças malignas de uma terrível contaminação que pretende devastar e destruir os seres vivos.

A grande sacada do jogo é sua mecânica baseada na troca de personagens a fim de tomar proveito de suas respectivas habilidades únicas. Estes personagens são caracterizados por nove animais sagrados – os guardiões da glória. Um dos aspectos que mais chamaram as atenções de quem conheceu Memories of Kami durante seu début na BGS 2017 foi o estilo visual, que lembra o consagrado Ori and the Blind Forest, mas a verdade é que o título tem inspirações mais antigas como Donkey Kong Country do Snes.

A trama: Kami é um mundo mágico habitado por criaturinhas de papel chamadas Origami. Esse mundo de luz e bençãos, onde todas as coisas boas do universo fluem abundantemente é, de tempos em tempos, atacado pela energia negativa de outros mundos. Os ataques de energia escura são chamados pelos habitantes de Kami de Incidentes. Quando a magia negra adentra Kami, ocorrem várias manifestações como doenças, acidentes, e qualquer tipo de desordem ou desgraça. Mas os Incidentes, geralmente não são nada demais, pois logo que surgem são combatidos e derrotados pelos nove famosos Sagrados Guardiões da Glória de Kami.

Os Guardiões da Glória são poderosos animais escolhidos pelo Destino e têm como dever eliminar toda e qualquer energia ruim que surge no belo paraíso de Kami. Não é preciso de todos os noves Guardiões para acabar com os Incidentes comuns. Mas a cada mil anos, um Incidente poderoso invade Kami, e esse sim, representa uma ameaça que necessita do poder de todos os Guardiões, juntos, para ser eliminado. Este Incidente grave é chamado de A Contaminação dos Mil Anos. E dessa vez, a Vigésima Sétima Contaminação dos Mil Anos veio muito mais feroz e irresistível, determinada a destruir de uma vez por todas o fantástico mundo dos nossos Guardiões.

Sua missão é guiar estes guardiões em uma busca pelos resquícios de energia que podem restabelecer Kami. Para tanto você adquire habilidades e poderes que lhe conferem novas transformações. Tal como num jogo de RPG, o jogo gratifica o jogador de acordo com seu estilo de jogo, graças a árvore de habilidades, ou seja, se você for do tipo defensivo, vai se tornar um grande defensor ao final da jornada.

Memories of Kami tem previsão de lançamento para 2018, sendo que uma demo deve ser lançada oficialmente em algum momento de maio do mesmo ano. Por enquanto o jogo é apenas para PC, mas os desenvolvedores esperam conseguir portar o título para Xbox One e Playstation 4. Mais informações no site oficial.

Abaixo você confere o trailer de Memories of Kami:

Startup Matific é selecionada no Pitch.Gov SP para integrar projetos de educação e tecnologia

Já falamos aqui da Matific, certo? Pois bem, a startup israelense pretende revolucionar o ensino da matemática nos colégios estaduais de São Paulo com o uso de tecnologias de jogos educacionais em salas de aula. A boa notícia é que a empresa é uma das finalistas da segunda edição do Pitch Gov.SP, programa de inovação que conecta o governo paulista e empresas de tecnologia com objetivo de melhorar os serviços públicos, e vai apresentar, no dia 9 de novembro, no Palácio dos Bandeirantes, um programa de integração de jogos educacionais de matemática ao currículo escolar do estado.

Uma das intenções do projeto é combater o nível de defasagem do ensino da matemática no Brasil e aumentar o engajamento de alunos e professores por meio de novas tecnologias de aprendizagem. Segundo estudo recente do Branco Mundial, o Brasil, apesar dos avanços educativos, levaria cerca de 75 anos para alcançar a média dos países ricos em matemática. Um levantamento da Fundação Lemann mostra ainda que, no quinto ano da educação básica, apenas 39% dos estudantes estão no nível esperado em matemática.

O sistema Matific já é adotado em mais de 40 países, com cerca de dois milhões de alunos ao redor do mundo, três milhões de jogos executados por mês e diversos prêmios internacionais por sua pedagogia e tecnologia. No Brasil, a plataforma de jogos matemáticos é utilizada atualmente por 100 mil estudantes, de 250 colégios públicos e privados, com 50 mil jogos executados por dia no Brasil. A galeria da empresa possui hoje 1,6 mil jogos educacionais de matemática.

O evento contará com líderes do governo, investidores, aceleradoras e demais players da área de empreendedorismo. As startups aprovadas no pitch  vão assinar convênios com o Governo do Estado para que suas soluções sejam testadas junto aos órgãos e entidades envolvidas.

“O sistema de gamificação promove uma aprendizagem mais profunda, pois, além de engajar os alunos em situações cotidianas, também estimulam a curiosidade, a exploração, o raciocínio lógico e a aprendizagem pela descoberta, em um ambiente lúdico e interativo”, comenta Dennis Szyller, diretor da Matific Brasil. “Também fornece aos professores dados de desempenho de seus alunos em tempo real, o que permite a personalização das atividades de acordo com o momento de aprendizagem de cada aluno”, acrescenta.

Jogos aumentam desempenho de matemática

Um estudo conduzido pela Universidade de Sidney, na Austrália revelou um aumento de 34% no desempenho do alunos em provas finais após um ano de uso da plataforma Matific. Em Israel, o nível de interesse pela matemática foi 33% maior nos estudantes que usam a Matific em comparação com os que não utilizam.

No Brasil, uma levantamento recente com cerca de 500 professores mostrou que o desempenho em matemática aumenta em até 70% com o uso de jogos digitais. Segundo o estudo, para 65% dos professores, o uso da plataforma Matific contribui para o engajamento dos discentes na disciplina e tira a ideia de que a matéria é “chata e difícil”.

Já estão abertas as inscrições para a Copa de Futebol Digital 2017 no Sana Fest

Já estão abertas as inscrições para participar da Copa de Futebol Digital 2017 do Sana Fest 2017. De acordo com a Federação Cearense de Futebol Digital (FCEFD), a disputa acontece nos dias 16 e 17 de dezembro, no Centro de Eventos do Ceará, durante o evento de cultura pop e oriental. As inscrições estão abertas e acontecem pelo site. Os jogadores poderão competir em duas modalidades no FIFA 18 e no PES 2018.

A taxa da inscrição para a Copa de Futebol Digital é de R$35,00 e serão premiados os primeiros, segundos e terceiros lugares de cada modalidade. Além deste divertido torneio, a Arena Games ainda vai contar com concursos, sorteios e disputas dos campeonatos de outros. Vale lembrar que alguns Yutubers foram convidados para atender o público e realizar partidas de exibição ao vivo.

Os campeonatos de jogos digitais acontecem na Arena Games, uma das maiores áreas do Sana Fest Especial. O grande vencedor do trneio de FIFA 18 leva para casa um Playstation 4, enquanto que o segundo colocado fica com um game de PS4. A disputa promete ser bastante acirrada. O Sana Fest 2017 ainda reúne empresas de tecnologia e desenvolvedores de games que desejam realizar lançamentos e demonstrar os seus produtos para o público alvo.

Para quem não conhece, a Federação Cearense de Futebol Digital – FCEFD é uma instituição civil registrada, legalmente constituída sem fins lucrativos que visa unificar as ligas municipais, lojas e clubes que já estavam organizando campeonatos por todo o Estado. Com experiência em organizar eventos há 10 anos, a FCEFD vem ganhando força em realizar eventos com grandes parceiros.

 

Onde conseguir ingressos para o Sana Fest 2017

O primeiro lote de ingressos promocionais, do maior evento de cultura pop e oriental do Nordeste, está liberado nos pontos de vendas e pelo site www.BilheteriaVirtual.com. Os ingressos são vendidos em combo ou por dia, com os valores promocionais de R$ 60,00 (meia) do pacote para os três dias, R$ 25,00 (meia) para sexta-feira, R$ 30,00 (meia) para sábado e domingo.  O benefício da meia-entrada será dado a estudantes, professores, portadores de necessidades especiais, doadores de sangue regulares, idosos e jovens de baixa renda.

Para quem deseja curtir o evento com todo o conforto, o Combo VIP oferece entrada diferenciada pela portaria VIP, lounge exclusivo com guarda volumes, Free Play, open bar de água, refrigerante, sucos e petiscos, além do acesso para tirar fotos com algumas atrações do evento. O pacote deste combo pode ser adquirido para os três dias por R$350,00, somente para a Sexta-VIP ou Sábado-VIP por R$120,00 e Domingo VIP, por R$150,00. Todos os ingressos da entrada VIP são valores únicos.

 

Serviço: Sana Fest 2017

Data: 15,16 e 17 de dezembro de 2017

Local: Centro de Eventos do Ceará

Horário: sexta-feira 12h às 20h

Horário: sábado e domingo 10h às 20h

Games Independentes, Jogos Nacionais, Produção de Games e muito mais.