puc-sp

PUC-SP oferece cursos de extensão para profissionais da área de games

A PUC-SP é uma das instituições de ensino que mais está atenta ao mercado de videogames no Brasil. A instituição conta com nada menos que quatro cursos de extensão para quem quer atuar no mercado. Os cursos não são destinados apenas a desenvolvedores, mas também para profissionais de outras diretrizes como jornalistas e até roteiristas, sendo eles os cursos de Narrativas e Roteiro de Games para Dispositivos Móveis, Desenvolvimento Mobile para Windows Phone, Desenvolvimento de Games com Unity 3D, Crítica de Videogames.

Estes cursos têm como objetivo capacitar alunos e profissionais do mercado a entender melhor o funcionamento das plataformas e sistemas mais utilizados no momento e entender melhor como funciona os jogos eletrônicos e o mercado atual. Os cursos são ministrados por professores capacitados e conhecidos como o Dr. Fábio Fernandes da Silva, Bréndal Teixeira Mendonça, Reinaldo Ramos e a jornalista Flávia Gasi.

O curso de Narrativas e Roteiro de Games para Dispositivos Móveis é ministrado pelo professor Fábio Fernandes e propõe desenvolver técnicas de narrativas e a criação de roteiros para games que possam se integrar no ambiente das redes sociais digitais. O curso é altamente indicado para alunos formados em Tecnologias e Midias Digitais, Sistemas de Informação, Jogos Digitais, Comunicação e Multimeios e Ciência da Computação. O curso tem duração de seis meses e aborda aspectos teóricos, prática de criação e softwares de roteiro.

Já o curso de Desenvolvimento Mobile para Windows Phone explora o mercado mobile, contribuindo com conhecimento teórico e prático para desenvolvedores de outras plataformas que desejam conhecer o passo a passo de como colocar seu jogo no ambiente Windows Phone. O curso é ministrado por Bréndal Teixeira e é certeiro para quem já desenvolve para iOS e Android e precisa de dicas desde o processo inicial de um game até os caminhos de como colocar o produto no ar. No Brasil é muito difícil encontrar desenvolvedores de games para outras plataformas que não sejam mobile, seja pelos custos de produção até pela possibilidade de lucro aviltante, então para quem quer uma fatia do mercado é bom colocar seu game em todos os lugares possíveis.

O curso de Crítica de Videogames é ministrado pela jornalista Flávia Gasi e explora a importância da crítica de videogames e como ela deve ser conduzida, levando em consideração aspectos técnicos do game, como arte, som, roteiro, etc. O curso é indicado para jornalistas, desenvolvedores, redatores e público em geral que deseja saber um pouco mais de como deve ser o trabalho de um crítico de games e o papel que os veículos desempenham ao avaliar os games que chegam ao mercado. O curso conta com três meses de duração e lá se cria um ambiente descontraído que serve para discutir os jogos eletrônicos e o que torna alguns games bons e outros nem tanto.

Por fim, temos o curso de Desenvolvimento de Games com Unity 3D é ministrado por Reinaldo Ramos, sócio da QUByte Interactive . Este curso é mais técnico e aborda técnicas e embasamento teórico para que se compreenda e atue na produção e criação de jogos eletrônicos a partir da engine Unity, uma das mais populares na produção de jogos indie atualmente. O curso tem cinco meses de duração e capacita os alunos a atuarem na produção e construção de games que possam se integrar no ambiente de distribuição digital, tendo conhecimento do uso das redes sociais e ferramentas que possam tornar o game mais atrativo. Este curso de extensão é importante para graduados e graduandos em Tecnologias e Mídias Digitais, Sistemas de Informação, Jogos Digitais, Comunicação e Multimeios e Ciência da Computação.

Estes são quatro cursos, mas além deles, a PUC-SP possui outros módulos interessantes como os cursos de Introdução ao Desenvolvimento de Jogos, Games com HTML e Javascript, entre outros que não necessariamente tem relação com jogos eletrônicos.

industria de games no brasil

Futuro da Indústria de Games está no Brasil, diz especialista técnico da Autodesk Brasil

O futuro da indústria de games está no Brasil! Pelo menos é isso o que pensa Rodrigo Assaf, especialista técnico da área de mídia e entretenimento da Autodesk Brasil. O profissional chegou a tal conclusão após estudar os resultados da pesquisa realizada pela Abragames (Associação Brasileira das Desenvolvedoras de Jogos Eletrônicos), que dizia mostrou que no país existem mais de 46 milhões de pessoas ativas na internet, das quais 76% são usuários de games. O mais impressionante é que 50% desses jogadores estão dispostos a pagar para ter acesso aos jogos.

O estudo da Abragames mostra ainda que o Brasil é o quarto maior mercado consumidor de games do mundo, posição que coloca o país em destaque. Não é absurdo imaginar que o país possa se tornar uma das maiores referências da indústria global. De acordo com Rodrigo Assaf, existem cinco motivos para acreditar que o Brasil é o país do futuro na indústria dos games.

O primeiro motivo é que a mão de obra está cada vez mais qualificada graças ao advento de cursos voltados ao desenvolvimento, além disso, tal mão de obra tem uma gama de opções no mercado muito grande. O desenvolvedor pode criar gráfico e animações para indústrias como manufatura, publicitária, broadcast, arquitetura, etc.

O fator número dois é que o brasileiro é um gamer por natureza. O contato com games por muitos anos deram certo know how aos desenvolvedores, que ganharam expertise na hora de criar um novo produto. Além disso, o brasileiro é um povo criativo por natureza. Como terceiro ponto, Assaf aponta que produzir games está mais barato do que antigamente. Para o profissional, antigamente os processos de produção eram desenvolvidos em plataformas de alto custo, mas hoje em dia um único software pode ajudar o desenvolvedor a criar diferentes animações e efeitos em alto nível.

O quarto fator é que existem movimentos que tencionam impulsionar a indústria local, como o caso da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, que lançou recentemente um edital para fomento a projetos audiovisuais que inclui cinema, TV, criação de jogos eletrônicos, etc. Tal edital foi desenvolvido com o apoio da Abragames.

E por fim, a área de jogos eletrônicos está em ascensão. Entre 2012 e 2013 o setor cresceu 76%. Deste modo, pode-se inferir que o Brasil pode se tornar autossuficiente nesta indústria em poucos anos.  “Com flexibilidade de oferta de produtos, o desenvolvedor que se aventurar por esta indústria vai conseguir ganhar qualquer jogo”, disse Assaf.

Veja também: BNDEs divulga pesquisa sobre mercado de games

brasil game show 2014

Brasil Game Show 2014 terá Pavilhão Indie para facilitar a vida dos desenvolvedores nacionais

Além dos grandes estandes, a Brasil Game Show 2014 também dará espaço para os desenvolvedores indie mostrar seu trabalho ao público da feira. De acordo com a organização, haverá nade menos que duas áreas dedicadas aos pequenos desenvolvedores. A intenção da organização é de fortalecer o mercado interno e o desenvolvimento de produtos nacionais.

Os desenvolvedores poderão participar de duas maneiras: expondo seus produtos ao público ou participando do pavilhão de negócios, local onde os desenvolvedores indies podem interagir com outras empresas e até fechar novos negócios. Haverá um sistema de Matchmaking para agilizar e facilitar a marcação de reuniões com as grandes empresas do mercado.

Vale lembrar que não é a primeira vez que a BGS abre espaço para os desenvolvedores menores, em edições anteriores alguns games menores brilharam tanto quanto os jogos grandes como Cangaço Wargame, Min Ini Mo, Favela Wars, entre outros. Que tipos de jogos os estúdios menores estão preparando para cativar o público da BGS? Sejam quais forem, a feira será um excelente espaço para que esses indies sejam vistos pela grande massa.

Na edição 2014, a feira ocupará os cinco pavilhões do Expo Center Norte, em São Paulo entre os dias 8 e 12 de outubro. Entre as empresas que confirmaram presença estão grandes players como a Sony, Ubisoft, EA, Warner, Capcom, Kingston, entre outros. Mais informações no site do evento.

jogos ativos

Jogos Ativos: PUCPR sedia evento voltado a games e saúde

Durante os dias 19 a 21 de setembro a cidade de Curitiba sediará o evento Jogos Ativos: Possibilidades e Implicações para a Promoção, Tratamento e Reabilitação no Contexto da Saúde. O evento tem como objetivo reunir profissionais da área da saúde e computação para criar e discutir jogos que utilizem o corpo, ou seja, algo que vai de acordo com as intenções da Nintendo.

O evento ocorre no Ginásio de Esportes da PUCPR, em Curitiba. Nesses três dias de evento ocorrerão palestras e tutoriais voltados aos públicos de ambas as áreas e uma Game Jam com duração de 40 horas, cuja finalidade é criar um “exergame”. Para  participar do evento, basta preencher uma ficha de inscrição no site oficial.

O Jogos Ativos promete dois prêmios muito interessantes para os melhores desenvolvedores. A primeira é a premiação SENAI, que confere uma pré-qualificação para a equipe vencedora para a etapa final do processo seletivo da Incubadora SENAI, que ocorre em fevereiro de 2015. Além disso, os desenvolvedores ganham 1 mês de participação gratuita no Clube do Empreendedor SENAI durante o segundo semestre de 2014.

Há ainda a premiação Unity, que dá ao time vencedor uma licença completa da última versão da ferramenta de desenvolvimento Unity, uma das engines mais utilizadas nos últimos tempos e que está sendo cada vez mais solicitada no portfólio de profissionais por estúdios de games no Brasil.

Serão vendidos quatro tipos de ingressos para o evento, sendo eles Game Jam, Acadêmico PUCPR, Público Externo e Evento Completo. Cada um tem seu preço afixado e serão comercializados em três lotes (julho, agosto e setembro), com variações de preços. Então é bom ficar de olho! As inscrições se encerram em 14/09.

Serviço: Jogos Ativos

Onde: Rua Imaculada Conceição, 1155, Prado Velho, Curitiba – PR.

Quando: de 19 a 21 de setembro

Contato: jogosativos2014@gmail.com

Brasil na Copa

Site cria games que brincam com a goleada sofrida pelo Brasil na Copa e com a mordida de Suarez

A derrota humilhante do Brasil na Copa do Mundo para a Alemanha ainda ecoa na cabeça de muitos torcedores. Também não vamos esquecer a derrota para a Holanda na disputa pelo terceiro lugar. As piadas não tem fim e como não poderia deixar de ser alguns desenvolvedores resolveram tirar onda com a histórica derrota. O site US vs Th3m lançou o game “The Realistic Brazil 2014 Game”, que coloca o jogador no comando do atacante André Schurrle (autor de dois gols na partida).

O desafio é chutar a bola como em uma cobrança de falta, de modo que a bola passe pela defesa canarinho e balance as redes. A piada do jogo é que o jogador faz gols até mesmo sem querer. No fator desafio o game é nota zero, mas no fator humor o game tem nota alta.

Ah sim, a goleada da Alemanha pra cima do Brasil não foi a única zoeira proporcionada pelo site. Com o mesmo tom jocoso, o site disponibiliza no ar o jogo “The Luis Suarez Bitting Game”, que faz graça com a mordida que o jogador deu em Giorgio Chiellini da Itália. Neste game o objetivo é dar o máximo de mordidas possível, como um autêntico vampiro, fugindo dos cartões amarelos e vermelhos, que deixam o Luis Suarez mais lento.

Se a Copa do mundo não terminou da forma como esperávamos, ao menos podemos dar boas risadas com esses momentos únicos.

InSomnia

Mono Studios lança primeira demo de InSomnia

A divulgação de hoje vai para o jogo InSomnia da produtora Studio Mono, uma developer russa formada por profissionais de diferentes nacionalidades como Malásia, EUA, Japão, Holanda, entre outros. O jogo está no Kickstarter e já conseguiu metade do orçamento necessário e tudo indica que conseguirá o dinheiro necessário para viabilizar o projeto. Para comemorar o feito, a produtora disponibilizou a primeiro demo jogável.

“A equipe e eu estamos impressionados com o nível de expectativa demonstrado pelos jogadores para o nosso jogo. É realmente emocionante conseguir 50% de financiamento em dez dias”, disse Anatoliy Necrasov – desenvolvedor líder no Studio MONO. “Para comemorar esta marca e para mostrar a nossa gratidão, nós decidimos lançar a primeira demo jogável como um grande obrigado a todos os nossos apoiadores!”, finalizou o produtor.

InSomnia é um RPG de ação tática que coloca o jogador em um futuro distópico no meio de uma estação espacial. Neste futuro, vivenciamos a saga da humanidade em busca de um novo planeta para chamar de lar. Na trama, sobreviventes chamados Noman embarcam na nave Ark a fim de escapar da sangrenta batalha entre a República Noma e o Regime SORG. O problema é que não há local seguro no futuro.

O game será um sandbox grandioso: a produtora promete entre 15 a 20 horas de jogo quando estiver pronto. Mas isso não é tudo: haverá atualizações constantes e lançamento de DLCs. Pelo menos são esperados 20 DLCs gratuitos após o lançamento do jogo, sendo que cada um deve conter entre 3 a 6 horas de jogo.

A produtora esforçou-se por criar um jogo escuro, com uma trama envolvente e mecânica de jogo simples, mas divertida. Os ambientes fazem uso inteligente de efeitos de luz e sombra que ajudam a tornar o game mais sombrio, além disso, a perspectiva isométrica ajuda a dar uma identidade ao título. Além do modo singleplayer, haverá a possibilidade de jogar em co-op com os amigos.

Apesar de ser um chamado RPG pelos produtores, o game quebra o paradigma de sistemas de aumento de níveis, classes de personagens, etc. Além disso, o jogo apresenta suas missões sem linearidade e com múltiplas possibilidades de soluções. Porém nem tudo dos RPGs foi abandonado: além da clássica perspectiva isométrica, o jogo também permite customização de personagens. A Mono Studios tem um projeto ambicioso nas mãos e por isso a campanha no Kikcstarter está sendo bem sucedida. Esperamos que o jogo consiga entregar a experiência prometida. O lançamento é previsto para 2015 nas plataformas PC, Mac e Linux com suporte aos idiomas francês, alemão, inglês, polonês e russo.

Abaixo tem um vídeo conceito de customização de personagens do projeto InSomnia:

Games Independentes, Jogos Nacionais, Produção de Games e muito mais.