DragonJam Studios prepara o lançamento de Wincars Racer

O estúdio indie DragonJam anunciou seu primeiro game para PC, mirando os amantes de jogos de corrida com interação online. Wincars Racer é um título multiplayer online com a premissa de relembrar os antigos jogos de corrida de árcade da década de 90, porém com algumas firulas e tratamento gráfico dos jogos contemporâneos.

O game ainda não tem data de lançamento definida, mas de acordo com o estúdio, o lançamento será em breve. Quem estiver interessado pode fazer a inscrição no site do game a fim de garantir um lugar nos testes betas que serão realizados antes do lançamento oficial. Vale mencionar que o game surgiu primeiramente no Kickstater.

Anteriormente o jogo era conhecido pelos desenvolvedores como “Formula Wincars”. A mudança do nome ocorreu por diversas razões, de acordo com a DragonJam. Uma delas é que os jogadores poderiam acreditar erroneamente que o game seria focado na Fórmula 1, sendo que o jogo tem um viés árcade parecido com jogos como Burnout ou Mario Kart. Outro motivo para a mudança do nome era a possibilidade de o jogo ter problemas de licenciamento por causa da palavra Formula.

Wincars Racer promete uma jogabilidade rápida e muitos power ups espalhados pelos cenários. De fato, parece que a desenvolvedora queria fazer seu próprio Mario Kart, porém com o público alvo sendo os jogadores de PC conectados online. Mais novidades no site do game.

Abaixo tem o trailer do projeto Wincars Racer:

Meu Malvado Favorito: Minion Rush da Gameloft alcança a marca de meio bilhão de downloads

A Gameloft comemorou uma marca incrível – que muitos jogos AAA sequer chegam perto – em meados de março o jogo Meu Malvado Favorito: Minion Rush alcançou 500 milhões de downloads, desde seu lançamento em 2013. O título foi produzido graças a uma parceria entre a Gameloft, a Illumination Entertainment e a Universal Partnerships & Licensing. De acordo com a gigante dos jogos mobile, a marca equivale a 1 download para cada 14 pessoas no mundo.

Para ter ideia do sucesso, o jogo “Meu Malvado Favorito: Minion Rush” é considerado “o jogo licenciado mais baixado do mundo na App Store e Google Play em 2014.” Além dos ótimos índices de download, o jogo ainda conquistou importantes prêmios como o Nickeloden Kid’s Choice Award e o BAFTA Award.

“Meu Malvado Favorito: Minion Rush é um sucesso incrível desde o seu lançamento em 2013. O jogo continua divertindo jogadores de todo mundo até hoje.” Declara Gonzague De Vallois, Vice-Presidente de Publicação da Gameloft. “Graças à colaboração entre a Illumination Entertainment, Universal e a equipe de desenvolvimento e marketing da Gameloft, nós conseguimos atingir a incrível marca de meio bilhão de downloads. Pouquíssimos produtos conseguiram atingir esses números na história do entretenimento”.

Para comemorar o sucesso, Meu Malvado Favorito: Minion Rush recebeu  cerca de 14 upgrades que visavam tornar a jogabilidade mais interessante. Além disso, foram adicionados novos desafios, minijogos (como corridas de snowboard e skate) e locais do filme (esconderijo de El Macho, praia dos Minions, laboratório de gelatina e Parque dos Minions). O game está disponível gratuitamente para download nas plataformas iOS e Android.

No título, você controla os Minions em uma missão para criar a mais saborosa gelatina jamais criada. Para tanto eles devem coletar frutas em diversos cenários. Para isso, eles devem desviar de obstáculos e inimigos que estão no caminho. A jogabilidade é bastante simples e lembra os famosos “runners”, porém com ambientes 3D bastante detalhados.

Abaixo está o trailer do game Minion Rush:

Break Loose ganha pacote de novidades após bater 1 milhão de partidas

O estúdio indie Pixtoy de Vitória, ES, está com a corda toda, pois o jogo Break Loose ultrapassou a marca de 1 milhão de partidas realizadas. Para comemorar o feito, o estúdio liberou um pacote de atualização para a versão Android. Entre as novidades estão a possibilidade de pular missões; obter um starter pack; melhorias gráficas; correção de bugs; e por fim os itens estão mais baratos no Me e todos os pacotes de moedas estão mais baratos para os jogadores brasileiros.

Para quem não conhece, Break Loose : Zombie Survival é um game mobile do gênero endless runner. Lembra bastante Temple Run, porém com temática zumbi, basicamente você está em um mundo devastado por mortos-vivos. Para sobreviver, você deve matar os infectados e desviar de armadilhas. O título é bastante frenético e possui um senso de urgência difícil de encontrar em jogos mobile.

Durante as corridas nas cidades arruinadas, o jogador se depara com centenas de zumbis, além de obstáculos e itens vitais para a sobrevivência. Conforme você vai passando por fases, o ranking vai aumentando, de modo que você vai competindo com outros jogadores ao redor do mundo pela melhor pontuação. Um dos diferenciais do jogo é seu fator desafio, que torna o game mais fácil no começo e mais difícil à medida que avança.

Break Loose está disponível para Android e iOS gratuitamente. De acordo com a produtora, há uma versão planejada para Windows Mobile, mas ainda sem uma data definida.

Abaixo está o vídeo do game Break Loose:

Epic Games anuncia Unreal Engine Tour no Brasil

Durante o início do mês de maio a Epic Games organizará o evento Unreal Engine Tour em quatro cidades do Brasil (Rio de Janeiro, São Paulo, Fortaleza e Recife). O evento ocorrerá entre os dias 2 e 10 de maio e tem como foco mostrar as capacidades do motor Unreal Engine 4, a mais recente versão da engine mais popular do mundo.

O evento contará com 6 horas de duração, onde haverá palestras de personalidades da Epic e convidados especiais. De acordo com a empresa, o conteúdo cobrirá todos os aspectos da Unreal Engine, incluindo programação em C++. O público assistirá o evento em um auditório com capacidade para até 400 pessoas.

Em são Paulo, o evento ocorre nas dependências da USP. Uma das grandes vantagens do motor para os desenvolvedores indies é que a desde março eles podem obter a licença totalmente gratuita. A engine pode ser utilizada para desenvolvimento para consoles, PCs e até dispositivos móveis.

Além de produção de games, a UDK4 pode ser utilizada pelos desenvolvedores para arquitetura e visualização, realidade virtual, edição de filmes e animações. Com a Unreal Engine 4, é possível criar jogos para PS4, Xbox One, Windows, OS X, Android, iOS e para a web (HTML5). Além disso, o código fonte está totalmente disponível, fazendo com que a Unreal Engine 4 seja uma grande ferramenta para ensinar desenvolvimento de jogos e computação gráfica 3D em um ambiente acadêmico.

Parece que a intenção da Epic Games pretende utilizar o evento para agarrar os desenvolvedores indies do Brasil que nos últimos anos estão cada vez mais utilizando outras engines como a Unity. Mais informações do evento no site da Unreal Engine.

Primeiro game brasileiro baseado em Tormenta é lançado

Tormenta já é um ícone da cultura pop, afinal a obra de RPG já rendeu quadrinhos, romance e outros formatos. A bola da vez é o jogo Tormenta: O Desafio dos Deuses, da Jambô Editora, que foi lançado no dia 31 de março no Splitplay. Apesar de o pré-lançamento ter ocorrido apenas no final de março, o game já é considerado um grande sucesso, pois o número de usuários registrados já passa de 80 mil. Este número é ainda mais espantoso se levarmos em consideração que a Splitplay possui apenas 10 meses de existência.

“Estamos extremamente empolgados em trazer aos jogadores o game deste incrível universo inteiramente brasileiro! Centenas de fãs já compraram o jogo através de sua campanha de financiamento coletivo em 2013, e agora é a vez de trazê-lo ao resto do Brasil!”, afirmou Rodrigo Coelho, CEO do Splitplay, Rodrigo Coelho.

O game foi produzido com o apoio da Universidade Feevale e produzido pelo Laboratório de Jogos Digitais da instituição. O título conquistou apoio massivo da comunidade, angariando  mais de 70 mil reais em sua campanha no Catarse  – o maior valor já alcançado por campanhas de financiamento coletivo para jogos realizadas no Brasil.

Até então o game sai para as plataformas PC e Mac e tem como inspiração alguns jogos conhecidíssimos como Streets of Rage e Golden Axe, porém com elementos de RPGs mais modernos. A ação ocorre no mundo de Tormenta, uma aventura épica romantizada em uma série de livros que foi estendida também para quadrinhos.

Há suporte para até dois jogadores, que podem fazer várias firulas típicas do gênero, como personalizar personagens, explorar os quinze cenários e interagir com vários personagens de Tormenta como os heróis Talude, Niele e Sir Orion Drake, ou ainda os vilões como Thwor Ironfist e Mestre Arsenal.

Além do game, será lançado, em livrarias do Rio e de São Paulo, uma publicação de RPG com o mesmo nome (O Desafio dos Deuses). O livro transpõe todo o material do jogo para o RPG de mesa. Quem comprar o livro de RPG Tormenta: O Desafio dos Deuses também receberá um código especial para comprar o jogo com desconto no Splitplay.

O Desafio dos Deuses pode ser adquirido com exclusividade no Splitplay. A expectativa é de uma boa demanda e interesse pelos produtos. O mais interessante é que Tormenta é um dos poucos produtos nacionais que conseguem fazer a mudança para várias mídias de forma bem sucedida.

Abaixo tem o trailer do game Tormenta:

Dig Rush: primeiro jogo terapêutico baseado em método patenteado para tratar ambliopia

A Ubisoft e a Amblyotech decidiram investir em um gênero pouco explorado para desenvolver um novo projeto. Trata-se do gênero de jogos terapêuticos, agora representado pelo game Dig Rush, que tem como objetivo o tratamento da ambliopia, conhecida como “olho preguiçoso” ou “olho vago”.  Dig Rush é baseado em técnicas criadas pelos doutores Robert Hess, Benjamin Thompson, Behzad Mansouri, Jeremy Cooperstock, Long To e Jeff Blum da McGill University.

O game em si é bastante simples: você controla dois mineradores e uma plataforma, de modo que você deve elevar um dos mineradores enquanto faz o outro seguir da esquerda para a direita. O minerador que está na plataforma, uma vez que chega ao topo, deve ir da direita para a esquerda. Deste modo o jogador deve concentrar-se nos dois pontos do ambiente. Este é um apenas um dos cenários do game, e há outros desafios que vão treinar a visão do jogador.

O game é para tablets e para fazer efeito é necessário o uso de um óculos 3D, aqueles em que um lado é vermelho e outro azul. O melhor mesmo é que ao invés de tratar apenas o olho fraco, Dig Rush estimula os dois olhos, binocularmente, para treinar o cérebro a melhorar a capacidade visual do paciente por meio de diferentes níveis de contraste entre azul e vermelho que podem ser vistos através de óculos estereoscópicos. Com esse método, os médicos podem ajustar as configurações do jogo de acordo com o grau de fraqueza do olho do paciente, permitindo que os dois olhos acompanhem os desdobramentos da partida.

“Enquanto as opções atuais de tratamento, como o uso de tampão, proporcionam alívio limitado e tem baixa adesão de pacientes devido ao desconforto e estigmas sociais, a terapia eletrônica da Amblyotech tem sido testada clinicamente para melhorar significantemente a capacidade visual tanto de crianças quanto adultos que sofrem dessa condição e não utilizam outros tipos de medicação. A partir da parceria com a Ubisoft, temos ainda mais condições de dar aos médicos um panorama completo e certeiro da adesão de novos pacientes e monitorá-los ao longo do tratamento”, disse Joseph Koziak, CEO da Amblyotech.

Atualmente, o tratamento mais comum da ambliopia é o uso do tampão, mas este método é pouco aderido pelos pacientes devido ao desconforto e aos estigmas sociais e brincadeiras de mau gosto. A ambliopia atinge até 3% das crianças de todo o mundo e se não for tratada corretamente pode causar cegueira na idade adulta.

Dig Rush é uma realidade, mas ainda depende da anuência da FDA, órgão regulador americano, para que possa ser colocado no mercado como forma de terapia. Assim que reunir todas as aprovações regulatórias, o tratamento ficará disponível em todo o mundo. A esperança é que o game ajude pessoas com ambliopia a recuperar a saúde visual em pouco tempo e de maneira eficaz.

Abaixo tem um vídeo do game Dig Rush:

Games Independentes, Jogos Nacionais, Produção de Games e muito mais.