Jogo indie Battle Frontier busca apoio para receber sinal verde na Steam

Hoje falaremos sobre um jogo criado por um talentoso time de desenvolvedores indie do interior de São Paulo. Trata-se de Battle Frontier, um game de shooter baseado em turnos, onde dois times se enfrentam sobre um terreno completamente destrutível e tentam destruir um ao outro (seja por dano ou derrubando) até que apenas um lado permaneça vivo. O título segue a premissa de Gunbound, de modo que sua jogatina é voltada para o multiplayer online.

Para tentar destruir os inimigos, basta mirar com precisão, calculando ângulo e velocidade inicial para que a trajetória de seus tiros colidam apenas com seus alvos. O atacante deve levar em consideração fatores como o vento, gravidade e habilidades dos outros jogadores. Estratégia é a chave para o sucesso. Existem quatro classes de personagens: médico, defensor, atirador e escavador. Cada uma dessas classes possui habilidades específicas a fim de auxiliar o time.

Todos esses personagens possuem três slots para tiros e uma para utilizar sua habilidade especial. Você é livre para fazer a combinação que quiser. Além disso, slots de número mais alto aumentam o efeito do seu tiro, mas também custam mais. Um elemento que aumenta o nível de estratégia de jogo é alterar os atributos do personagem, de modo que é possível mudar totalmente seu estilo de jogo a fim de obter vantagem na batalha. Entretanto não há como aumentar um atributo sem diminuir outro em troca. Este Sistema de balanceamento garante que o esquema de pay-to-win não seja possível.

Outro ponto bacana em Battle Frontier é que os cenários respondem às leis da física como nenhum outro jogo do gênero. Se você quebrar o chão e uma peça for desconectada, ela cairá, assim como quaisquer jogadores que nela estivessem apoiados. Além disso, dano de queda será aplicado não apenas aos jogadores caindo, mas também aos atingidos pelos fragmentos. A intenção é recompensar os melhores atiradores.

Como se não bastasse, cada um dos mapas interage com os jogadores e/ou ambiente de formas únicas. Seja um relógio que parou de funcionar por ter suas engrenagens quebradas, ou uma proteção contra o vento que agora tornará o jogo muito mais difícil para os seus oponentes, usar o mapa é não apenas divertido como também altamente estratégico!

O game está em campanha para receber o sinal verde na Steam e conta com a colaboração dos jogadores brasileiros para sair do papel. No site especial de Battle Frontier tem todas as informações sobre o gameplay e demais elementso desse título viciante.

Abaixo tem o trailer de Battle Frontier:

PoPixel é o novo game do estúdio indie CGGames

Nosso destaque do dia é o jogo indie PoPixel, da produtora CGGames, os mesmos caras por trás dos jogos Milford Heaven e Luken’s Chronicle. A nova empreitada do estúdio é um game de plataforma para mobile com uma mecânica bastante desafiante de um estilo artístico puxado para o pixel art. De acordo com os desenvolvedores, ele une elementos de jogos casuais e aventura da geração 16 bits.

Você controla um homem-bala acrobata que explode balões pulando em cima deles, mas não é tão simples assim, cada balão tem uma função e um comportamento diferente.  O objetivo é coletar as três moedas de cada um dos níveis. São quatro mundos, com 30 fases em cada um, de modo que para encontrá-los, o jogador deve ter perícia nos saltos e resolver pequenos puzzles. O macete é utilizar os diferentes efeitos de cada balão para chegar ao final das fases.

O elemento que mais chama as atenções em PoPixel é seu estilo retrô, facilmente associado aos jogos da geração 16 bits. Os visuais coloridos e a jogabilidade fácil e viciante dão o tom certo para um game que merece ser conhecido. Parece que a ideia era unir a jogabilidade clássica com mecânica casual. O resultado é satisfatório. Popixel está disponível para usuários Android em duas versões: a demo gratuita e a versão final, que custa R$ 2,00.

Abaixo tem um trailer de PoPixel:

Após título brasileiro, INTZ realiza bootcamp na Alemanha de olho no International Wildcard

Após a conquista do segundo Split do Campeonato Brasileiro de League of Legends no último sábado (9), os integrantes do INTZ começaram sua preparação para o International Wildcard com um bootcamp na Alemanha. A ideia é treinar com os melhores jogadores possíveis e utilizando os melhores equipamentos. O bootcamp será realizado em Berlim e a equipe ficará na cidade entre os dias 17 de julho a 16 de agosto.

A fase de classificação do IWC será realizada em São Paulo, a partir do dia  24 de agosto, e as finais acontecem no teatro Ópera de Arame, em Curitiba (PR), nos dias 3 e 4 de setembro. A expectativa é alta, pois equipe dos Intrépidos conquistou todos os campeonatos que disputou na categoria em 2016 de maneira invicta. Além dos dois splits do CBLoL, o time também levou o tricampeonato do Brasil Mega Arena, que aconteceu no Rio de Janeiro.

A ideia dos Intrépidos é repetir a fórmula de sucesso utilizada anteriormente: no começo deste ano a equipe treinou na Alemanha antes da semifinal do primeiro split do CBLoL. Em 2015, o clube realizou treinamentos na sede da NVIDIA, em Santa Clara, Califórnia (EUA), antes das finais do segundo split. De acordo com a equipe, a ideia é utilizar o tempo livre para treinar forte e chegar preparado para as próximas competições.

“Nesses bootcamps, nós buscamos melhorar nossa  estratégia. Aqui no Brasil, o cenário não é tão evoluído como lá fora. Quando treinamos ou jogamos no exterior, procuramos sempre absorver essa experiência deles”, disse Luan “Jockster” Cardoso.

Bootcamp é fruto de parceria entre INTZ e NVIDIA

De acordo com a INTZ, a realização de novos bootcamps  é fruto de uma parceria firmada com a NVIDIA. O clube e a empresa de tecnologia computacional renovaram o acordo de patrocínio no começo de maio, seguindo com a exposição na camisa e com previsão de novos bootcamps até o fim do ano.

“Nós vamos conseguir usar o bootcamp para treinar nesse período em que estaríamos parados, já que o CBLOL foi adiantado por conta dar Olimpíadas.  Temos que agradecer a NVIDIA, pela parceria com o INTZ, que possibilitou isso. Teremos uma chance de elevar nosso nível competitivo e esperamos que isso seja traduzido nas partidas do Wildcard”, afirmou Micael “micaO” Rodrigues.

Monster Hunter Generations já está disponível na eShop

Na última semana a Capcom lançou oficialmente o jogo Monster Hunter Generations em formato digital para o Nintendo 3DS. O game chego à eShop pelo preço de R$ 99,99 compatível com todos os modelos do 3DS. Junto do lançamento, a Capcom disponibilizou um Starter Pack gratuitamente dentro do jogo, oferecendo poções, armadilhas e outros itens que ajudaram os jogadores a mergulharem na aventura e caçar os monstros mais terríveis do mundo.

Além do Starter Pack, a Capcom dará suporte contínuo ao jogo com quests gratuitas por download mensalmente e conteúdos adicionais toda sexta-feira até o final do ano. Esses novos pacotes de conteúdo vão adicionar novos desafios para estender a jogatina ainda mais. Os pacotes também permitirão que os caçadores e Felynes se equipem com roupas e armas temáticas baseadas em séries famosas como Fire Emblem, The Legend of Zelda, Okami e outras.

De acordo com a Capcom, Monster Hunter Generations é a mais customizável experiência em sua série de RPG. Novas mecânicas de jogabilidade foram introduzidas, como os Styles e as Hunter Arts, que permitem um estilo de jogo personalizado e bastante único. Os jogadores podem realizar ataques por cima usando o estilo Aerial, ou realizar contra-ataques precisos e poderosos com o estilo Adept. O combate está mais dinâmico com a adição das Hunter Arts, uma seleção de ataques devastadores, habilidades de campo e aprimoramentos que qualquer caçador pode usar independente de estilo ou arma utilizados.

No início da jornada, os jogadores se juntam à Wycademy, um grupo especializado em pesquisar e estudar monstros. Além de derrotar algumas das ameaças mais perigosas, os jogadores também precisam defender cada uma das quatro vilas do jogo das ameaças conhecidas como os Fated Four. O título possui centenas de missões para acumular recursos para criar novas armas e equipamentos, há incontáveis desafios para se enfrentar na aventura solo ou no multiplayer local e online para até quatro jogadores.

Anteriormente disponíveis apenas como parceiros de IA, “Palicoes”, os Felynes agora estão jogáveis no modo “Prowler”, com suas próprias quests e recompensas, mecânicas de jogabilidade únicas e equipamentos próprios. Para acessar as mais recentes informações e material de divulgação de Monster Hunter Generations, visite o site da Capcom.

Abaixo tem o trailer de lançamento de Monster Hunter Generations:

Nuuvem traz jogos da Bethesda com até 56 de desconto esta semana

Está atrás de games com um preço bacana? Pois bem, a Nuuvem, maior plataforma de venda de games anunciou uma promoção de títulos da Bethesda até o dia 21 de julho, quinta-feira, às 19h, com descontos de até 56% em jogos famosos. Alguns jogos são antigos como Doom, cujo desconto é de 47%. Outros títulos mais recentes também estão com desconto, como Skyrim (55%) e a franquia Fallout, com até 56% de desconto. A intenção é impulsionar a venda desses jogos e dar a chance de jogadores dedicados adquirirem ótimos games com um preço justo.

A ação, intitulada “Especial Bethesda”, conta com quase 30 jogos da publisher e traz, além dos nomes citados, títulos como The Evil Within, com 56% de desconto, Wolfenstein: The New Order, com 56% de desconto, e o Dishonored com 46% de desconto. Este último, para ter ideia, está custando apenas R$ 15,99. Outros games conceituados estão com oferta imperdível, como é o caso de Fallout 3, que sai por R$ 8,99. A lista completa, com quase 30 jogos, pode ser encontrada no site da Nuuvem.

Sobre a Nuuvem

Para quem não conhece, a Nuuvem é uma plataforma brasileira de distribuição digital de jogos para computador, e que oferece uma forma prática e fácil das pessoas terem seus games pela internet. A loja virtual possui mais de 3 mil jogos dos mais diversos gêneros e de renomadas produtoras como Take 2, Konami, Rockstar, Sega e Ubisoft. A empresa facilita a entrada de produtoras e desenvolvedores em mercados locais de jogos, através de preços mais acessíveis. Ao adquirir os seus jogos, os clientes da Nuuvem ficam com eles sempre disponíveis em sua conta para serem baixados e instalados em seu computador.

ADjogosRS celebra resultados do BIG Festival

O BIG Festival já passou, mas ainda tem uma galera comemorando os resultados obtidos na feira. Entre os mais contentes estão as empresas filiadas à ADJogosRS (Associação de Desenvolvedores de Jogos Digitais do Rio Grande do Sul), pois além de participar e mostrar deus jogos, algumas empresas ministraram palestras e nada menos que três devs abocanharam as principais categorias na premiação, incluindo Melhor Jogo e Melhor Jogo Brasileiro.

A comitiva levada pela ADjogosRS à São Paulo contou com 14 empresas associadas. No total, os representantes das empresas gaúchas participaram de 180 reuniões, tanto dentro quanto fora do matchmaking e as expectativas são de resultados positivos neste período pós-evento. A oportunidade serviu para discutir parcerias e futuros negócios com empresas de outras regiões do Brasil. De acordo com Ivan Silveira, diretor executivo da ADJogosRS, a intenção é atrair mais expositores para o DASH, evento da organização gaúcha que deve ocorrer em outubro.

Gaúchos filiados à ADjogoRS levaram os principais prêmios do evento

Como se não bastasse, durante a cerimônia de premiação, realizada no dia 30 de junho, três empresas gaúchas venceram em diferentes categorias. A Rockhead Games, de Porto Alegre, venceu a categoria Melhor Jogo Brasileiro, pelo título Starlit Adventures. Já o jogo Horizon Chase, da também porto-alegrense Aquiris Game Studio, faturou o prêmio na categoria Melhor Jogo. Essa foi a primeira vez que um game desenvolvido por uma empresa brasileira venceu a categoria. A Imgnation Studios venceu o prêmio BIG Starter Entretenimento, pelo jogo Monowheels VR.

“Horizon Chase ter vencido como Melhor Jogo do BIG foi incrível. E também histórico, já que foi a 1ª vez que um brasileiro venceu a principal categoria do festival. A Aquiris está em festa! Em especial porque um prêmio com esta grandeza avaliza ainda mais a importância de Horizon Chase como um dos principais jogos já feitos pela indústria nacional até hoje”, declarou o CEO da Aquiris Game Studio, Israel Mendes.

A ADJogosRS não chegou a dar maiores detalhes sobre o DASH, mas a movimentação da organização em busca de novos expositores e parceiros serve de indicativo de que as coisas devem começar a ser divulgadas em breve.

Counter Strike: Global Offensive é confirmado na Brasil Game Cup

Faltando pouco menos de dois meses para o início da Brasil Game Show, a organização acabou de anunciar mais um título das finais da Brasil Game Cup, a competição que ocorrerá durante a BGS é que reunirá os melhores jogadores do Brasil em disputas valendo mais de R$ 80 mil. A bola da vez é Counter Strike: Global Offensive. O jogo de tiro junta-se a Clash Royale e DOTA 2, que já haviam sido confirmados na BGC.

O título se junta aos já confirmados Dota 2 e Clash Royale na maior edição já realizada da Brasil Game Cup. De acordo com osnorganizadores, a classificação para o torneio de CS:GO da Brasil Game Cup se dará por meio de uma competição realizada pela Gamers Club com 64 times nos dias 23 e 24 de julho. A disputa deve ser bastante acirrada e movimentar os principais times profissionais de e-sports do Brasil.

As equipes interessadas devem se inscrever gratuitamente pelo site  e as 8 melhores garantem vaga para o torneio, que começa no dia seguinte, 25 de julho. As partidas de CS:GO na primeira fase da BGC acontecerão online às segundas-feiras, a partir das 19h, com transmissão em todos os canais oficiais da BGC (YouTube , Azubu e Twitch) e contarão com narração e comentários profissionais.

Os melhores times da fase online, que terminará em 15 de agosto, disputarão as fases finais da competição nos dias 02 (semifinal) e 04 de setembro (final), no palco da BGC na Brasil Game Show. A Gamers Club também terá um estande na BGS, onde promoverá partidas entre visitantes e jogadores profissionais, disponibilizará estações de jogos para o público e venderá mousepads, roupas e acessórios oficiais da marca FalleN e Games Academy, além de assinaturas mensais do seu cube de benefícios. Mais informações sobre a participação da Gamers Club e todos os detalhes do torneio de CS:GO na BGC podem ser encontrados no site da BGC.

Abaixo tem um vídeo da Brasil Game Cup:

Conheça Galow, o novo jogo da Tocha Games

Lembra daquelas máquinas de parques de diversões em que você deve acertar objetos com um martelo? Pois bem, foi justamente essa brincadeira que inspirou o estúdio indie brasileiro Tocha Games a desenvolver Galow, um título para mobile em que o jogador deve acertar galos que aparecem aleatoriamente com um martelo.

Galow tem uma premissa casual e o objetivo do jogador é acertar o máximo possível de galos antes que eles escapem. Quanto mais acertar, mais pontos ganha. Existem quatro tipos de galos e a cada um que acertar, mais pontos ou bônus irá ganhar. Os quatro tipos de personagens são: Galo comum (10 pontos), Galo com palitó (100 pontos), Galo com saco de milho (10 pontos + especial) e Peixe (perde 50 pontos).

O jogador deve ficar de olho, pois os personagens são bem rápidos e vão tentar fugir rapidamente. A jogabilidade é bem dinâmica, de modo que é aconselhável adotar uma tática ágil para conseguir passar maior tempo e obter mais pontos. Você deverá ser bem cuidadoso quando entrar nessa partida, pois só os jogadores mais habilidosos conseguem passar mais de 5 minutos jogando.

Onde encontrar Galow

O estúdio Tocha games já possui cinco jogos lançados para Android, incluindo Crazy Dynno, Nota Baixa e CrazyPump. Assim como os demais jogos, Galow é gratuito e está disponível para usuários de Android.  O desenvolvimento ficou a cargo do desenvolvedor Renato Sousa, que espera ainda mais sucesso nos novos jogos e capture a atenção do público casual.

Equipe de e-Sports CNB cria arena em parceria com a HyperX

Os e-sports estão cada vez mais populares atualmente e isso não é novidade para ninguém. De acordo com dados do SuperData, empresa especializada em dados sobre jogos, os jogos eletrônicos já somam mais de 70 milhões de espectadores. Com tantas pessoas dedicadas a este tipo de jogo, não é de se surpreender que os investimentos em e-sports aumentem gradativamente. E é justamente isso que a equipe CNB está fazendo em parceria com a HyperX ao lançar uma nova arena para competições nacionais.

O CNB HyperX Arena tem capacidade para até 150 pessoas e está localizado na capital paulista.  O local contará com palco equipado com computadores especiais para gamers, telão para exibição de jogos de todas as modalidades do e-Sports, lanchonete e showrooms de patrocinadores. A inauguração ocorreu no dia 17 de junho e a expectativa é que os fãs dos Blumers frequentem  o ambiente a cada competição que a equipe participe.

“Nossa ideia é ter um espaço intimista para que seja a casa da nossa torcida e amantes de e-Sports, um lugar para que possam torcer assistindo aos jogos do CNB HyperX e interagir participando de nossos eventos”, explica Carlos Júnior, um dos sócios fundadores da equipe CNB.

CNB HyperX Arena

A arena era um sonho antigo do CNB e já estava idealizado desde 2009. Para sair do papel foi necessário um investimento de nada menos que R$300.000,00. O sonho começou a se tornar realidade desde o último mês de novembro graças a uma parceria com a HyperX. Com a novidade, a expectativa é de que 15 mil torcedores possam conhecer o local durante o primeiro ano, criando um engajamento cada vez maior para o clube.

“Este ano vamos lançar mais projetos visando essa interação e novas experiências entre os torcedores e o nosso clube. Além de um acampamento gamer, ainda estamos planejando uma outra ideia para surpreender ainda mais o universo de e-Sports, conta Carlos Júnior, responsável pelo projeto Peneira HyperX Preparando Campeões.

Conheça Help: The Game, um jogo que ajuda crianças vítimas de guerras

São poucos os jogos eletrônicos cujo objetivo é ajudar alguma causa social. O nosso destaque do dia destaca-se justamente por sua proposta humanitária e bem enganada. Trata-se do game Help: The Game, projeto criado pela instituição beneficente War Child, que presta auxílio às crianças que vivem em zonas de conflitos militares. O projeto mobilizou 11 estúdios de todo o mundo, que desenvolveram jogos para a plataforma PC.

Esses jogos foram reunidos em uma coletânea e estão prontos para chegar ao consumidor no dia 26 de julho com distribuição global na Steam. Toda a renda obtida será destinada para a War Child e servirão para ajudar vítimas de guerras, como os conflitos na região do Oriente Médio.

A maioria dos jogos que compõe a coletânea foram finalizados em seis dias e os demais estarão prontos em breve. Os onze estúdios que abraçaram a causa são bastante promissores, sendo eles a Bossa Studios, Creative Assembly, Curve Digital, Hardlight, Modern Dream, Rovio Sweden AB, Spit Milk Studios, Sports Interactive, Sumo Digital, Team 17 e Torn Banner. O detalhe é que a publisher será a SEGA Europe.

Para quem não conhece, a War Child é a única instituição dedicada a crianças que vivem em zonas de conflito. De acordo com estudos realizados pela instituição, atualmente existem mais de 230 milhões de crianças em condições desumanas ocasionaras por guerras e conflitos bélicos no mundo inteiro. A intenção da instituição é ajudar a prover educação, alimentação e condições mínimas favoráveis à vida dessas crianças, que na maioria dos casos não possuem o convívio familiar.

“Quando nós revelamos os planos para ‘Help: The Game’, estávamos apenas levemente otimistas de que a iniciativa geraria interesse entre a indústria de jogos eletrônicos. Mas o nível de entusiasmo que tivemos em retorno superou quaisquer expectativas. Tendo visto o resultado dos games que já foram finalizados até agora, fica claro que os estúdios se divertiram bastante durante o processo. E que em 26 de julho será a vez dos jogadores”, disse Miles Jacobson, diretor da Sports Interactive e presidente da comissão da War Child UK para a criação de ‘Help: The Game’.

O pacote será lançado via Steam no dia 26 de julho com o preço sugerido de US$ 14.99. Para mais informações, visite o site da Warchild.

Abaixo tem um trailer de Help The Game:

Games Independentes, Jogos Nacionais, Produção de Games e muito mais.